- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 05 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Montador de móveis coloca faca no pescoço do próprio filho

Mais Lidas

A ação criminosa, praticada pelo montador de móveis Raimundo Alves, 28 anos, aconteceu no início da manhã de sábado (18), na cidade de João Lisboa, distante 12 km de Imperatriz.

Segundo relato do próprio acusado, ele se encontrava trabalhando em Palmas, de onde chegou por volta de 6 horas do sábado.

Após desembarcar na rodoviária de Imperatriz, segundo ele, foi direto para a casa da ex-mulher, em João Lisboa. Acordou a ex-mulher, cujo nome não foi informado, e tentou, em vão, reatar o casamento desfeito há cerca de 4 meses.

Raimundo Alves disse que falou com a ex-mulher que eles têm dois filhos (uma menina de 3 anos e o bebê de 1 ano), e que ele iria levar o menino. E pediu à ex-mulher que mandasse a mãe dela levar o registro do bebê. A jovem pegou o celular, como se fosse telefonar para a mãe, e em seguida, diante das ameaças, saiu correndo de dentro da casa, gritando por socorro, que o ex-marido queria matá-la.

A mãe e o irmão da mulher acionaram a Polícia Militar, que foi para o local. Vendo-se cercado, Raimundo Alves pegou o filho no colo, sacou uma faca e colocou-a na gargante do menino, ameaçando matá-lo, caso a polícia não recuasse.

Os policiais iniciaram, então, uma rendição amigável do acusado, fato que só foi possível depois de vários minutos de tensão, na negociação entre os policiais e Raimundo Alves.

Ele então se rendeu, entregou a faca aos policiais, que o algemaram e o conduziram ao Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Imperatriz, onde foi autuado em flagrante delito pelo delegado plantonista, Fairlano Aires de Azevedo.

Raimundo Alves foi autuado em flagrante por crime de sequestro e cárcere privado de incapaz, sob ameaça. Ele próprio admite que fez besteira, e que terá de pagar por isso. “Estava com a cabeça quente e reconheço que errei. Nunca fui preso antes”, disse.

Raimundo Alves deverá ser transferido da Delegacia Regional para a Delegacia de João Lisboa, que é a comarca da culpa. (O Progresso)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias