- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 04 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Mutirão carcerário analisará dois mil processos

Mais Lidas

Começou nesta quinta-feira (17) e vai até o dia 15 de abril, o terceiro Mutirão Carcerário, realizado pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Aproximadamente, dois mil processos serão analisados pelos juizes convocados. O objetivo é beneficiar presos provisórios, que já deveriam ter sido julgados ou ter tido progressão de pena.

Em São Luís, os processos estão sendo analisados no salão do júri do Fórum Desembargador Sarney Costa, no Calhau. O mutirão está sendo realizado, também, em Imperatriz e Timon. Na solenidade de abertura, estiveram presentes o coordenador do Grupo de Monitoramento de Fiscalização do Sistema Carcerário, desembargador José de Ribamar Froz Sobrinho, a secretária de Direitos Humanos e Cidadania, Luiza Oliveira, o presidente da OAB/MA, Mário Macieira, o defensor-geral do Estado, Aldyr Mello de Araújo Filho, entre outras autoridades.

Outros dois mutirões já foram realizados no Maranhão, em 2009 e 2010. No primeiro, 1.345 processos foram analisados, e 678 presos foram beneficiados. No segundo, 1.341 presos foram beneficiados, sendo 852 condenados e 489 provisórios.

Atualmente, são 5.800 presos em um sistema que suporta, aproximadamente, 5.600. Destes, três mil estão em São Luís. Provisórios são 2.100, 1.500 na capital e 600 no interior. (iMirante)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias