Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Reunião discute fortalecimentos da Atenção Básica nos municípios

Publicado

em

Os encaminhamentos dos pacientes do Maranhão para o Piauí e o fortalecimentos da Atenção Básica nos municípios foram assuntos discutidos, na manhã de ontem, segunda-feira, 26, no auditório da Secretaria Estadual de Saúde (SES). O encontro contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, Luiz Alfredo Guterrez; do secretário adjunto de Regionalização dos Serviços de Saúde, José Márcio Leite; da secretária-adjunta de Ações Básicas de Saúde, Cristina Loyola, 102 secretários municipais e gestores regionais de saúde.

Luiz Guterrez explicou que a pactuação provisória do Maranhão com o Piauí visa garantir que os pacientes sejam encaminhados de formamente. “É preciso que todos os gestores maranhenses sejam orientados como proceder para encaminhar os pacientes a Central de Regulação de Alta Complexidade em São Luis, Caxias e Timon para que eles tenham os procedimentos garantidos”, justificou.

O secretário chamou a atenção dos secretários municipais para que patologias como diarréias, partos normais e pneumonias sejam tratados no município.  “É necessário adequarmos a medicina maranhense para que os atendimentos básicos sejam realizados no Maranhão”.

O Fluxo de Referência Maranhão/Piauí assegura que em casos de urgência que paciente maranhense no Piauí necessitando de atendimento de urgência – será atendido no Piauí sem ressarcimento; paciente no Maranhão necessitando de atendimento de urgência – a Secretaria do Município não pode encaminhar diretamente para o Piauí e sim para a secretaria de saúde de sua referência. Caso a referência não tenha condição de atendimento ela (a secretaria da referência) poderá encaminhar para o Piauí e pagará a conta.

Nos casos eletivos de demanda espontânea – pacientes não encaminhados formalmente e tampouco por ambulância. “Estes serão contra-referenciados pela Unidade de Saúde do Piauí para a Secretaria de do município de origem no Maranhão com uma Ficha de Contra-Referência”, explicou José Márcio Leite.

Nos casos eletivos referenciados fora das Centrais Nacionais de Regulação da Alta Complexidade – CNRAC, quando o recurso do procedimento está na PPI do próprio município – a Secretaria do Município encaminha formalmente, via Ficha de Encaminhamento de Paciente, para a Secretaria do Piauí e paga a conta. Quando o recurso do procedimento está na PPI da referência – a Secretaria do município contata a Secretaria da Referência encaminhando formalmente o Laudo com a solicitação. Se a referência não tiver condição de atendimento, a Secretaria da Referência encaminha para a Secretaria do Piauí e paga a conta.

Os casos eletivos referenciados via CNRAC, a Secretaria confirma que o procedimento está na relação do CNRAC; a Secretaria encaminha o Laudo próprio da CNRAC  para as CERAC de São Luís, Caxias ou Timon para a inclusão do paciente no sistema SISCNRAC. Se for o caso, indicando Teresina. SISCNRAC priorizará o referenciamento para o Piauí. Pagamento do procedimento será feito pelo Ministério da Saúde (FAEC).

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Policial diz que tiro em médico foi acidental e provocado por desavença com amigo

Publicado

em

Momento em que Adonias sai da delegacia para fazer exame de corpo de delito

Após ser preso, na noite desta terça 27, o policial militar Adonias Sadda, acusado de matar o médico, Bruno Calaça, de 23 anos, na madrugada da última segunda, 26, em uma festa na cidade de Imperatriz, na região Tocantina, no Maranhão, foi levado para prestar depoimento na delegacia, depois conduzido para exame de corpo de delito e colocado a cela do 3º Batalhão da Polícia Militar.

Nesta quarta, 28, ele deve ser ouvido novamente pelo delegado Praxisteles Martins e detalhar sua versão.

Após ser preso, o militar disse que o tiro foi acidental e relatou que antes do crime, aconteceu uma desavença entre um de seus amigos que aparece nas imagens da câmera de segurança no momento do crime e o médico.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Medalhista olímpica Rayssa Leal é ovacionada no retorno para casa

Publicado

em

Após se tornar a atleta brasileira mais jovem a receber uma medalha olímpica, a skatista Rayssa Leal, a Fadinha, desembarcou no Aeroporto Prefeito Renato Moreira, em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, na manhã desta quarta-feira (28).

Pouco antes de chegar à cidade natal, Rayssa fez uma publicação nas redes sociais em que anunciou o cancelamento da programação preparada para recepcioná-la na pista de skate onde treinava.

A atleta justifica que o momento ainda não é adequado para aglomerações e aproveitou o comunicado para incentivar que o público se vacine contra a Covid-19.

Após o desembarque em Imperatriz, a Fadinha do Skate fez um desfile em cima de uma viatura do Corpo de Bombeiros do Maranhão (CBMMA) pelas principais ruas de Imperatriz .

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Policial que matou médico é preso

Publicado

em

A Polícia Militar do estado do Maranhão, executou no começo da noite desta terça, 27, a prisão do policial, Adonias Sadda, acusado de matar na madrugada desta segunda, 26, em uma festa do setor Beira Rio, na cidade de Imperatriz, na região Tocantina, Maranhão, o médico Bruno Calaça Barbosa, de 24 anos.

A informação foi oficializada, diretamente pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, “Informo que o soldado Adonias Sadda acaba de ser preso na cidade de Imperatriz. Nesse momento, ele está sendo conduzido para a Delegacia Regional”

Sadda estava escondido em uma casa no bairro Bacuri, próximo ao Colégio Militar Tiradentes, na residência do seu advogado.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze