- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 18 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: São Luís é a décima capital do país em mortalidade infantil

Mais Lidas

São Luís é a cidade brasileira que detém o 10° maior índice de mortalidade infantil entre todas as capitais, segundo estudo do Observatório São Luís, programa do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (ICE-MA).

A capital maranhense, com base em dados do Ministério da Saúde, tem índice de mortalidade infantil de 15,6 mortes para cada mil nascidos vivos com menos de um ano de idade. Em números absolutos, em 2009 foram registradas 277 mortes de crianças com menos de um ano de idade. Isso representa uma média aproximada de uma morte a cada 31 horas.

Em todo o Brasil, a capital com o menor índice de mortalidade infantil é Curitiba, onde foram registradas 8,97 mortes para cada mil nascimentos. Em Florianópolis, segunda colocada no ranking, esse número é de 9,03 por mil e em Porto Alegre, de 9,8 por mil. Macapá, no Amapá, tem o maior índice de mortalidade infantil do Brasil: 26,01 óbitos para cada mil nascimentos. Porto Velho (RO) tem o segundo maior índice de mortalidade, 19,74 mortes para cada mil nascimentos, e Rio Branco (AC) o terceiro maior índice de mortalidade infantil: 18,05 por mil.

Segundo o estudo do Observatório São Luís, apesar de a capital maranhense ter o 10° maior índice de mortalidade infantil, os números têm decrescido. “A mortalidade infantil está muito ligada ao atendimento da mãe durante a gravidez, às condições de vida, alimentação, saúde e saneamento”, aponta o estudo.

Ainda com base em dados desse estudo, em 2008, a capital maranhense tinha índice de mortalidade infantil de 16,49 para cada mil nascidos vivos. Ao todo, foram registrados naquele ano, 301 óbitos. Um ano depois, o índice de mortalidade infantil foi semelhante: 16,83. Em 2007, houve o registro de 302 mortes de crianças com menos de um ano de idade, pelos dados do Ministério da Saúde. Tomando-se em comparação os dados de 2009 e 2008, São Luís registrou uma queda de 7,9% no número de crianças com menos de um ano que vieram a óbito.

Outro dado que colabora para o índice de mortalidade infantil, conforme o estudo do Observatório São Luís, é o índice de mortalidade neonatal precoce, obtido com base em casos de falecimento de recém-nascidos, com menos de uma semana de vida. Em São Luís, o índice é de 8,5 mortes para cada mil nascidos vivos. Ou seja, oito em cada mil crianças na capital maranhense não chegam a uma semana de vida.

Nacionalmente, São Luís tem o sétimo maior índice de mortalidade neonatal precoce do Brasil. O menor é de Vitória (ES) e o maior o de Macapá. Em Vitória, apenas 3,8 crianças em cada mil morrem antes de completar uma semana de vida. Em Macapá, 12,6 crianças não chegam a essa idade. “Ela [mortalidade neonatal precoce] depende muito da qualidade da assistência pré-natal, do parto e dos cuidados com a criança, como também da qualidade de vida da mãe durante a gestação. Por isso ela é um importante fator para avaliar o acesso e a qualidade dos serviços de saúde, bem como das ações preventivas”, descreve o estudo do Observatório São Luís. (iMirante)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias