- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Secretaria de Saúde entrega equipamentos em UPAs de São Luís

Mais Lidas

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Vinhais e Cidade Operária começaram a receber, esta semana, novos equipamentos da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Com essa entrega, falta equipar as UPAs de Codó, Timon, São João dos Patos e Holandeses, sendo que estas duas últimas ainda estão em construção.

Em parceria com o Governo Federal, a SES construiu UPAs nos municípios de São Luís, Coroatá, Imperatriz, São João dos Patos, São José de Ribamar, Codó e Timon. Com recursos próprios do estado, outras duas foram construídas em São Luís (Vinhais e Cidade Operária), totalizando 10 Unidades de Pronto Atendimento que integrarão a rede estadual de urgência e emergência.

Os primeiros lotes de equipamentos foram enviados para as UPAs de São José de Ribamar (Parque Vitória), Coroatá, e Imperatriz. São aparelhos de raio-x, aspirador cirúrgico portátil, desfibrilador/cardiovesor, eletrocardiógrafo, monitor multiparamétrico, respirador, armários, biombo duplo, cadeiras giratórias, fixas e plásticas, carros curativos, carros de emergência, escadas, estantes, hamper, longarinas, macas, mesas, suportes de soro, entre outros produtos.

Assistência

As UPAs oferecem atendimento de urgência hospitalar 24 horas, de complexidade intermediária entre as unidades básicas de saúde e as de urgência, nas especialidades de clínica médica, ortopedia e pediatria. E realiza todos os exames médicos de acompanhamento, além de serviços de Raio-X, eletrocardiograma (ECG) e eletroencefalograma.

Nas UPAs o atendimento é humanizado e diferenciado, com classificação de acordo com a gravidade e estado de saúde do paciente em três cores distintas: verde para os casos menos graves, amarelo para urgências e vermelho para os casos de emergência.

Quando o paciente chega à unidade, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Posteriormente analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por até 24 horas.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias