- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 20 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Secretaria de Segurança empossa nova delegada Geral

Mais Lidas

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) realiza, nesta quarta-feira (16), a solenidade oficial de posse da nova delegada Geral da Polícia Civil do Maranhão, Maria Cristina Resende Meneses. O evento acontece, a partir das 9h, no Auditório do Palácio Henrique de La Rocque, Bairro Calhau.

Estarão presentes o secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes; os secretários-adjuntos de Inteligência e Ações Estratégicas, Laércio Costa e de Desenvolvimento e Articulação Institucional, tenente-coronel Antonio Roberto dos Santos Silva; os comandantes gerais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, coronéis Franklin Pacheco e Marcos Paiva de Sousa, respectivamente; o delegado geral adjunto, Marcos Affonso Júnior; os superintendentes de Polícia Civil  da Capital e do Interior, Sebastião Uchoa e Jair Lima de Paiva; além de secretários estaduais, deputados, representantes das Polícias Federal e Rodoviária Federal, do Poder Judiciário, delegados distritais, especializados e regionais, investigadores, escrivães de São Luís e do interior do estado.

Trajetória na Polícia Civil

Delegada há 21 anos, Maria Cristina Meneses passa a comandar a Polícia Civil do Maranhão, que antes era chefiada pelo delegado Nordman Ribeiro. Ela ingressou nos quadros da Polícia Civil em 1990 por meio de Concurso Público. Assumiu, no mesmo ano, a primeira Delegacia Especial da Mulher (DEM) da cidade de Bacabal, interior do Maranhão. Em 1991 foi Delegada-Adjunta na Delegacia de Defraudações em São Luís, passando a ser titular da especializada meses depois, onde permaneceu por cinco anos.

A nova delegada geral foi, também, assessora dos ex-secretários de Segurança Pública do Maranhão, coronel Guilherme Ventura e, posteriormente, coronel Celso Seixas Ferreira.

Maria Cristina chefiou como Delegada Titular a Delegacia de Costumes e Diversões Públicas por um ano. Na oportunidade, desenvolveu várias ações e trabalhos de conscientização contra a poluição sonora realizado em bares, clubes, casas de reggae e estabelecimentos comerciais afins, nas praias de São Luís, bem como em lojas da Rua Grande.

De lá, assumiu a Delegacia Fazendária (Defaz) por cinco anos. Participou diretamente de um trabalho de investigação técnico-científico que apurou crimes relacionados ao Projeto Fronteira, resultando na arrecadação de tributos ora sonegados.

A fraude do Projeto Fronteira ficou conhecida como o esquema criminoso que envolveu empresários e ex-servidores que atuavam no Sistema Informático da Secretaria da Fazenda. A fraude do sistema se transformou num dos mais importantes processos judiciais do Estado. E desde 2003 exercia suas funções na Corregedoria do Sistema de Segurança Pública do Maranhão, ocupando o cargo de chefe do Serviço de Disciplina, além de prestar assessoramento técnico aos corregedores.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias