- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
terça-feira, 05 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Seduc realiza ações para cumprir calendário escolar 2011

Mais Lidas

Para garantir o cumprimento do calendário de 200 dias do ano letivo de 2011, estabelecido para terminar em 23 de dezembro, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) fez o mapeamento de déficit de carga horária por disciplina, ocasionado pela paralisação dos professores. Cada escola deverá cumprir os conteúdos curriculares e a carga horária de cada disciplina, assegurando os direitos constitucionais do aluno.

A medida objetiva o cumprimento do calendário do ano letivo, afim de que os alunos da rede estadual possam competir igualitariamente com os da rede particular em exames nacionais, como o Enem e Prova Brasil, e vestibulares das faculdades públicas e privadas.

A partir desse levantamento, cada escola irá reprogramar seu calendário, obedecendo à legislação em vigor e a matriz curricular de cada disciplina. De acordo com os dados repassados pelas Unidades Regionais de Educação (UREs), os centros de ensino enfrentam realidades diferentes, já que parte das escolas não aderiu ao movimento de greve e outras paralisaram as aulas por um curto período.

A reposição integral de todas as aulas não ministradas no período de greve, obedecendo ao calendário escolar de 2011, que estabelece o término das aulas em 23 de dezembro, faz parte do compromisso firmado entre o Governo do Estado e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) para garantir que mais de 500 mil alunos não sejam prejudicados com a paralisação das atividades.

“Estamos empreendendo todos os esforços para a reposição das aulas, cumprindo o calendário programado pela Seduc, com o término em 23 de dezembro, para que nossos alunos possam competir de igual modo com os da rede particular em exames nacionais e vestibulares. O cumprimento do calendário escolar, com término estabelecido para o mês de dezembro, foi um dos principais pontos firmados no acordo entre o Governo e o Sindicato e temos a certeza que o que foi firmado será cumprido pelas partes”, afirmou a secretária de Educação, Olga Simão.

Para a gestora da Unidade Regional de Educação (URE) de São Luís, Sônia Maciel, é necessária a colaboração dos professores no sentido de buscar as melhores alternativas para minimizar os prejuízos e garantir o ensino de qualidade.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias