- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quinta-feira, 19 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: SES discute proposta de ação emergencial contra a dengue em SL

Mais Lidas

O secretário Estado de Saúde, Ricardo Murad, reuniu representantes do Exército e do Corpo de Bombeiros para discutir uma proposta de ação emergencial contra a dengue em São Luís. A intenção é realizar um mutirão para evitar uma epidemia da doença na capital maranhense.

O secretário tomou a iniciativa diante da redução do trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti na capital, já que apenas 50% dos agentes de endemia municipais estão trabalhando. A categoria reivindica aumento salarial e melhores condições de trabalho, e não chegou a um acordo com a administração municipal.

Ricardo Murad relatou ao comandante do 24º Batalhão de Caçadores, Flávio Peregrino, e ao diretor de Apoio Logístico do Corpo de Bombeiros, coronel Vanderley Pereira, que São Luís é uma das cidades com alto risco de uma epidemia de dengue. “Precisamos ter uma ação emergencial, de combate ao mosquito e de conscientização da população, que precisa participar efetivamente dessa mobilização”, declarou o secretário.

O planejamento da ação estadual está sendo discutida pelos representantes das instituições, que acataram a proposta do secretário. “Essa integração é fundamental para o sucesso desse trabalho e estamos prontos para dar a nossa colaboração”, declarou Flávio Peregrino. “Vamos somar esforços para evitar que São Luís viva uma epidemia de dengue”, acrescentou coronel Pereira.

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
cleonice

O apoio de todos é fundamental para a eliminação dos focos e dos mosquitos, não só dos bombeiros como de todos. Mas a ação mais sensata a fazer era resolver os problemas dos profissionais da endemia que conhecem todos os focos, terrenos baldios,quintais que estão cheios de entulhos, lixos porque o dono não está nem aí.
a prefeitura deveria era valorizar esses profissionais,com salários dignos, assistência á saúde, EPI,dentre outros direitos.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias