- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 23 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: SES entrega medicamentos em municípios do Baixo Mearim

Mais Lidas

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), em parceria com o Ministério da Saúde e Defesa Civil, realizou, nesta quinta-feira (24), a entrega de duas toneladas de materiais de primeiros socorros e medicamentos em municípios da Região do Baixo Mearim, para prevenir doenças, principalmente de veiculação hídrica.

A iniciativa envolve os municípios de Pedreiras, Trizidela do Vale, Bacabal, São Luís Gonzaga e Coroatá. Nessas cidades centenas de famílias foram desabrigadas pelas enchentes.

Para o secretário Adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, esta ação vai assegurar o tratamento das principais enfermidades que poderão afetar a comunidade nos municípios atingidos pelas chuvas. “A atividade está sendo realizada por determinação da governadora Roseana Sarney e do secretário de Saúde, Ricardo Murad, para prevenir doenças e promover a melhoria da saúde da população de nosso estado”, disse.

O chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da SES, Genildo Cardoso, informou ser a segunda visita realizada pela Secretaria para apoiar os municípios afetados  por enchentes. “Além da entrega dos medicamentos, estamos trabalhando no monitoramento das doenças e da situação em que se encontram os desalojados e desabrigados”, disse.

A visita da equipe da SES aos municípios se estenderá até esta sexta-feira (25), em conjunto com a Defesa Civil, Unidades Regionais de Saúde e prefeituras municipais.

Uma das atividades será a verificação das condições físicas e estruturais dos abrigos. “A presença do Governo do Estado nos municípios faz com que a população se sinta mais segura em relação às possíveis doenças que possam vir a acometer as vítimas das enchentes”, disse Eduardo Matias, gestor de saúde de Pedreiras.

Kits

Nos kits entregues pela Secretaria de Saúde estão medicamentos para tratamento de verminoses, micoses, diarréia, febre, dor de cabeça e outros. Alberto Carneiro disse ainda que “os medicamentos não serão ministrados de forma aleatória. Serão feitas consultas médicas e procedimentos de enfermagem para todos aqueles que precisarem”, informou o Secretário.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias