Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Taxistas se negam a assinar TAC com a Prefeitura de Imperatriz

Publicado

em

Taxistas que prestam o serviço de lotação se negam a assinar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Prefeitura de Imperatriz. Os taxistas querem continuar a explorar o serviço de lotação no município, e o ajustamento de conduta prevê a cassação do alvará dos profissionais que continuarem a insistir na ilegalidade.

O secretário Municipal de Trânsito, cabo J. Ribamar, e o ouvidor-geral do município, Daniel Souza, chegaram à reunião com o TAC que deveria ser assinado pelos taxistas se cumprimento a não fazer mais o serviço de lotação e retornar aos postos fixos. Essa era a condição para liberar mais de 50 veículos apreendidos na semana passada.

Antes mesmo da reunião os taxistas já avisaram que não estariam dispostos a assinar o acordo. Diante de um auditório lotado, os representantes da prefeitura tentaram convencer os taxistas a assinar o TAC, mas a reunião foi encerrada sem que houvesse acordo do lado de fora os taxistas fizeram uma manifestação e disseram que só aceitam negociar a aprovação de uma lei municipal para regulamentar o serviço.

O advogado contratado pelos taxistas disse vai entrar na Justiça para liberar os veículos apreendidos e garantiu que o serviço pode ser considerado legal. (iMirante)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Moradores reclamam de coleta de lixo

Publicado

em

Moradores de diversos bairros de Imperatriz, município da região Tocantina, no estado do Maranhão, tem reclamado da falta de coleta de lixo.⠀

Os moradores relatam que a coleta de lixo não acontece há uma semana, e que o mau cheiro já está insuportável em diversas ruas.⠀

A Secretaria de Limpeza Pública disse que oito carros estavam em manutenção, mas nos próximos dias a atendimento deve ser normalizado. (Informações e imagens ImperatrizOnline)

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Homem é morto com tiro nas costas na Avenida Jacob

Publicado

em

Na noite desse sábado (21), um homem identificado por Fernando Silva Gomes, de 26 anos, foi morto com um tiro nas costas, em Imperatriz, na região Tocantina.

De acordo com informações policiais, Fernando era morador da cidade de João Lisboa, a 637 Km de São Luís e trabalhava em uma loja de material de construção em Imperatriz. Ainda segundo a polícia, a vítima não resistiu ao ferimento e acabou vindo a óbito.

O caso está sendo investigado e até o momento, não há informações sobre o suspeito do crime e a motivação do homicídio.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Motorista embriagado no Povoado Lagoa Verde é flagrado na BR-010

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite desse domingo (22) na BR-010, no Povoado Lagoa Verde, em Imperatriz, na região Tocantina, no estado do Maranhão, um motorista com sinais de embriaguez.

Segundo os policiais rodoviários, por volta das 19h25 de domingo uma equipe da PRF de plantão na Unidade Operacional da PRF na Lagoa Verde recebeu denúncia anônima que havia um veículo de passeio de cor branca realizando várias manobras em zigue-zague na BR-010. De imediato a equipe PRF deslocou-se e alcançou o veículo denunciado na altura do km 263, onde foi dada ordem de parada ao carro que era conduzido por um homem de 48 anos.

Os policiais perceberam que o condutor apresentava sinais de ingestão de bebida alcoólica, tais como odor etílico, andar cambaleante, vestes em desalinho e olhos vermelhos. Ao ser questionado, narrou que havia iniciado a ingestão por volta de 15h30 e que tinha ingerido cerca de quatro latas de cerveja. Após ser submetido a exame de alcoolemia, os policiais rodoviários constataram o teor de 1.09 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Em consulta aos sistemas de segurança, os policiais verificaram que o condutor do veículo também não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Diante das informações, os policiais rodoviários constataram a princípio os delitos de conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, embriaguez ao volante e dirigir veículo automotor, em via pública, sem a devida permissão para dirigir ou habilitação ou, ainda, se cassado o direito de dirigir, gerando perigo de dano.

Continue lendo
publicidade Bronze