Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: Tragédia na MA-125 abala Chapadinha

Publicado

em

Todas as 17 pessoas, sendo 12 adultos e 5 crianças, que viajavam na Van que se acidentou no início da tarde de sexta-feira (23) eram de Chapadinha, cidade localizada no Baixo Parnaíba, cuja população está abalada com tamanha violência.

Das 17 pessoas que viajavam, foi confirmada a morte de nove, entre elas duas crianças. Entre os sete adultos mortos, um era ex-vereador de Chapadinha.

Os corpos foram levados para uma funerária de Açailândia e ontem foram trasladados para Chapadinha, onde serão sepultados.

A própria prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro, acompanhada da vereadora Francisca Aguiar, foi para Açailândia, onde cuidou da documentação para a liberação e o traslado dos corpos para a cidade do Baixo Parnaíba.

Ao contrário do que foi informado anteriormente, as pessoas, praticamente todas da mesma família que viajavam na van, estavam se dirigindo para Parauapebas e não Marabá. Naquela cidade paraenses, elas participariam de uma festa de aniversário.

Até o fim da tarde de sábado, o número de mortos não havia sido alterado e foi mantido o número de nove vítimas fatais no acidente. Uma menina de nome Sara, sobrevivente da tragédia, está internada na UTI do Hospital Municipal de Imperatriz em estado grave. Sara é irmã gêmea de Clara, uma das crianças vítimas fatais do acidente, filhas de Marcela, que também faleceu.

Como a rodovia é uma MA, portanto estrada estadual, peritos do Instituto de Criminalística (ICRIM) de Imperatriz foram ao local do acidente e realizaram os primeiros levantamentos. O laudo que vai apontar as causas do acidente será anunciado até o fim do mês.

A Van era de propriedade de Alcione Rodrigues de Sousa e na ocasião do acidente era conduzida por Adorildo, que também morreram. (O Progresso)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
3 Comments

Maranhão

PORTO FRANCO: Catadores recebem auxílio

Publicado

em

Esta semana a Associação dos Catadores de Resíduos de Porto Franco (ACAPORTO), recebeu da Secretaria do Trabalho do Maranhão, equipamentos de proteção individual (EPI) e o cartão do auxílio emergencial aos trabalhadores associados.

Na ocasião, houve também a associação de novos catadores.

Continue lendo

Maranhão

EMBRAPA do Maranhão apresenta tecnologias de processamento de coco babaçu na Agrotins 2021

Publicado

em

Entre os dias 15 e 18 de junho, acontece mais uma edição da Agrotins, a Feira Agrotecnológica do Tocantins, cujo tema deste ano é “Agro 4.0 – Tecnologia no campo”. É a 21ª edição, que, assim como no ano passado, será totalmente virtual. A Embrapa Cocais é uma das Unidades da Empresa que participa do evento mostrando novidades e resultados de pesquisa. O pesquisador da Embrapa Cocais José Mário Ferro Frazão irá apresentar palestra de tema “Tecnologias de processamento de coco babaçu em escala familiar”, com destaque para ferramenta de quebra do coco, em processo de validação pelas quebradeiras do Maranhão e já com resultados promissores. 

No estado, atualmente cerca 75 mil famílias estão envolvidas no extrativismo do coco babaçu, sendo a remuneração das mulheres muito aquém de suas necessidades básicas de sobrevivência e o trabalho bastante penoso e insalubre. Para mudar essa realidade, a Unidade da Embrapa no Maranhão tem desenvolvido processos e produtos tecnológicos com parceiros institucionais e participação das quebradeiras de coco, que contribuem com o conhecimento tradicional. 

Segundo adiantou José Mário Ferro Frazão, em sua fala será analisada a evolução do extrativismo no Maranhão e seus principais gargalos, bem como as estratégias da Embrapa Cocais para melhoras as condições de trabalho e de renda das quebradeiras de coco, por meio de tecnologia para agregar valor aos subprodutos do coco. A ferramenta de quebra do coco babaçu é fruto desse esforço. É uma tecnologia social, ou seja, desenvolvida em interação com a comunidade, representando efetiva solução inovadora para resolver problemas sociais. O protótipo é resultado dessa criação conjunta entre inventores e quebradeiras. “Juntos, fizemos adaptações de acordo com as necessidades e contribuições das quebradeiras de coco. O resultado foi uma ferramenta de uso individual, ergométrica que propicia que a extração da amêndoa seja feita com a pessoa sentada em uma cadeira, sem uso do machado e com uma força menor que a empregada anteriormente para quebrar o coco”, explicou Frazão. 

Entre os parceiros envolvidos em projetos voltados para a cadeia do babaçu no Maranhão, destacam-se: Projeto Bem Diverso, Fundo Amazônia, Fundo Global do Ambiente – GEF, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, Federação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – Fapema, Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, Instituto Federal do Maranhão – IFMA, Associação Maranhense de Artesãos Culinários – AMAC, Secretaria de Agricultura Familiar – SAF e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – Secti do Governo do Maranhão e Banco da Amazônia. Na Embrapa são parceiras a Embrapa Agroenergia, Embrapa Agroindústria de Alimentos, Embrapa Agroindústria Tropical, Embrapa Amazônia Oriental, Embrapa Meio Norte e Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. 

Embrapa na Agrotins 

Neste ano, são ao todo 23 centros de pesquisa da Embrapa que compartilham  na Agrotins os resultados de seus trabalhos em diferentes formatos: soluções tecnológicas; publicações; programas de vídeo e de áudio. No site https://www.embrapa.br/agrotins-2021, O site oficial da feira, por onde poderá ser acompanhada toda a programação ao vivo dos quatro dias do evento, é https://agrotins.to.gov.br/. (Flávia Bessa)

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Guarda Municipal participa de capacitação para maior integração para o enfrentamento do crime

Publicado

em

A Guarda Municipal de Imperatriz (GMI) vai participar de curso de capacitação. Objetivo é maior integração com as forças de segurança para o enfrentamento do crime.

Curso com duração de dois dias, será realizado na sede da Universidade Aberta do Brasil (UAB), localizada na Praça União em Imperatriz. Foram definidos os dias 28 e 29 de junho para a realização do curso, de 9 às 12h e de 15 às 18h, os agentes foram divididos em dois grupos para participação. 

Esta é uma oportunidade para a GMI aprimorar os conhecimentos e assim levar mais segurança e um bom atendimento à população, através da parceria com o Instituto de Criminalística (ICRIM), núcleo de Imperatriz, que colabora nesta formação. 

O curso que é obrigatório e abordará os seguintes eixos: Isolamento e preservação de local de crime; Perícia criminal – Instituto de Criminalística; Crimes contra a pessoa; Noções básicas do Código de Processo penal; Locais de crimes; Vestígios, índice, evidência e prova; Preservação de local de crimes e Procedimento em locais de crimes. 

O comandante da corporação, delegado Josenildo José Ferreira, destacou o compromisso da gestão Assis Ramos, em capacitar ainda mais a GMI. “Essa ação demonstra o compromisso da administração municipal em capacitar ainda mais a nossa guarda, para que desenvolva um trabalho de excelência junto à população. Sempre em harmonia com os outros órgãos de segurança e cooperando para que alcance o seu objetivo que é o de trazer mais tranquilidade à sociedade”, destacou. 

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze