- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
sexta-feira, 01 / julho / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Uema de Imperatriz recebe terreno para construção do Centro de Ciências Agrárias

Mais Lidas

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema), campus de Imperatriz, recebeu do Sindicato Rural a doação de cinco hectares de terra. Na área será construído o prédio que abrigará os cursos de Agronomia, Medicina Veterinária e Engenharia Florestal.

O diretor do curso de Agronomia, professor Wilson Araújo, afirma que as aulas práticas de Ciências Agrárias são realizadas em fazendas da região e também nas dependências do Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva. Wilson Araújo explica que a área doada é destinada à construção do Centro de Formação de Ciências Agrárias, porém todo o interior do Parque de Exposições – inclusive a estrutura usada pelos expositores de animais na época da exposição agropecuária – poderá ser utilizado para a prática acadêmica. “A pecuária é bem forte na região e a bacia leiteira também, então os cursos de Agrárias terão um ganho com a prática. Precisamos de um campo experimental, quem pratica tem a sensação de que o conhecimento é mais sólido”.

O futuro centro de formação contará com vinte salas de aula e vinte laboratórios. O custo da obra é estimado em 12 milhões de reais. Uma verba de 5 milhões já está disponível. Representantes políticos da região já estariam intermediando as negociações com o poder público para acelerar o processo de liberação de recursos para a construção.

Conforme o professor Wilson Araújo, os cursos de Agronomia e Veterinária, implantados na Uema de Imperatriz em 2003, lançam juntos no mercado cerca de 39 profissionais por semestre. O curso de Engenharia Florestal, iniciado em agosto deste ano, tem 30 alunos. O professor garante que os profissionais formados são em sua maioria absorvidos pelo mercado local e completa: “A construção do centro possibilita melhorar a qualidade do serviço prestado pelo ensino público superior à sociedade. Os pecuaristas terão um centro de excelência”, conclui. (O Progresso)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias