Connect with us

Maranhão

MARANHÃO: UPAs garantem atendimento de qualidade aos pacientes da grande São Luís

Publicado

em

As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Vitória, Vinhais e Cidade Operária já realizaram mais de 6,5 mil atendimentos nas áreas de clínica médica e pediatria em apenas 15 dias de funcionamento. No Parque Vitória foram contabilizados, até o final desta semana, 2.300 pessoas atendidas, no Vinhais foram 1.520 e na Cidade Operária 2.765 procedimentos realizados.

O secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, destacou a importância das UPAs realizarem, em poucos dias, um grande número de atendimentos de qualidade. “Entramos nos atendimentos de urgência e emergência com unidades limpas, bem equipadas, onde não faltam médicos, remédios e estão sempre de portas abertas para receber o paciente em qualquer situação. Nas UPAs os pacientes são estabilizados e, dependendo da situação, são encaminhados para casa ou para um dos hospitais de referência até a completa resolução dos seus problemas”, explicou.

Janaíres Lima Rodrigues, dona-de-casa, estava com sua filha em observação na UPA do Parque Vitória e aprovou o atendimento recebido. “Precisei fazer um raio-x e fui prontamente atendida. Fiz a consulta, já tirei o raio-x e mostrei à médica. A UPA possui uma excelente estrutura, coisa de primeiro mundo. Espero que essa estrutura possa ser mantida”, ressaltou. Um total de 43 pacientes já ficou em observação por até 24 horas na unidade.

A UPA é um serviço de pronto-atendimento que funciona em horário integral, inclusive nos fins de semana. A unidade está equipada para atender desde pequenas e médias emergências a pacientes graves, até que sejam removidos para um hospital. A primeira UPA do Maranhão foi inaugurada na área do Itaqui-Bacanga e já realizou mais de 100 mil atendimentos.

 “Estou muito satisfeito com o atendimento e com as novas instalações médicas”, disse o servente Alys Rabelo Azevedo, 31 anos e morador do Parque Vitória. Ele chegou à UPA sentindo fortes dores abdominais, foi medicado e esteve em observação. O motorista Nivaldo José Santos Silva, residente no Recanto Turu, também elogiou o atendimento recebido pelo seu filho, que chegou à unidade de saúde apresentando febre e inflamação na garganta. “Fui prontamente atendido e medicado. É bom saber que podemos contar com serviços médicos de qualidade perto da nossa casa”, declarou.

A diretora da UPA, Quitéria Farias, disse que a maior demanda é de pacientes com quadro hipertensivo, mas há diversos tipos de ocorrência. “O paciente é prontamente atendido, medicado quando necessário, estabilizado e então referenciado para outro hospital onde será dada continuidade ao seu tratamento. Quando não há necessidade ele volta para sua casa”, informou.

Serviços

Dotada de modernos equipamentos, as UPAs são estruturas de complexidade intermediária entre as unidades básicas de saúde e as portas de urgência hospitalares, com acolhimento e classificação de risco, em conformidade com a Política Nacional de Atenção às Urgências.   

Estão preparadas para receber casos de pressão alta, febre, cortes e queimaduras, além de realizar o primeiro atendimento dos pacientes acometidos por enfarte ou AVE (Acidente Vascular Encefálico).  Ao todo são 10 unidades de saúde nessa categoria, em todo o Maranhão, como parte do Programa Saúde é Vida. No interior, já foi inaugurada a de Coroatá e ainda este ano serão entregues as de Imperatriz, Codó, Timon e São João dos Patos.

As UPAs comporão uma rede de atuação em atendimento de urgência e emergência, que trabalhará em conjunto com os 72 hospitais integrantes do programa Saúde é Vida, para tornar o acesso aos serviços de saúde rápidos e eficazes. “O Estado está montando uma estrutura única e interligada, com profissionais habilitados e unidades construídas nos melhores padrões da medicina, para que o cidadão tenha a certeza de que, ao chegar a uma das unidades do Estado, será atendido e terá seu problema resolvido”, garantiu Ricardo Murad.

UPA Cidade Operária

Com investimentos de R$ 5 milhões exclusivamente do governo estadual, A UPA da Cidade Operária conta com um moderno centro de urgência e emergência 24 horas. Tem capacidade para atender a uma população estimada em 300 mil pessoas, nas especialidades de Pediatria, Clínica Médica, Ortopedia e Odontologia, com o atendimento complementado pelo Centro de Especialidades Médicas (CEM), que funciona no mesmo local.

São 262 profissionais trabalhando para o funcionamento da UPA, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, administrativos, recepção, motoristas, vigias, limpeza, assistente social, maqueiros, dentistas, copeiros e auxiliares de rouparia.

A UPA também manterá em funcionamento o Centro de Reabilitação da Cidade Operária e os programas de acompanhamento às gestantes, hipertensão e diabetes (hiperdia), exames de densitometria, laboratório, raio-X, endoscopia, ultrasonografia e espirometria.

No Centro de Especialidades Médicas são oferecidas consultas ambulatoriais nas áreas de neurologia, otorrinolaringologia, gastroenterologia, pediatria, geriatria, endocrinologia, pneumologia, proctologia, cardiologia, ginecologia, ortopedia e odontologia.

UPA Vinhais

Os moradores do bairro do Vinhais e áreas adjacentes estão satisfeitos com a proximidade do atendimento. “Antes eu tinha que ir aos bairros do Bequimão, São Francisco em caso de qualquer emergência. Agora, com esta UPA tudo ficará mais fácil”, falou Arlete Barbosa dos Santos, moradora da Vila Conceição.

O diretor da UPA, Rodrigo Fernandes, disse que a maioria dos pacientes que chega à unidade apresenta quadro de crise hipertensiva, dores abdominais, AVC, crises renais, doenças respiratórias, febre acima de 39 graus e vômito. A média diária na UPA Vinhais é de 100 atendimentos.

Torquato dos Santos é diabético e veio do município de Bacuri, na Baixada Maranhense, com problemas inflamatórios. Ele recebeu medicação ainda na UPA do Vinhais. “Fui muito bem recebido e atendido. Se pudesse, gostaria de ficar aqui e continuar meu tratamento nesta unidade”, declarou. A direção da UPA informou que o paciente será referenciado para o Centro de Medicina Especializado (Cemesp), que é referência estadual em hipertensão e diabetes e foi uma das obras do Programa Saúde é Vida inauguradas este mês.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

PORTO FRANCO: Catadores recebem auxílio

Publicado

em

Esta semana a Associação dos Catadores de Resíduos de Porto Franco (ACAPORTO), recebeu da Secretaria do Trabalho do Maranhão, equipamentos de proteção individual (EPI) e o cartão do auxílio emergencial aos trabalhadores associados.

Na ocasião, houve também a associação de novos catadores.

Continue lendo

Maranhão

EMBRAPA do Maranhão apresenta tecnologias de processamento de coco babaçu na Agrotins 2021

Publicado

em

Entre os dias 15 e 18 de junho, acontece mais uma edição da Agrotins, a Feira Agrotecnológica do Tocantins, cujo tema deste ano é “Agro 4.0 – Tecnologia no campo”. É a 21ª edição, que, assim como no ano passado, será totalmente virtual. A Embrapa Cocais é uma das Unidades da Empresa que participa do evento mostrando novidades e resultados de pesquisa. O pesquisador da Embrapa Cocais José Mário Ferro Frazão irá apresentar palestra de tema “Tecnologias de processamento de coco babaçu em escala familiar”, com destaque para ferramenta de quebra do coco, em processo de validação pelas quebradeiras do Maranhão e já com resultados promissores. 

No estado, atualmente cerca 75 mil famílias estão envolvidas no extrativismo do coco babaçu, sendo a remuneração das mulheres muito aquém de suas necessidades básicas de sobrevivência e o trabalho bastante penoso e insalubre. Para mudar essa realidade, a Unidade da Embrapa no Maranhão tem desenvolvido processos e produtos tecnológicos com parceiros institucionais e participação das quebradeiras de coco, que contribuem com o conhecimento tradicional. 

Segundo adiantou José Mário Ferro Frazão, em sua fala será analisada a evolução do extrativismo no Maranhão e seus principais gargalos, bem como as estratégias da Embrapa Cocais para melhoras as condições de trabalho e de renda das quebradeiras de coco, por meio de tecnologia para agregar valor aos subprodutos do coco. A ferramenta de quebra do coco babaçu é fruto desse esforço. É uma tecnologia social, ou seja, desenvolvida em interação com a comunidade, representando efetiva solução inovadora para resolver problemas sociais. O protótipo é resultado dessa criação conjunta entre inventores e quebradeiras. “Juntos, fizemos adaptações de acordo com as necessidades e contribuições das quebradeiras de coco. O resultado foi uma ferramenta de uso individual, ergométrica que propicia que a extração da amêndoa seja feita com a pessoa sentada em uma cadeira, sem uso do machado e com uma força menor que a empregada anteriormente para quebrar o coco”, explicou Frazão. 

Entre os parceiros envolvidos em projetos voltados para a cadeia do babaçu no Maranhão, destacam-se: Projeto Bem Diverso, Fundo Amazônia, Fundo Global do Ambiente – GEF, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, Federação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão – Fapema, Universidade Federal do Maranhão – UFMA, Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, Instituto Federal do Maranhão – IFMA, Associação Maranhense de Artesãos Culinários – AMAC, Secretaria de Agricultura Familiar – SAF e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – Secti do Governo do Maranhão e Banco da Amazônia. Na Embrapa são parceiras a Embrapa Agroenergia, Embrapa Agroindústria de Alimentos, Embrapa Agroindústria Tropical, Embrapa Amazônia Oriental, Embrapa Meio Norte e Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. 

Embrapa na Agrotins 

Neste ano, são ao todo 23 centros de pesquisa da Embrapa que compartilham  na Agrotins os resultados de seus trabalhos em diferentes formatos: soluções tecnológicas; publicações; programas de vídeo e de áudio. No site https://www.embrapa.br/agrotins-2021, O site oficial da feira, por onde poderá ser acompanhada toda a programação ao vivo dos quatro dias do evento, é https://agrotins.to.gov.br/. (Flávia Bessa)

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Guarda Municipal participa de capacitação para maior integração para o enfrentamento do crime

Publicado

em

A Guarda Municipal de Imperatriz (GMI) vai participar de curso de capacitação. Objetivo é maior integração com as forças de segurança para o enfrentamento do crime.

Curso com duração de dois dias, será realizado na sede da Universidade Aberta do Brasil (UAB), localizada na Praça União em Imperatriz. Foram definidos os dias 28 e 29 de junho para a realização do curso, de 9 às 12h e de 15 às 18h, os agentes foram divididos em dois grupos para participação. 

Esta é uma oportunidade para a GMI aprimorar os conhecimentos e assim levar mais segurança e um bom atendimento à população, através da parceria com o Instituto de Criminalística (ICRIM), núcleo de Imperatriz, que colabora nesta formação. 

O curso que é obrigatório e abordará os seguintes eixos: Isolamento e preservação de local de crime; Perícia criminal – Instituto de Criminalística; Crimes contra a pessoa; Noções básicas do Código de Processo penal; Locais de crimes; Vestígios, índice, evidência e prova; Preservação de local de crimes e Procedimento em locais de crimes. 

O comandante da corporação, delegado Josenildo José Ferreira, destacou o compromisso da gestão Assis Ramos, em capacitar ainda mais a GMI. “Essa ação demonstra o compromisso da administração municipal em capacitar ainda mais a nossa guarda, para que desenvolva um trabalho de excelência junto à população. Sempre em harmonia com os outros órgãos de segurança e cooperando para que alcance o seu objetivo que é o de trazer mais tranquilidade à sociedade”, destacou. 

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze