Connect with us

Tocantins

Mercado de trabalho “tecnológico” no TO cobra mão de obra qualificada

Publicado

em

Estar preparado profissionalmente para o contexto da Indústria 4.0, ou seja, um mercado de trabalho tecnológico, multifacetário e digital, é um dos desafios para quem quer conquistar um emprego ou se manter atualizado. Os jovens tocantinenses têm investido em cursos técnicos na área digital em face das novas exigências do setor produtivo.

No Tocantins, 92,6% das empresas afirmam conhecer a importância da tecnologia para a competitividade da indústria, segundo levantamento da Federação das Indústrias do estado (Fieto). Além disso, 100% dos entrevistados afirmaram já utilizar algum tipo de tecnologia em suas empresas.

A Weslany Pereira de Sousa Rodrigues, de 25 anos, é um exemplo. A estudante de Augustinópolis buscou uma qualificação técnica para tentar ficar longe da fila de desempregados do país, que já tem mais de 13 milhões de pessoas, segundo o IBGE.

A jovem encerrou o curso de técnico em informática para internet, no SENAI, e está ansiosa para colocar em prática o que aprendeu no desenvolvimento de softwares, sistemas e aplicativos. A expectativa dela é conseguir uma vaga na área nos próximos meses. “O curso técnico me proporcionou várias coisas, pois não tinha nenhum conhecimento na área de informática. Com este curso, pude adentrar nesse mundo da Tecnologia da Informação (TI)”, avalia.

Mão de obra qualificada

O SENAI 4.0 surge como uma resposta às demandas dessa nova indústria, com oferta de soluções em Educação, Tecnologia e Inovação. As empresas precisam se preparar para atender as necessidades do mercado por produtos mais inteligentes e customizados, assim como os profissionais destas empresas devem estar familiarizados com as tendências e tecnologias requeridas. O objetivo é desenvolver as suas atividades de forma alinhada às novas demandas de mercado.

Foram criados cursos técnicos, de aperfeiçoamento profissional e pós-graduação nas tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0 (Computação em Nuvem, Big Data, Segurança Digital, Internet das Coisas, Integração de Sistemas, Robótica Avançada, Manufatura Digital e Manufatura Aditiva).

Segundo a deputada federal professora Dorinha (DEM-TO), o estado terá que se superar quanto a mudança e a consolidação do mundo do trabalho, tendo a educação profissional como grande aliada. “A educação profissional tem essa tarefa de integrar, trazer o jovem para a escola. É estratégica para um país que tem a tarefa e a responsabilidade de formação dos seus quadros e de mudança do ponto de vista econômico”, declara a parlamentar, que avalia ainda a importância feminina nesse processo. “A mulher é maioria da população. Por muito tempo muitas atividades eram restritas ao mundo masculino – fruto do preconceito. Mas as mulheres de hoje, mais do que nunca, têm rompido barreiras e precisam desse processo de qualificação e requalificação”, completou.

Desenvolvimento econômico

A consultoria Accenture estima que a implementação das tecnologias ligadas à Internet das Coisas na economia deverá impactar o PIB brasileiro em aproximadamente US$ 39 bilhões, até 2030. O ganho pode alcançar US$ 210 bilhões, caso o país crie condições para acelerar a absorção das tecnologias relacionadas, o que dependerá de melhorias no ambiente de negócios, infraestrutura, programas de difusão tecnológica, aperfeiçoamento regulatório e qualificação profissional.

Segundo o especialista em Finanças e Tecnologia Edemilson Paraná, em todos os momentos de desenvolvimento tecnológico, inclusive nas revoluções industriais anteriores, houve uma preocupação com a diminuição de postos de trabalho, mesmo verificando o surgimento de novas vagas. A preocupação, no momento atual, também passa por essa questão. 

“Claro que investir em formação, em capacitação e em desenvolvimento tecnológico, para que a força de trabalho se adeque a esse novo ambiente. Para que, eventualmente, produza novas soluções, novos setores econômicos e novos ramos, inclusive, novos produtos. Que venha a produzir mais empregos”, analisa Paraná. (Camila Costa – Agência do Rádio/Foto: EBC)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

TV Norte/SBT Tocantins começa o ano com novos apresentadores

Publicado

em

O ano começou com mudanças na tela da TV Norte/SBT Tocantins, com alterações nos dois maiores programas da casa: o Povo Na TV e o jornal Notícias Tocantins.

As novidades fazem parte de uma série de mudanças que marcam uma nova etapa na história da TV Norte/SBT Tocantins. Em outubro do ano passado, O Grupo Norte de Comunicações formalizou a compra da sociedade em operações da TV no Tocantins, se tornando a principal afiliada do SBT no estado, com sedes em Palmas, Gurupi e Araguaína.

A jornalista Marisol Almofrey, que apresentava o Notícias Tocantins, ficará a frente do Povo Na TV, que vai ao ar entre meio dia e 13h, dando uma nova cara e um tom mais leve, aproximando casa vez mais o telespectador da notícia.

Já Wagner Quintanilha, o mais novo contratado da casa, vai comandar o jornal Notícias Tocantins, exibido de segunda à sexta-feira, a partir das 19h15, trazendo seus mais de 30 anos de experiência em comunicação para somar com a equipe de jornalismo da TV Norte Tocantins
O diretor da TV Norte Tocantins, Júlio Prado, ressalta que este é um momento importante na história da emissora. “A chegada o Wagner Quintanilha nos enche de expectativa. Ele é um nome conhecido, que vem para reforçar nosso compromisso com a informação de credibilidade. Temos um time de peso, para oferecer ao nosso telespectador um jornalismo crítico, sério e com uma importância social, e o Quintanilha é um profissional competente que vai nos ajudar a seguir reafirmando nosso compromisso com os tocantinenses”, afirma.

Wagner Quintanilha afirma estar feliz com o novo desafio. “Eu chego com uma expectativa muito grande de somar com o trabalho de grandes profissionais que já vem executando um belíssimo trabalho na TV Norte Tocantins. Estou muito orgulhoso de poder fazer parte time, e vamos fazer um bom trabalho juntos”, disse.

Quem assiste a TV Norte/SBT Tocantins, vai poder acompanhar essas mudanças e o crescimento no jornalismo da casa. A aposta é uma comunicação mais leve, mais dinâmica, e cada vez mais próxima de quem participa da programação. É uma nova forma de trabalho, mas com a mesma seriedade, comprometimento e credibilidade que o telespectador merece.

Continue lendo

Tocantins

Foragido da Justiça de Goiás é preso ao tentar renovar CNH no Tocantins

Publicado

em

Em ação realizada nesta quarta-feira, 20, em Gurupi, policiais civis da 12ª Central de Atendimento da Polícia Civil efetuaram a prisão de um homem, 46 anos. O homem estava nas dependências da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran), onde formalizava processo para renovar sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

De acordo com o delegado-regional de Gurupi, Alicindo Augusto Celestino, a prisão se deu em virtude de cumprimento a mandado de prisão, oriundo da Comarca de Niquelândia (GO). “Os policiais civis da 12ª Central de Atendimento da Polícia Civil receberam informações do serviço de inteligência do Detran, de que um homem estaria tentando renovar sua CNH, mas apresentava certo nervosismo e, desse modo, foi solicitado a presença dos policiais civis no órgão”, disse o delegado.

Os agentes foram até a Ciretran e em seguida, abordaram o suspeito e, após realizar buscas no Banco Nacional de Mandados de Prisão, descobriram que o homem era procurado pela Justiça de Niquelândia-GO e havia um mandado de prisão em aberto contra ele.

O homem foi preso e conduzido até a 12ª Central onde o delegado plantonista deu cumprimento à ordem judicial. Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o indivíduo foi recolhido à Casa de Prisão Provisória de Gurupi, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Continue lendo

Tocantins

Para enfrentar a crise, 64% das empresas tocantinenses vendem por canais digitais

Publicado

em

O comércio eletrônico foi a forma que a grande maioria das empresas encontrou para enfrentar a crise gerada pela pandemia de Covid-19. De acordo com a 9ª edição da pesquisa “O Impacto da Pandemia de Coronavírus”, elaborada pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), sete em cada dez empresas brasileiras já atuam nas redes sociais, aplicativos ou internet para impulsionar suas vendas. Em maio, bem no início da pandemia, esse percentual era de 59%.

Para o superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, a internet tem sido uma grande aliada na sobrevivência dos negócios. “As compras pela internet se intensificaram e os empresários tiveram que se readaptar para manter o negócio funcionando. O ambiente virtual se tornou um aliado cada vez mais forte e importante para compra e venda de produtos e serviços”, afirmou.

No Tocantins, a plataforma WhatsApp é a preferida pelos empreendedores que inseriram o mundo virtual nas suas vendas, com 94% de adeptos. Instagram e Facebook são as próximas opções, com 47% e 39%, respectivamente. Apenas 8% dos negócios vendem por sites próprios.

“Isso demonstra que plataformas já conhecidas e com grande capilaridade são mais procuradas pelos empreendedores, que levam em consideração custos de manutenção e a confiabilidade do meio”, destacou Gomes.

Outro dado apontado pela pesquisa é que 59% das empresas tocantinenses continuam funcionando, mas tiveram mudanças em suas rotinas em 2020. Além disso, 34% dos entrevistados comercializaram novos produtos e serviços desde o surgimento da crise do coronavírus. Para 45% dos empresários tocantinenses, os desafios estabelecidos pela instabilidade provocaram mudanças valiosas em seus negócios.

Continue lendo
publicidade Bronze