Connect with us

Bico do Papagaio

Ministério da Integração Nacional já vistoria Projeto Sampaio

Publicado

em

A empresa Magna, responsável pelo projeto e fiscalização das obras executadas pela Egesa no Projeto Sampaio, ainda aguardava até o final da tarde de ontem, pagamento pelo Estado de uma nota emitida no valor aproximado de R$ 1.193 mi, além de quatro faturas referentes aos últimos meses medidos, na ordem de R$ 360 mil.

É do retorno da Magna ao canteiro de obras que está dependendo a finalização do Projeto Sampaio, que já consumiu mais de R$ 150 milhões em recursos compostos 90% por verba federal, e 10% em contrapartida do Estado. Desde ontem, terça-feira, 16, uma equipe técnica formada por três funcionários do Ministério da Integração Nacional, chegou ao Bico do Papagaio para uma visita técnica e vistoria no projeto.

O objetivo é definir se haverá bloqueio dos recursos da ordem de R$ 5 milhões liberados pelo governo federal como aditivo para conclusão do projeto. Os recursos adicionais foram liberados a pedido do governador Carlos Gaguim (PMDB) em visita ao ministro José Santana, em junho, com o compromisso de que o governo do Estado faria contrapartida de 50% neste aditivo a fim de concluir as obras. O total de recursos previstos para finalizar as obras, era de R$ 16 milhões, sendo R$ 8 milhões para cada parte, mas as obras não foram retomadas, em razão da pendência anterior do Estado com a Magna.

Entenda o caso

O projeto hidroagrícola Sampaio é executado por duas empresas: a Egesa, que conforme informações já teria recebido todo serviço medido até aqui e a Magna, consultora contratada para projetar a obra e fiscalizar sua execução dentro do projeto. Uma terceira empresa foi licitada recentemente para concluir PBA’s (Plano Básico Ambiental), a LM, que está em campo.

Em razão de problemas apontados pelo Ibama no projeto inicial, que foi alterado para atender exigências de ONG’s da região do Bico do Papagaio e do MPF – Ministério Público Federal, o projeto teve que ser refeito gerando novo custo. Ao que consta estas despesas, referentes a estudos de impactos ambientais, entre outras pendências, gerou um débito do Estado com a Magna que só foi formalizado para pagamento em junho último, quando a empresa teria emitido a nota em acordo com a SRHMA e a PGE.

Falta pouco para concluir obras

Pela avaliação de técnicos da área ao Site Roberta Tum falta apenas 10% do total do projeto para ser concluído, especialmente canais internos de irrigação ao longo do projeto. Diferente de outros projetos de irrigação no Tocantins, o Sampaio tem a característica de ter que bombear água para fora da área de produção, nos períodos do ano em que ocorre alagamento. Localizado às margens do Tocantins, o projeto Sampaio tem solo frágil em formato de uma bacia, numa área que sofre bastante infiltração durante o período chuvoso.

Secretário acompanha técnicos

O secretário de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Clemente Barros viajou desde a manhã de ontem para Sampaio, e não foi localizado por celular para prestar maiores informações sobre as medidas que o governo tomará para evitar o bloqueio dos recursos e a retomada da obra. O espaço continua aberto às explicações do governo do Estado. (Roberta Tum)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Nesta segunda, 23, completa 1 ano que parte do Cais desmoronou

Publicado

em

Esta segunda, 23, completa exatamente 1 ano, que parte de um dos principais cartões postais do Bico do Papagaio, desmoronou. Na madrugada de 23 de novembro de 2019, provocada por uma infiltração de água da chuva, favorecida por uma obra de revitalização do local, sem que medidas preventivas fossem tomadas, o Cais de Araguatins, caiu.

Por sorte, ninguém ficou ferido.

Durante todo esse período, nenhuma medida concreta foi adotada pela Prefeitura Municipal, a não ser, a instalação de tapumes, para evitar a aproximação de pessoa ou veículos, pela Avenida Beira Rio Pedro Ludovico.

O local, que sempre foi ponto de encontro para moradores, turistas e visitantes, é marcada pela decadência.

A população de modo geral se queixa da situação e lamenta a falta de iniciativa do poder público, de não ter iniciado de imediato a reconstrução.

Continue lendo

Bico do Papagaio

DARCINÓPOLIS: Ação dos bombeiros impede que fogo destrua caminhão

Publicado

em

A intervenção dos bombeiros militares do 2º Batalhão, em Araguaína, foi fundamental no combate ao incêndio em uma carreta na madrugada desta segunda-feira, 23. O caminhão Volvo FH 440, com placa MSK 1321 – Ananindeua – PA, estava na Rodovia Belém-Brasília, na BR 153, altura do município de Darcinópolis, quando o motorista Renan Martins de Oliveira percebeu as chamas no conjunto de rodas da parte traseira.

Apesar da distância, cerca de 80km de Araguaína, os bombeiros militares chegaram a tempo e combateram o sinistro, evitando que as chamas se alastrassem a destruíssem a carreta.

O fogo se limitou ao conjunto de rodas traseiras do caminhão, que teve o combate concluído após cerca de três horas de ação. (Luiz Henrique Machado)

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Homem de 28 anos morre em acidente entre Pálio e moto

Publicado

em

Na noite deste domingo, 22, um acidente nas mediações da rotatória da rodovia Transamazônica (BR-230), no distrito Transaraguaia, deixou uma vítima fatal.

Um veículo Fiat Pálio colidiu com uma moto Honda XLR, placa de Araguaína, onde seu condutor, Elielson Vitalino dos Santos, de 28 anos, veio a óbito. O motorista do Pálio fugiu sem prestar socorro.

O local do sinistro foi isolado e a perícia acionada, além do Instituto Médico Legal (IML) para remoção do corpo.

Continue lendo
publicidade Bronze