Connect with us

Pará

Ministério da Justiça e Segup atestam a redução da criminalidade no PA

Publicado

em

Informações divulgadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública no mês de agosto indicam que o Pará está entre os 10 Estados que mais reduziram a violência, no período de janeiro a abril deste ano. Segundo o Monitor da Violência, que integra o portal de notícias G1, o Pará é o terceiro Estado que mais contribuiu para a redução da violência no Brasil. As reduções são comprovadas pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), que expôs os dados de agosto e do período acumulado, janeiro a agosto, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (09), na sede da Secretaria, em Belém. Gestores das forças de Segurança estaduais participaram da divulgação dos dados à imprensa.

Entre os dados divulgados destaca-se a redução de 38% nos casos de homicídios registrados no Estado no período de 1º a 31 de agosto, em comparação com o mesmo período de 2018. A diminuição dos índices representa a preservação de 117 vidas, visto que o número de homicídios reduziu de 312 mortes no período, em 2018, para 195 ocorrências este ano. Essa é a maior redução registrada nos homicídios, considerando o período de janeiro a agosto, desde 2010.

Nos casos de roubos houve uma redução de 25%, com 2.241 casos registrados a menos neste ano. Os registros apontam 8.835 ocorrências em 2018 e 6.594 em 2019. Também é a melhor taxa de redução de roubos, comparando todos os meses de agosto, desde 2010.

Os números de roubos a transeuntes tiveram uma redução de 30%, mantendo os índices de queda nesse tipo de crime em todo o Pará. Em agosto de 2018 foram registrados 7.556 casos, já em agosto deste ano 5.302 casos, resultando em uma diminuição de 2.254 ocorrências. Já os dados de roubos a veículos apresentaram diminuição de 45%, sendo 475 e 260 casos em agosto, respectivamente em 2018 e 2019, o que resultou em 215 ocorrências a menos. Os roubos a coletivos tiveram redução de 74% – em agosto de 2018 foram 92 ocorrências, e em agosto deste ano, 24 – menos 68 casos.

“Tudo o que foi alcançado até aqui é fruto do empenho de todas as forças policiais e de um planejamento estratégico, focado na ostensividade e na prevenção. A Polícia Militar, podendo se alocar em pontos estratégicos definidos por nós, levando em conta dias e horários; a Polícia Civil, juntamente com o Centro de Perícias Renato Chaves, atuando fortemente quando a criminalidade viesse a ocorrer. Trabalhamos para que o crime não ocorra, e uma vez ocorrendo, que a polícia judiciária dê uma pronta resposta para que a sensação de impunidade não possa reinar”, enfatizou o titular da Segup, Ualame Machado.

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, demonstraram uma redução de 38%. Em agosto de 2018 foram 331 ocorrências registradas, enquanto no mesmo período de 2019 foram 205 ocorrências – 126 crimes a menos.

Dado Acumulado – No comparativo dos números acumulados de 1º de janeiro a 31 de agosto de 2018 e 2019, os registros de homicídio também caíram em 26%. Foram evitadas 686 ações criminosas. Tendo sido computadas, nesse período, no ano passado, 2.589 ocorrências, e 1.903, no mesmo período, em 2019.

Em relação ao número de roubos foram computados 74.515 casos em 2018, de 1º de janeiro a 31 de agosto. Em 2019 essas ocorrências reduziram para 57.043, no mesmo período, apontando uma diminuição de 23% nas ocorrências de roubos – 17.472 a menos.

Região Metropolitana – A redução do número de homicídios na Região Metropolitana de Belém, no período de 1º a 31 de agosto, comparando os anos de 2018 e 2019, corresponde a 55%. Em 2018, foram 110 casos, e este ano 50, preservando 60 vidas.

Os casos de roubos, na RMB, ao comparar agosto de 2018 e de 2019, alcançaram uma redução de 29%, com  5.475 registros no ano passado e 3.909 neste ano, o que resultou em 1.566 roubos a menos.

De 1º de janeiro a 31 de agosto, ao comparar 2018 e 2019, a redução do crime de homicídio chegou a 48%, com 458 mortes a menos. No ano passado, 949 homicídios foram computados, e 491 este ano.

Polícia Militar – De janeiro a agosto de 2019, a PM registrou a apreensão de 1.508 armas e de 15.418 pessoas à autoridade policial, além de ter recuperado 600 carros e 2.547 motos. Ainda houve a recaptura de 1.562 foragidos.

“O policiamento é direcionado para fazer frente a essa realidade, analisando essas estatísticas criminais. Nosso foco imediato é reforçar a ação nos sete bairros elencados para receber ou que já foram contemplados pelo programa Territórios pela Paz, que são Benguí, Cabanagem, Terra-Firme, Jurunas, Guamá, Icuí, em Ananindeua, Centro, em Marituba. Mas o trabalho intenso é presente em todo o Estado”, citou o comandante-geral da PM, Dílson Júnior. 

Polícia Civil – Entre a produtividade apresentada pela Polícia Civil, no período de janeiro a agosto, está o aumento de 23% dos mandados de prisão cumpridos, de 6% no número de procedimentos instaurados e de 23% nos registros de procedimentos por drogas.  

De acordo com o Delegado-Geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, a PC está se caracterizando pela celeridade e eficiência na investigação. “Isso se deve a atuação do sistema. A polícia Militar de forma preventiva e ostensiva na rua. As ações pontuais no combate a alguns crimes específicos, realizados pela PC, com investigações qualificadas. Se os números de ocorrências envolvendo crimes diminui, isso possibilita que os policiais civis possam desenvolver uma investigação mais qualificada, e por consequência a identificação de seus autores”, ressaltou Teixeira.

Centro de Perícias – No oitavo mês do ano, o Centro de Perícias Cientificas Renato Chaves realizou 573 exames necroscópicos, 3.042 exames de lesão corporal, 324 exames sexológicos, 150 perícias de local de crime contra a pessoa e 930 perícias veiculares.

“Hoje nós conseguimos dar uma resposta mais rápida para a Polícia Civil na emissão dos laudos. Com isso, a gente consegue melhorar o trabalho investigativo. Por conta da redução dos índices de criminalidade, a gente está conseguindo emitir laudos com 10 dias, e também cobrir uma demanda que estava atrasada”, informou o diretor do CPC Renato Chaves, Celso Mascarenhas. (Aline Saavedra)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

REDENÇÃO: Operação Seguro Fake apura fraudes em benefícios do seguro desemprego

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã de terça, 1, a Operação Seguro Fake II, que visa apurar esquema de fraudes ao seguro desemprego, e outros benefícios sociais, no Pará.

Foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Belém, a maioria deles relacionados a alvos localizados na cidade de Redenção/PA, sendo um dos  mandados cumprido em Palmas/TO. A Justiça determinou também a indisponibilidade de bens de quatro alvos, para fins de ressarcimento dos prejuízos causados à Fazenda Pública, que comprovadamente já ultrapassam o valor um milhão de reais.

Os crimes investigados são o estelionato previdenciário (art.171, parágrafo 3, do Código Penal), inserção de dados falsos em sistema de informação (art.313-A do Código Penal) e organização criminosa (art.2, caput, da Lei n° 12850/2013).

Continue lendo

Pará

DOM ELISEU: Mais de 106 mil latas de cerveja

Publicado

em

Equipe de fiscalização da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) apreendeu, na madrugada deste domingo (29), 106.656 latas de cerveja, na unidade de Coordenação de Mercadorias em Trânsito do Itinga, no município de Dom Eliseu, na região de Carajás, no estado do Pará, na divisa com o Maranhão.

A carga foi localizada em um caminhão oriundo do Centro-Oeste do Brasil com destino ao município de São Sebastião da Boa Vista, no Arquipélago do Marajó. O transportador apresentou nota fiscal incompatível com a mercadoria. A equipe de fiscalização vistoriou a carga e encontrou as latas da bebida, com valor estimado em R$ 255 mil.

O imposto e a multa totalizaram R$ 85.741,30. Com esta apreensão, a unidade de controle de mercadoria em trânsito do Itinga somou 300 toneladas de bebidas apreendidas em um ano, por

Continue lendo

Pará

Concurso da PM do Pará abre inscrição. São 2.405 vagas

Publicado

em

O Governo do Pará abriu nesta segunda-feira (30) as inscrições para o concurso da Polícia Militar. São 2.405 vagas, sendo 2.310 para praças e 95 para oficiais, com salário chegando até R$ 4.256,58.

As inscrições vão até o dia 10 de dezembro e as provas discursiva e objetiva acontecem no dia 28 de fevereiro de 2021. Para quem for concorrer para praças, o valor da inscrição é de R$ 76, e para oficiais o valor é de R$ 88. O certame é organizado pelo Instituto Ades. Veja o edital AQUI.

Continue lendo
publicidade Bronze