- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 17 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img

Ministro dos Transportes confirma à presidente da CNA duplicação Aguiarnópolis/Araguaína

Mais Lidas

A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu, reuniu-se nesta quarta-feira, 2, em Brasília, com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, para discutir a situação da logística nacional, com foco nos modais rodoviário e hidroviário. Entre outros pontos, defendeu a duplicação de rodovias como forma de viabilizar o escoamento da produção agropecuária da região Centro-Oeste. Nesse sentido, o ministro informou à senadora Kátia Abreu que será licitada a contratação de projetos básicos para a duplicação da BR 153/226, beneficiando os municípios de Araguaína até Aguiarnópolis, entre outros.

Segundo ele, até 1º de junho o Governo federal lançará edital de licitação para elaboração do projeto básico, tanto da BR-153/226 como para a ligação com o Estado de Goiás pela BR-153.

O trecho que será licitado para duplicação compreende do município de Araguaína trecho da BR-153 chega até Wanderlândia onde a BR-153 se junta à BR-226 cortando o Bico do Papagaio e integram o percurso da conhecida Rodovia Belém-Brasília, também chamada de Rodovia Transbrasiliana, até Aguiarnópolis na divisa com Estreito-MA.

A BR-226 liga a cidade de Natal (RN), ao município de Wanderlândia (TO). Ao longo de todo o seu percurso, a BR-226 passa pelos estados do Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão e Tocantins. A extensão total da rodovia é de 1674,6 km.

A BR-226 passa dentre outras, pelas cidades de Natal, Currais Novos, Florânia, Pau dos Ferros, Pedra Branca, Crateús, Teresina, Timon, Grajaú, Porto Franco, Estreito, Aguiarnópolis e Wanderlândia.

No Tocantins a duplicação beneficiará além de Araguaína, os municípios do Bico do Papagaio sendo eles Wanderlândia, Darcinópolis, Palmeiras do Tocantins e Aguiarnópolis.

O ministro dos Transportes atendeu a outro pedido da presidente da CNA e informou que será feita uma prévia do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVITEA) para a Hidrovia Tocantins. Esse estudo indicará fluxos de navegabilidade e custos estimados de investimentos, entre outros dados, informações fundamentais para a elaboração de projetos básicos. A ideia da CNA é apresentar os dados desse estudo a empresários e autoridades chinesas que participarão de seminário que será realizado pela CNA na China, provavelmente em setembro deste ano, para discutir, entre outros pontos, os investimentos em logística de transporte. (Com informações de Denise Martins Oliveira de Sá)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos Ribeiro

Esperamos que saia mesmo.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias