Connect with us

Pará

Moradores de Marabá-PA reclamam de acúmulo de lixo nas ruas

Publicado

em

f_midian-costa-folha-26

Vários moradores de Marabá estão reclamando do atraso na coleta de lixo na cidade e do acúmulo de sacos nas ruas, além do mau-cheiro exalado. O serviço desandou depois que o Ministério do Trabalho apreendeu, na última semana, cinco caminhões coletores da Limpus Soluções Ambientais, empresa terceirizada responsável por fazer a coleta de lixo. A fiscalização do MTE constatou irregularidades nos veículos, bem como a falta de condições mínimas de segurança para os funcionários.

“Aqui está um horror e um fedor! Não tem nem onde pôr mais. A lixeira está transbordando. Por onde vou, tem lixo espalhado”, disse Midian Rodrigues, moradora da Folha 26.

Em nota, a Prefeitura informou que a empresa Limpus Soluções Ambientais começou a regularizar a coleta no último fim se semana. Com o desfalque dos cinco caminhões compactadores, a empresa precisou recorrer a outros veículos para realizar a coleta, que está sendo feita no momento com quatro coletores, cinco caçambas, duas motocicletas e uma retroescavadeira. Nesta terça, a Limpus pretende acrescentar a essa frota mais três caçambas, um coletor e um trator.

Apesar do esforço empreendido, o que se vê nas ruas são lixeiras entupidas, sacos de lixo espalhados e mau-cheiro, atraindo moscas e roedores. A ordem, de acordo com a Prefeitura, é que o lixo seja coletado todos os dias, inclusive à noite, para compensar o atraso. (Correio do Tocantins/Jackeline Chagas)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Mesmo com 28 novos leitos para casos da Covid-19, UTI’s continuam lotadas

Publicado

em

Mesmo com o novo espaço da Ala Covid do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), inaugurado na quarta, dia 7, os leitos UTI’s e Enfermaria Clínicos na rede publica de Parauapebas, na região de Carajás, Pará, seguem totalmente lotados.

O município passou a contar com 68 leitos exclusivos para casos de Covid-19, dos quais 28 são de UTI e 40 Enfermaria Clínica.

Segundo dados do Boletim Epidemiológico deste sábado, 10, a taxa geral de ocupação dos leitos é de 92%, sendo:

• Leitos de enfermaria SUS: 100%;
• Ocupação de UTI SUS: 100%;
• Taxa de ocupação de enfermarias particulares: 79%;
• Ocupação de UTI particular: 100%.

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana

Publicado

em

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Após pressão do MP, Prefeitura reforça conscientização sobre protocolos de prevenção a Covid-19 no transporte público

Publicado

em

Com a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), locais onde podem ocorrer aglomeração causam preocupação nas autoridades de saúde. Pensando nisso, nesta semana, o Departamento Municipal de Trânsito Urbano (DMTU) realizou ações para mobilizar a população que utiliza o transporte público de Marabá sobre a importância da adoção de medidas preventivas contra a Covid-19 e o cumprimento de distanciamento social.

A ação de conscientização foi realizada em paradas de ônibus nos Núcleos Cidade Nova, Nova Marabá, Marabá Pioneira, Morada Nova e no Distrito São Félix.

Uma equipe do DMTU em parceria com agentes do Departamento Municipal de Segurança Patrimonial (DMSP), Guarda Municipal de Marabá (GMM) e Divisão de Vigilância Sanitária (Divisa) atuaram abordando condutores de transporte coletivo e passageiros.

Os usuários do transporte coletivo foram orientados a saírem de suas casas somente quando necessário e sobre os cuidados que precisam tomar ao utilizar o transporte público para evitar o contágio como usar máscara e higienizar as mãos com álcool em gel. Já os motoristas receberam orientação para evitar exceder a lotação máxima de vagas no interior do ônibus.

Paralelo a essa mobilização nos pontos de ônibus, os agentes fiscalizaram a saída e chegada dos veículos na garagem da empresa e monitorando o cumprimento dos protocolos sanitários entre os funcionários.

De acordo com o DMTU, as iniciativas têm gerado resultados, reduzindo o fluxo de aglomeração nos pontos de parada de ônibus.

“A nossa presença nas ruas é para garantir a segurança de todos e inibir comportamentos inadequados que possam comprometer vidas”, destaca o diretor do DMTU, Jocenilson Souza.

“O momento é desafiador e exige, sobretudo, muito cuidado e prevenção. Dias melhores virão”, finaliza o diretor. (Ronaldo Palheta)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze