Connect with us

Maranhão

Morre em São Paulo o deputado federal João Castelo (PSDB-MA)

Publicado

em

debate_5

O deputado federal do Maranhão, João Castelo (PSDB), faleceu na manhã deste domingo (11), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A morte do parlamentar foi confirmada às 10h15 (horário de Brasília). Ele morreu aos 79 anos de idade. Por telefone, a assessoria informou que o velório será na Assembleia Legislativa, em São Luís. O corpo deverá chegar na capital maranhense ainda na noite deste domingo. O deputado federal será sepultado no Cemitério Parque da Saudade, no bairro Vinhais.

O deputado foi transferido de São Luís para a casa de saúde em São Paulo no dia 31 de outubro. No dia 10 de novembro, ele foi submetido a uma cirurgia para a revascularização do miocárdio. Desde então, estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta.

Em nota, a família confirmou a morte do deputado. “A família do deputado federal João Castelo Ribeiro Gonçalves, cumpre a dolorosa missão de informar aos parentes, aos amigos e a todo o povo maranhense o seu falecimento na manhã deste domingo”, diz trecho da nota.

O governador Flávio Dino (PCdoB) manifestou-se, na manhã deste domingo, sobre o assunto. Ele lamentou a morte do político e decretou luto oficial de três dias, da mesma forma que o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr. (PDT).

Natural de Caxias, distante 281 km de São Luís, João Castelo Ribeiro Gonçalves estava no terceiro mandato como deputado federal. Foi prefeito de São Luís entre 2009 e 2012. Antes, governou o Maranhão de 1979 a 1982. Foi também senador de 1983 a 1991.

Foi durante seu governo no estado que a ponte Bandeira Tribuzzi, o Estádio Castelão (nome alusivo ao próprio governador) e a Italuís foram construídos, assim como Conjunto Maiobão, Cohatrac e Cidade Operária. O Hospital do IPEM (Dr. Carlos Macieira) foi outra obra de sua gestão como governador. Ele foi presidente também do Banco da Amazônia (BASA) em 1970.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Maranhão

IMPERATRIZ: Moradores reclamam de coleta de lixo

Publicado

em

Moradores de diversos bairros de Imperatriz, município da região Tocantina, no estado do Maranhão, tem reclamado da falta de coleta de lixo.⠀

Os moradores relatam que a coleta de lixo não acontece há uma semana, e que o mau cheiro já está insuportável em diversas ruas.⠀

A Secretaria de Limpeza Pública disse que oito carros estavam em manutenção, mas nos próximos dias a atendimento deve ser normalizado. (Informações e imagens ImperatrizOnline)

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Homem é morto com tiro nas costas na Avenida Jacob

Publicado

em

Na noite desse sábado (21), um homem identificado por Fernando Silva Gomes, de 26 anos, foi morto com um tiro nas costas, em Imperatriz, na região Tocantina.

De acordo com informações policiais, Fernando era morador da cidade de João Lisboa, a 637 Km de São Luís e trabalhava em uma loja de material de construção em Imperatriz. Ainda segundo a polícia, a vítima não resistiu ao ferimento e acabou vindo a óbito.

O caso está sendo investigado e até o momento, não há informações sobre o suspeito do crime e a motivação do homicídio.

Continue lendo

Maranhão

IMPERATRIZ: Motorista embriagado no Povoado Lagoa Verde é flagrado na BR-010

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite desse domingo (22) na BR-010, no Povoado Lagoa Verde, em Imperatriz, na região Tocantina, no estado do Maranhão, um motorista com sinais de embriaguez.

Segundo os policiais rodoviários, por volta das 19h25 de domingo uma equipe da PRF de plantão na Unidade Operacional da PRF na Lagoa Verde recebeu denúncia anônima que havia um veículo de passeio de cor branca realizando várias manobras em zigue-zague na BR-010. De imediato a equipe PRF deslocou-se e alcançou o veículo denunciado na altura do km 263, onde foi dada ordem de parada ao carro que era conduzido por um homem de 48 anos.

Os policiais perceberam que o condutor apresentava sinais de ingestão de bebida alcoólica, tais como odor etílico, andar cambaleante, vestes em desalinho e olhos vermelhos. Ao ser questionado, narrou que havia iniciado a ingestão por volta de 15h30 e que tinha ingerido cerca de quatro latas de cerveja. Após ser submetido a exame de alcoolemia, os policiais rodoviários constataram o teor de 1.09 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Em consulta aos sistemas de segurança, os policiais verificaram que o condutor do veículo também não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Diante das informações, os policiais rodoviários constataram a princípio os delitos de conduzir veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, embriaguez ao volante e dirigir veículo automotor, em via pública, sem a devida permissão para dirigir ou habilitação ou, ainda, se cassado o direito de dirigir, gerando perigo de dano.

Continue lendo
publicidade Bronze