Connect with us

Pará

MPE apura caso de paciente hemofílico que morreu em Altamira

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Pará (MPE) deve ouvir na próxima terça-feira, 10, familiares de um paciente hemofílico que morreu na semana passada, em Altamira, no sudoeste do Pará. A família alega que houve demora do Hemopa para providenciar um medicamento ao paciente que apresentava um quadro grave de hemorragia.

O agricultor Francisco Batista, de 28 anos, morreu na semana passada no Hospital Regional da Transamazônica. Ele tinha hemofilia, uma doença congênita grave, que provoca hemorragias. Segundo a família, Francisco precisava de um medicamento chamado “Fator VIII”, que teria faltado na unidade do Hemopa no município.

A mãe do paciente afirma que houve demora em levar o medicamento de Belém até Altamira. Ela conta que ele precisou do medicamento no domingo, dia 1º, pela manhã. “Ele correu pro Hemopa, tomou 1000 ml de Fator, mas infelizmente não melhorou. A tarde ele voltou novamente, mas não tinha mais o Fator”, conta Diana Ribeiro Batista.

De acordo com Diana, o Fator só chegou em Altamira na quarta-feira (4), às 20h30, no aeroporto. “Às 21h a minha sobrinha entregou na sala de transfusão do Regional e 21h40 eles desceram para avisar que meu filho tinha ido a óbito”, relata ainda a mãe do paciente.

A diretoria do Hemopa em Altamira disse que o Fator VIII é fornecido exclusivamente pelo SUS e estava em falta no município. Mas o órgão garantiu que um medicamento com o mesmo efeito, chamado “Feiba”, teria sido aplicado no paciente. De acordo com o hemocentro, o envio do Fator VIII de Belém para Altamira teria sido feito com agilidade.

A família de Francisco ainda recorreu ao MPE para tentar agilizar o envio do medicamento Fator VIII de Belém para Altamira. Tanto o Hemopa quanto o Hospital Regional foram notificados e apresentaram resposta ao ofício do promotor alegando que a medicação necessária havia sido ministrada ao paciente. Mas, o MPE na cidade pretende ouvir os familiares para saber as circunstancias da morte de Francisco.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: PROSAP amplia canais de comunicação com lançamento de site

Publicado

em

Manter um bom relacionamento com as comunidades, baseado num diálogo direto e transparente, é um dos compromissos do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). Nesse sentido, o programa amplia seus canais de comunicação, com o lançamento de mais uma importante ferramenta: o site prosap.parauapebas.pa.gov.br

Com layout simples e fácil navegação, o site pode ser acessado a partir de diferentes dispositivos tecnológicos, como smartphones, notebooks e computadores, mantendo suas características e funcionalidades.  

Na plataforma, o usuário tem acesso a imagens, vídeos institucionais, documentos, legislação e estudos relacionados ao programa, bem como, a toda estrutura administrativa do Prosap, entre outros conteúdos.   

O site foi desenvolvido pelo analista de sistemas do Prosap, João Melo, com o acompanhamento da gestão e equipe de comunicação do programa. “Ele é parte de um conjunto de ações de comunicação que tem como objetivo aproximar a população do programa, oferecendo à comunidade informações sobre a importância das obras de saneamento ambiental e todos os benefícios que serão gerados para Parauapebas”, diz a jornalista Jéssica Borges.

“Estamos lançando agora, mas entendendo que as melhorias serão realizadas continuamente para que essa plataforma atenda aos nossos diversos públicos”, completa João Melo. 

Canais de relacionamento

Com o site, o Prosap amplia e fortalece seus canais próprios de relacionamento com a comunidade. Atualmente, o programa disponibiliza contato de Whatsapp (94) 9 9973-0476 para dúvidas, perguntas e manifestações da comunidade, além de e-mail: [email protected], e dos atendimentos presenciais realizados nos escritórios do programa nos bairros Rio Verde e Vale do Sol.

O Escritório de Gestão Socioambiental na Rua Minas Gerais, n° 65, bairro Rio Verde, atende ao público no horário das 8h às 18h (sem interrupção para almoço), de segunda a sexta-feira. 

Enquanto que o Escritório Social no Residencial Vale do Sol, localizado na Rua Sebastião Leite, Quadra 08, Lote 01, atende ao público do reassentamento no horário das 8h às 12h e das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira. O público do reassentamento abrange as 250 famílias retiradas de áreas de risco compreendidas por obras da primeira fase do Prosap.  (Jéssica Borges)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Observatório de Gênero será implementado nos próximos meses

Publicado

em

Idealizado por professores e alunos da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), o Observatório de Gênero será implementado nos próximos meses em Parauapebas. Caberá ao projeto colocar à disposição municipal indicadores estratégicos de gênero e ferramentas analíticas para a formulação de políticas públicas, manter atualizado o acompanhamento da autonomia política, física e econômica das mulheres, bem como produzir boletins mensais sobre dados relacionados à violência contra a mulher. 

Na semana passada técnicos da Secretaria Municipal da Mulher (Semmu) e do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap), acompanhados pelas professoras da Ufra, Daniela Castro dos Reis e Josilene Ferreira Mendes, visitaram a área em que o Observatório de Gênero será instalado. 

Trata-se de um espaço no próprio campus da universidade, onde serão montados dois contêineres totalmente adaptados e equipados com cadeiras, mesas, computadores, centrais de ar, armários, e toda a estrutura necessária para o desenvolvimento das atividades. A Prefeitura de Parauapebas, por meio do Prosap, destinará 60 mil dólares para a aquisição dos itens acima, conforme orienta a forte política de gênero promovida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).  

Mestre e doutora em pesquisa do comportamento, a professora Daniela Castro dos Reis é categórica ao afirmar que o Observatório de Gênero é um projeto inovador na Amazônia, “ele vai nos ajudar a discutir os dados da política pública em Parauapebas. A gente quer falar sobre essa violência praticada contra mulheres, crianças, adolescentes, e estudar também os autores da agressão. Há uma gama de possibilidades para discutir e garantir políticas públicas”. 

A também professora da Ufra, Josilene Ferreira Mendes, doutora em Direito, antecipou que a proposta do observatório é também lançar um aplicativo para o fortalecimento da rede de atendimento à mulher e a elaboração de um livro que resgate a história do movimento no município. “A ideia é justamente fortalecer a política municipal e também trabalhar a prevenção nas escolas”, destacou.

A secretária da Mulher, Edileide Maria Batista, demonstrou entusiasmo pelo andamento do projeto, assim como a subcoordenadora de ações sociais do Prosap, Eulália Almeida. “A política de gênero do BID tem como principal objetivo promover projetos que definam a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres. Essa parceria entre as instituições é muito importante para que avancemos nesse assunto”, completou. (Jéssica Borges)

Continue lendo

Pará

TUCURUÍ: Independente vence Tapajós por 1 a 0

Publicado

em

A partida entre Independente e Tapajós foi marcada por oportunidades de ambas equipes de marcarem gols, mas apesar das chances, somente Danrlei soube aproveitar, marcando o único gol do confronto. Tanto o Boto, quanto o Galo, não conseguiram ser felizes na finalização.

No grupo C o Águia de Marabá e o Independente venceram na primeira rodada e conquistaram três pontos, ficando nas primeiras colocações da tabela. O Castanhal empatou em 1 a 1 com o Paysandu e está na terceira colocação. Já no grupo B, Tapajós, Carajás e Tuna perderam e não conquistaram nenhum ponto ainda. O Clube do Remo joga na segunda

Na segunda rodada o Independente enfrenta a Tuna Luso no Estádio Souza em Belém. A partida será no sábado (6) às 9h30. Já o Tapajós “recebe” o Águia de Marabá no domingo, dia 7 de março às 16h.

Continue lendo
publicidade Bronze