- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 17 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Mutirão medirá nível de monóxido de carbono no sangue de fumantes

Mais Lidas

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) e sua rede credenciada fazem mutirão nesta quarta-feira (06), para medir o monóxido de carbono (CO) no sangue de fumantes. Dirigida aos segurados do plano de assistência aos servidores estaduais, a ação será complementada por indicação imediata ao tratamento a laser contra o tabagismo. O evento acontecerá das 8 às 15h, na Central de Segurados (Avenida João Paulo II, 277).

“No mutirão, o segurado fará a medição do nível de comprometimento dos pulmões e terá um médico para autorizar o início do tratamento. A iniciativa é um incentivo a mais para que o segurado abandone o vício de fumar”, informou o presidente do Iasep, Kleber Miranda. Segundo ele, o tratamento a laser tem registrado 80% de resultados positivos no combate ao tabagismo.

Na semana passada, o Iasep liberou até o final do ano a cota especial de procedimentos para a realização do tratamento. “Mesmo com esse incentivo, a exigência de indicação médica tem servido como justificativa para o segurado adiar o início do tratamento. No mutirão, vamos eliminar qualquer barreira para o segurado, e ele sairá de lá pronto para iniciar as sessões”, disse Miranda.

A medição do monóxido de carbono no sangue e no pulmão dos fumantes será feita com o uso de um monoxímetro, aparelho também conhecido por fumômetro. O aparelho funciona como um bafômetro – o paciente assopra em um tubo descartável para ver o nível de comprometimento do organismo pelo uso do tabaco.

O monóxido de carbono é uma das mais de 4.720 substâncias contidas no cigarro. Gás tóxico, sem odor, ser cor e sem gosto, o CO é muito prejudicial à saúde, exercendo um papel importantíssimo no desenvolvimento da arteriosclerose, nas complicações da gravidez (prematuridade e morte perinatal), nas intoxicações agudas e na morte súbita por infarto do miocárdio. O monóxido de carbono é também um dos principais responsáveis pela falta de fôlego ou cansaço relatado pelos fumantes.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias