whatsapp-image-2016-12-10-at-16-33-03

Na reunião deste sábado, 10, em um restaurante de Estreito-MA, onde o deputado estadual, Amélio Cayres (SD), convocou os prefeitos reeleitos e eleitos para o quadriênio 2017/2020, para traçar uma estratégia de disputa da presidência da Associação Tocantinenses dos Municípios (ATM), os gestores também debateram com Cayres sobre os rumos do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Bico do Papagaio (Ambip).

O grupo de 17 prefeitos presentes ao encontro foi: Cláudio Santana (PMDB), Araguatins; Paulinho do Bonifácio (PSD), Tocantinópolis; Júlio Oliveira (PRB), Augustinópolis; Damião Castro (PMDB), Axixá; Ivan Paz (PRB), Aguiarnópolis; Ronaldo Parente (PSB), São Bento; Valber Saraiva (PSDC), Ananás; Ho Che Min (PMDB), Praia Norte; Diva de Melo (PR), Riachinho; São Bento; Elisangela Alves (PR), São Miguel; Ivoneide Barreto (PR), Itaguatins; Professora Itelma (PMDB), Santa Terezinha; Professor Adriano (PT), São Sebastião; Borjão (PV), Buriti; Jackson Marinho (PTB), Darcinópolis; Leoneide (PR), Maurilândia e Nalva Braga (PP), Palmeiras.

Os prefeitos chegaram ao consenso de que manter a atual Ambip seria inviável, devidos os diversos problemas judiciais e financeiros que a instituição enfrenta atualmente. A ideia encaminha no encontro, seria a formação de uma nova entidade, começando do zero e que já definiram até o nome, Associação Intermunicipal de Desenvolvimento do Bico do Papagaio.

O grupo de novos prefeitos quer deixar que os problemas inerentes a Ambip, sejam respondidos pelos últimos gestores que estiveram a frente da instituição, pois segundo eles, os atuais gestores não poderiam arcar com os prejuízos do passado.

Para essa nova associação de prefeito do Bico do Papagaio, o nome de consenso para presidir a nova entidade é o do prefeito eleito de Axixá do Tocantins, Damião Castro.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.