Connect with us

Bico do Papagaio

Novos prefeitos podem se capacitar gratuitamente em curso inédito da Enap

Publicado

em

Começar uma nova administração é sempre um desafio aos gestores eleitos e reeleitos. Para quem está chegando na prefeitura pela primeira vez, os desafios são ainda maiores. Em 2020, 3787 novos prefeitos foram eleitos no País, sendo 8,1% na Região Norte, 32,4% no Nordeste, 8,3% no Centro Oeste, 30,4% no Sudeste e 20,5% no Sul.

Arte - Brasil 61

Pensando nesses novos gestores municipais, a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) oferece capacitação inédita e gratuita para a formação de 500 novos prefeitos e prefeitas eleitos em 2020. O objetivo do curso “Liderando Novos Prefeitos” é preparar estrategicamente esses profissionais, para os próximos quatros anos de mandato, para que haja desenvolvimento municipal e melhoria das políticas e serviços públicos.

Os temas abordados vão tratar sobre gestão governamental, probidade administrativa, mobilização de recursos, desafios municipais no contexto da pandemia, desenvolvimento urbano sustentável, inovação e outros pontos importantes para a gestão pública eficiente.

Segundo o presidente da Enap, Diogo Costa, o curso conta com especialistas e profissionais que possuem experiência prática nos temas abordados, como ex-secretários municipais e estaduais. Destaque para o Economista José Scheinkman – professor da Universidade de Columbia (EUA), que vai tratar sobre os novos desafios globais para os governos e a gestão pública.

O presidente da Enap, Diogo Costa, explica a importância dessa formação para os novos prefeitos e prefeitas.

“E se você fosse para uma cirurgia com um médico que não cursou medicina? Ou construir uma casa com alguém que não tem o curso de engenharia? Não tem uma faculdade para ser prefeito. O prefeito pode vir de várias áreas da sociedade, com diferentes visões. Mas é importante que eles tenham conhecimento e ferramentas indispensáveis para administrar uma cidade”, explica. 

Ainda de acordo com Diogo Costa, o curso trará diferentes visões e compartilhamento de experiências entre gestores. 

“Será importante para o prefeito conseguir trazer a visão dele, e junto com essa visão local, regional, também adquirir uma visão global, a partir de outras experiências compartilhadas”, comenta.

Inscrições

Os interessados podem se inscrever gratuitamente até 04 de janeiro de 2021, pelo link. As aulas estão previstas para começar em 21 de janeiro, de forma híbrida, sendo quatro módulos virtuais e dois presenciais, na Enap Brasília (DF). Segundo a instituição, as passagens serão financiadas pelo programa. 

Além das 40 horas de aulas, os prefeitos poderão formar redes de conexões entre si e estreitar contatos com instituições parceiras do programa, atores do governo federal, entidades do terceiro setor, organizações do setor privado, associações municipalistas e organismos internacionais.

A Enap também vai produzir estudos especiais, com dados, evidências e comparativos, que servirão de ferramentas para tomada de decisão das lideranças.

Arte - Brasil 61

A iniciativa Liderando para o Desenvolvimento da Enap conta com apoio de 18 instituições públicas, privadas, entidades do terceiro setor e organismos internacionais. A escola pretender oferecer novas turmas, em 2021, para capacitar secretários estaduais e municipais. (Brasil 61)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: Completa um ano a primeira morte por Covid-19

Publicado

em

Nesta quarta, dia 12, completou um ano da primeira morte por Covid-19 no município de Tocantinópolis, no Bico do Papagaio.

A vítima foi o ex-vereador e funcionário público federal, Almiro Aguiar da Silva, 59 anos. Na época, Tocantinópolis registrava 5 contaminados com a doença. Ele faleceu no Hospital Municipal José Sabóia.

Um ano depois, Tocantinópolis acumula 37 óbitos e 2.031 contaminados no período.

Até esta quarta, o município aplicou 6.373, sendo 3.819 em primeira dose e 2.554 segunda dose.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Motoqueiro bate em bicicleta na Vila Miranda

Publicado

em

Nesta manhã de quarta, 12, um segundo acidente de trânsito envolvendo motocicleta foi registrado na cidade de Araguatins, no Bico do Papagaio.

Desta vez, o fato foi registrado na Vila Miranda, na Rua Antônio Fernandes. Um motociclista atingiu um vendedor de lanches que estava em uma bicicleta cargueira. Populares relataram que o condutor da motocicleta aparentava sinais de embriagues.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Gestores do Bico recebem orientações para Conferências de Assistência Social 2021

Publicado

em

O Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas) realizou na manhã desta terça-feira, 11, uma reunião de orientação sobre as temáticas e organizações para as Conferências Municipais de 2021. As orientações são direcionadas aos conselheiros e secretários executivos dos Conselhos Municipais de Assistência Social (CMAS) de municípios do Bico e outras regiões do estado. tocantinenses.

O encontro tratou dos procedimentos necessários para a realização das conferências a serem realizadas em cada localidade, destacando a metodologia e os instrumentais que devem ser utilizados antes, durante e após as conferências municipais. São conhecimentos necessários para a elaboração dos relatórios e regimentos internos das conferências.


As datas para a realização das conferências nos municípios vai até 30 de julho, e as conferências estaduais devem acontecer de 2 de agosto até 30 de outubro.

O tema para as conferencias 2021 é “Assistência Social: Direito do povo e dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”.

Dentro dessa temática principal serão discutidos cinco eixos, com o propósito de construir propostas aos municípios, ao Estado e à União. O Plano de Assistência Social toma por base, entre outros instrumentais, as deliberações postas nas conferências, e são essas propostas que norteiam os gestores municipais, estaduais e do Governo Federal em seus planejamentos e nas tomadas de decisões.

s conferências de assistência social são instâncias de caráter deliberativo e têm como maior finalidade avaliar e concretizar os avanços conquistados na política pública de assistência social, e também apresentar orientações, definindo diretrizes e aprimoramentos do SUAS. As conferências acontecem a cada quatro anos de forma ordinária e extraordinariamente a cada dois anos.

A Conferência de Assistência Social envolve três etapas. As conferências municipais, as estaduais e a nacional. A Nacional está prevista para dezembro. As deliberações da Conferência Municipal são enviadas para os Estados e as deliberações das Conferências Estaduais são enviadas para a Conferência Nacional. Os delegados que participarão da Conferência Nacional são escolhidos na Conferência Estadual. Por esses passos democráticos a Conferência Nacional é um momento único com vários representantes e atores de todos os lugares do Brasil. (Com informações de Cláudio Duarte)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze