Connect with us

Bico do Papagaio

Obra retrata personagem e a sua luta no Bico do Papagaio nos anos 80

Publicado

em

A manhã desta segunda-feira, 22, começou movimentada no Café Literário do 6º Salão do Livro do Tocantins. Bastante prestigiado, o primeiro lançamento do dia teve na plateia vários jornalistas, escritores, músicos, personalidades regionais, produtores culturais, documentaristas, secretários de governo estadual e municipal, professores, alunos, entre outros.

A programação teve início com a apresentação musical de Abraozinho Boas Maneiras, com as belas canções da MPB. Em seguida, houve o lançamento do livro: “Lurdinha – Pelos Caminhos do Bico do Papagaio”, de Yanna Barbosa de Aguiar. O livro relata a biografia de uma ex-freira gaúcha que optou por morar no Bico do Papagaio nos anos 80. Ela fez parte do grupo do Padre Jozimo com mais duas religiosas francesas, Madalena e Beatriz, que também participaram do lançamento.

Lurdinha foi companheira inseparável do padre assassinado, e no livro ela conta a versão da morte, bem como relata de forma emocionante como funcionava o esquema religioso e sobre a ocupação e desapropriação de terras pelo “Getat” e por pistoleiros que atuavam na região. Para Yanna, a emoção de lançar um livro é de fato como o nascimento de um filho.

Ela disse que o livro não teve apoio, foi produzido por conta própria e que sua maior dificuldade era se situar, pois não conhecia a região. “A primeira etapa da pesquisa foi realizada de forma oral, Lurdinha contou toda a história, e a segunda, foi a pesquisa de campo, quando fui conhecer todos os lugares citados por ela”.

Personagem

Já para Lurdinha foi emocionante ser personagem de um livro. Atualmente morando em Palmas, ela contou que nunca havia imaginado que um dia sua vida seria retratada, mas que seu objetivo principal é que suas memórias possam mostrar a história da parte de quem faz a história, não por parte dos dominadores e que a verdadeira história sempre está na raiz do povo. “Quero que as pessoas que lerem o livro possam ver que a luta nunca é em vão, que sirva de exemplo para nos tornarmos dirigentes e não dirigidos, e que seja a valorização da gente que lutou naquela época e para as pessoas que lutam todos os dias”.

D. Raimunda, que também participou da luta juntamente com Lurdinha e Padre Jozimo, falou sobre as vitórias e derrotas e como conseguiram mudar e transformar uma região de gente tão sofrida, que passou por sérios conflitos e até torturas.

Para encerrar, foi exibido o documentário “D. Raimunda, a quebradeira”, de Marcelo Silva. (Lenna Borges)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Mulher de 84 anos é a 31ª vítima da Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde, confirmou neste sábado, 16, a 31ª morte por Covid-19, no município de Araguatins, no Bico do Papagaio.

Com a confirmação, Araguatins segue na liderança no Bico do Papagaio em quantidade de mortes, seguido de Tocantinópolis e Ananás e na sétima posição em relação ao estado, atrás de Araguaína, Palmas, Gurupi, Porto Nacional, Paraíso e Colinas.

A vítima confirmada neste sábado, morreu na terça, dia 12. Ela tinha 84 anos, era mulher e tinha diabetes e hipertensão.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Prefeitura tem novo horário de funcionamento

Publicado

em

Desde o último dia 4, a Prefeitura Municipal de Araguatins, no Bico do Papagaio, adotou um novo horário de atendimento ao público e serviços internos.

O atendimento ao público fico estabelecido como sendo das 7h30 às 11h30 e o serviço interno das 13h30 às 17h.

Deverão funcionar normalmente as unidades das Secretarias ou autarquias que exercem regime de plantão.

OBS: A matéria foi alterada após o Decreto ser corrigido. O anterior havia um erro de digitação do horário.

Continue lendo

Bico do Papagaio

SÃO MIGUEL: MP recomenda que Prefeitura não demita aprovados em concurso como pediu TCE

Publicado

em

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da Promotoria de Justiça Itaguatins, expediu nesta quarta-feira, 13, Recomendação Administrativa ao prefeito de São Miguel do Tocantins, Alberto Loiola Gomes Moreira, para que se abstenha de exonerar ou demitir qualquer servidor aprovado no concurso público realizado no ano de 2016, tendo em vista que não foi confirmada a existência das irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE).

A recomendação também orienta que o gestor encaminhe ao TCE informações sobre a regularidade do concurso, especialmente as leis de criação de cargos e o quantitativo de vagas ofertadas no quadro do magistério, nível docência – professor II. 

Para a anulação, o TCE alega que o Município não apresentou as leis de criação de cargos e do quantitativos das vagas ofertas, situação que segundo o promotor de Justiça Elizon de Sousa Medrado, não procedem, já que todos os procedimentos foram adotados pela gestão da época e acompanhados pelo Ministério Público. 

“O concurso foi fruto de um Termo de Ajustamento de Conduta proposto pelo Ministério Público, no qual constavam obrigações como a criação de cargos, encaminhamento do projeto de Lei para aprovação da Câmara Municipal e  o processo licitatório. O concurso foi realizado, as pessoas tomaram posse e não foi verificada nenhuma irregularidade”, salientou o promotor de Justiça.

O não atendimento da recomendação por parte do prefeito de São Miguel do Tocantins poderá ensejar o ajuizamento de ação judicial visando à anulação de eventuais atos de exoneração/demissão dos servidores concursados. (Denise Soares)

Continue lendo
publicidade Bronze