Connect with us

Pará

Oficina fortalece incentivo à leitura em São Félix do Xingu

Publicado

em

Mais do que um simples local para ler e pesquisar, as bibliotecas têm um papel importante dentro da comunidade: ser um espaço de inclusão e de promoção da cultura. Em São Félix do Xingu, município do sul do Pará, essa é a ideia que tem sido difundida por técnicos da Fundação Cultural Tancredo Neves, que desde o início da semana promovem uma oficina de formação com a equipe da biblioteca e professores do município. A atividade prossegue até esta sexta-feira, 7.

O objetivo é fazer com que, através da promoção de novas atividades, a comunidade crie vínculos com o espaço. “A intenção é dar apoio ao processo de dinamização cultural. Hoje em dia não se concebe mais uma biblioteca apenas como um espaço de leitura e pesquisa e sim uma ‘biblioteca viva’, participando realmente do contexto cultural do município, com atividades que envolvam a comunidade”, explica o técnico de gestão cultural da Fundação, Semias Araújo.

As oficinas iniciaram em abril e já passaram pelos municípios de Marabá, Conceição do Araguaia e Redenção. Após São Félix, a jornada de capacitação segue para Rio Maria, Paragominas, Capanema e Castanhal. As oficinas integram o Projeto de Implementação de Bibliotecas, desenvolvido pela Fundação Tancredo Neves, por meio do Sistema Estadual de Biblioteca.

Para a pedagoga Solange Coelho, que participa com outras 11 pessoas da oficina em São Félix, a capacitação é o ponto de partida dessa aproximação entre o público e o espaço. “Até pouco antes não se tinha, de fato, a noção do verdadeiro papel de uma biblioteca. Ainda se tinha essa visão de que era um local a ser visitado apenas para se pesquisar e com esse treinamento estamos percebendo que é bem além disso. Para nós está sendo uma preparação para que conquistemos mais público”, afirma.

Em média, cerca de 100 pessoas visitam, por mês, a biblioteca pública de São Félix. No final do ano passado, o Governo do Estado aplicou recursos para equipar o local. Foram disponibilizadas mesas, cadeiras, computadores, som, televisão, climatizadores de ar e um acervo de dois mil títulos, que se somaram aos cerca de quatro mil que já estão disponíveis. Recentemente, devido à nova proposta e os novos equipamentos, a biblioteca foi realocada para um espaço mais amplo.

No próximo mês, Estado e município também colocarão em prática o projeto “Grãos da Leitura”, que visa atender as comunidades mais distantes. Serão distribuídas “Caixas Estantes”, com o acervo de 250 livros para quatro comunidades de São Félix: As vilas Nereu, Taboca, Lindoeste e Sudeste. O acervo ficará a cargo da Fundação Tancredo Neves. Já a confecção da estante será feita pela Secretaria de Cultura de São Félix.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Marginais roubam ótica dentro do Partage Shopping

Publicado

em

Dois bandidos aproveitaram o final de expediente da loja Ótica Maia, dentro do Partage Shopping, na cidade de Parauapebas, na região de Carajás, no estado do Pará, para realizar um roubo.

O registro feito por câmeras de segurança mostra a ação dos assaltantes.

Após o assalto os bandidos saíram em retirada sem serem notados pela Segurança do shopping. A Polícia Militar foi acionada mas os criminosos não foram localizados.

Continue lendo

Pará

No Pará, homem tem surto psicótico, agride policiais e acaba morto

Publicado

em

Um homem identificado como Luís Carlos Rodrigues, de 44 anos, foi morto a tiros na tarde desta segunda-feira, 11, depois de atacar policiais militares das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), possivelmente durante um surto psicótico. A tragédia aconteceu na rua Tancredo Neves, na comunidade Fé em Deus, no bairro do Tenoné, em Belém, por volta de 17h30. A confusão que resultou na morte do deficiente mental foi registrada em vídeo por diversos moradores da localidade e amplamente divulgada nas redes sociais.

De acordo com vizinhos da vítima, Luís Carlos Rodrigues teria tido um surto por volta das 15h30 e começou a quebrar toda a residência onde morava a pouco tempo com a família, situada na vila da Lourdes. Os parentes dele, assustados, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMP) para tentar conter a fúria do homem, que estava transtornado. Ainda conforme relatos dos moradores do entorno, as equipes de socorristas do Samu e dos bombeiros também foram agredidas por Luís Carlos. O homem, segundo testemunhas, empunhava um barra de ferro pesada e com o objeto teria quebrado a ambulância e a viatura do CBMP. Estilhaços de vidro dos dois veículos se espalharam pela via e as equipes, com medo, acabaram deixando o local rapidamente.

Moradores e comerciantes do entorno, apavorados, se trancaram em suas casas e se esconderam, com receio de também serem atacados por Luís Carlos, que continuava visivelmente alterado.

Ainda numa tentativa de frear a violência de Luís Carlos, foi requisitado o apoio das Rotam, que chegaram ao local por volta de 17h20. O homem, no entanto, ao se ver encurralado por vários policiais armados, não exitou e começou a agredir os agentes de segurança pública, ainda com a barra de ferro. Os policiais revidaram a ação e dispararam munições de borracha contra ele, mas os tiros não o contiveram. Luís Carlos continuou a se insurgir contra os policiais e correu atrás de um deles para tentar espancá-lo. O PM,  que corria de costas, tropeçou e caiu ao chão. Luís Carlos, então, o golpeou pelo menos três vezes na região da cabeça. Para impedir que o policial fosse morto, os agentes de segurança pública efetuaram disparos de arma de fogo contra Luís Carlos, que morreu ainda no local.

O PM ferido, identificado apenas como cabo Vilhena, foi amparado por colegas de farda e por moradores do entorno, ainda no local. Ele foi socorrido por uma guarnição da PM e levado inicialmente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci, distrito de Belém, em estado gravíssimo. Em seguida, foi transferido para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) e até o fechamento desta edição o estado do policial era considerado grave.  

A família de Luís Carlos se manteve perto do cadáver e lamentou a tragédia. O corpo dele foi removido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) no final da noite.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Avenida Contorno, no São Félix, recebe serviço de drenagem e pavimentação

Publicado

em

Os serviços de pavimentação da Avenida Contorno/Tamboril no São Félix II estavam em sua fase de finalização da concretagem, restando apenas poucos metros para o fim. A etapa seguinte é a construção das calçadas.

Um amplo serviço de infraestrutura realizado por etapas desde a drenagem profunda passando pela terraplanagem e pavimentação e agora se aproxima a etapa final. Uma importante obra para o bairro onde a população já esperava há décadas.

O comerciante Fernando Campos chegou ao bairro em 1991 e construiu uma casa comercial, desde então teve que enfrentar diversos problemas no local como a imensa poeira e a lama. Hoje, Campos comemora a chegada do asfalto em sua porta.

“Foram 30 anos de espera. Quando cheguei aqui toda essa área era matagal e depois as pessoas começaram a invadir. Já tivemos muitos problemas, só chegava aqui promessas, mas ninguém fazia nada e hoje nós temos uma rua asfaltada digna de se morar”, relatou.

Além da Avenida Contorno/Tamboril, outras ruas transversais também foram pavimentadas, como a travessa São Miguel, que dá acesso à Rodovia BR-222. A Avenida Tamboril é uma via de intenso comércio e dá acesso à Avenida Magalhães Barata, a principal via comercial do bairro de São Félix.

Para o engenheiro Thiago Lobo, da Secretaria de Viação e Obras Públicas, pavimentar a Avenida Contorno foi um grande desafio. “Foi um trabalho técnico de cooperação e muita análise, pois a drenagem carecia de um projeto bem preparado para não termos problemas no futuro. Tudo isso foi feito e agora estamos prestes a entregar uma pavimentação de qualidade para a população”, declarou o engenheiro. (Victor Haôr / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo
publicidade Bronze