A Polícia Civil do Pará deflagrou na última sexta-feira (28), a operação “Pratos Limpos” onde foram cumpridos 1 mandado de prisão preventiva e 6 mandados de buscas e apreensões domiciliares, resultando na prisão de Gilcimar Gomes dos Santos, conhecido por “Simas”. Gilmaci é acusado de estupro de vulnerável contra uma criança de 11 anos de idade, enteada do Sindicalista Carlos Cabral Pereira, fato ocorrido no ano de 2016, e ainda é investigado sobre homicídio do Sindicalista Carlos Cabral, ocorrido no dia 11 de junho de 2019 no Município de Rio Maria, o acusado estava foragido. Os mandado de prisão e buscas e apreensões foram realizadas nos municípios de Pau D’arco, Rio Maria, São Félix do Xingu e Tucumã.

Na operação foram presas ainda 05 pessoas em flagrante delito pela posse à revelia da lei de armas de fogo. As medidas foram deferidas com base nas representações do diretor da Delegacia Especializada em Conflitos Agrários (DECA) Redenção, sob comando do delegado, Antônio Mororó Júnior. 

A operação foi realizada pela Diretoria de Polícia do Interior (DPI), de Redenção (DECA), Núcleo de Apoio à Inteligência de Redenção (NAI) e Superintendência do Araguaia (Redenção). Durante a operação, foram apreendidas espingardas, escopetas, um revólver calibre 38, uma pistola calibre 380 e munições.

- Publicidade -

FAÇA UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.