Connect with us

Pará

Operação Verão 2020 no Pará prioriza segurança e prevenção à Covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) coordena a “Operação Verão Seguro: saúde, segurança e responsabilidade por todo o Pará”, que abrange de forma integrada cerca de 40 localidades. No último final de semana (26, 27 e 28 de junho) as instituições de segurança já haviam iniciado os trabalhos para validação e realização de alguns ajustes. As ações ocorrerão ao longo de seis finais de semana consecutivos, sendo encerradas em 3 de agosto.

A Operação Verão 2020 conta com um efetivo de 3.546 agentes de segurança, 319 viaturas (de duas e quatro rodas), 50 viaturas (entre auto rápido, auto busca salvamento e unidades de resgate do Corpo de Bombeiros, sete ônibus, 56 embarcações, seis quadriciclos, três aeronaves, um caminhão e uma delegacia móvel).

A ação visa garantir a segurança de veranistas em praias e balneários no período das férias de julho. Neste ano, a operação também pretende evitar aglomerações e atuar para cumprir decretos municipais no sentido de evitar a proliferação do novo coronavírus. As restrições serão estabelecidas pelos próprios municípios. O monitoramento da pandemia será avaliado semanalmente.

Entre as localidades que já começaram a receber o reforço na segurança preventiva e ostensiva estão: Os distritos de Outeiro e Mosqueiro (em Belém); municípios de Vigia de Nazaré, Colares, Curuçá, Marapanim (praias de Marudá e Crispim), Salinópolis, Bragança, Soure, Salvaterra, Santarém (vila de Alter do Chão), Tucuruí, Maracanã (Praia de Algodoal) e Barcarena (Praia do Caripi).

Monitoramento – Para o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, a operação prioriza a segurança e a prevenção ao novo coronavírus durante o verão amazônico, além dar cumprimento ao decreto governamental.

“A operação atuará no sentido de garantir a prevenção contra a proliferação do novo coronavírus. Nossos agentes irão atuar no cumprimento do decreto que estabelece regras quanto ao uso de mascarás e o protocolo de higiene dos estabelecimentos, além de monitorar as praias e os horários permitidos de circulação dos banhistas. Iremos atuar também nas localidades onde as praias e balneários não estarão liberados. Todos os esforços serão empregados não somente para asseverar a segurança dos turistas, em relação a eventuais atos de criminalidade, mas este ano, especialmente, nossas ações estão voltadas ao combate à disseminação da Covid-19”, afirmou o titular da Segup.

Centro Integrado – Para contribuir com as ações da segurança pública e integrar os trabalhos, três postos de comando serão montados, sendo um em Salinópolis, no final do atalho da Sofia; um em Mosqueiro, no Caramanchão, e um em Outeiro, no estacionamento da Praia Grande.

Devido ao Decreto nº 028/2020, de 27 de junho, da Prefeitura de Salinópolis, o município terá restrições específicas durante o veraneio. Haverá a liberação do acesso às praias, desde que haja o distanciamento físico de segurança na faixa de areia, exceto para grupo da mesma família, com limite máximo de 10 pessoas. O acesso às praias será das 7 às 19 h. As barracas deverão fechar até as 20 h. Os agentes de segurança pública não atuarão na retirada de banhistas das praias; apenas fiscalizarão o fechamento de barracas e restaurantes.

Estão proibido sons automotivos, circulação e fixação de estruturas de food trucks, tendas e carros de lanches na Praia do Atalaia, assim como shows, apresentação de DJs, bandas e voz e violão, em barracas, bares, restaurantes, hotéis e pousadas. Será obrigatório o espaçamento de 3 metros entre as mesas na faixa de areia e 1,5 m nas áreas internas das barracas. Além disso, as barracas deverão funcionar com 50% de sua capacidade (bandeira laranja), com higienização regular dos espaços de uso comum e disponibilização de álcool 70% para clientes. Equipamentos de lazer (quadriciclos, motos e outros) serão autorizados somente nas áreas previamente estabelecidas.

Maçarico – Na orla do Maçarico os restaurantes deverão funcionar com 50% da capacidade (bandeira laranja), com disponibilização de álcool 70% para clientes, higienização e limpeza de cardápios, mesas, cadeiras e de todos os espaços de uso comum. As mesas deverão estar distantes, no mínimo 1,5 m, e não será permitida a utilização de mesas nos espaços de circulação de pessoas, principalmente nas faixas de pedestres.

A proibição no Maçarico também atinge sons automotivos, circulação e fixação de estruturas de food trucks, tendas e carros de lanches, shows de qualquer natureza em bares, restaurantes, hotéis e pousadas. Feiras e galerias estarão fechadas. Toda e qualquer atividade só será permitida até às 2 h da madrugada em toda a orla, e haverá limitação de 70% da capacidade de parques de diversões e brinquedos, de acordo com a autorização do Corpo de Bombeiros.

Trânsito – O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) mobiliza centenas de servidores e agentes de trânsito, visando à prevenção de acidentes e orientando para o comportamento coletivo de segurança no trânsito em pontos estratégicos de grande circulação de veículos.

O Detran também atuará na fiscalização e no controle de trânsito, em parceria com os demais órgãos do sistema de segurança pública, na Operação Lei Seca em Salinópolis, Ilha de Mosqueiro e Marituba. O órgão será responsável, ainda, pela inversão de fluxo em Marituba, para o retorno à capital, e pelo controle de tráfego na Praia do Atalaia.

As operações de fiscalização contarão com 181 agentes de fiscalização de trânsito, distribuídos por 21 municípios, incluindo Belém.

“Renato Chaves” – O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves atuará nos municípios de Bragança, Marapanim, Belém (distrito de Mosqueiro), Salinópolis, Salvaterra e Santarém. Estarão nas localidades equipes de perícias de local de crime contra a vida e o patrimônio, perícias de drogas e perícias veiculares.

Centro Integrado – Para reforçar o serviço de atendimento de urgência e emergência, o Centro Integrado de Operações (Ciop) enviará 40 militares para os municípios de Salinópolis e Marabá, e distrito de Mosqueiro, que recebem muitos veranistas neste período. A equipe de reforço é composta de coordenadores, agentes de monitoramento de câmeras eletrônicas, atendentes, despachantes e motoristas policiais.

O reforço contemplará os serviços de atendimento de chamadas telefônicas para o número 190, despacho de ocorrências por meio do sistema de radiocomunicação com as guarnições em serviço, tudo convergindo para o atendimento das ocorrências geradas, devido à demanda esperada para o veraneio.

Polícia Militar – O reforço na segurança conta com 2.221 policiais militares nas localidades mais frequentadas, desenvolvendo ações de policiamento ostensivo e preventivo, nas modalidades a pé, ciclístico, motorizado, montado, embarcado e aéreo.

A PM vai intensificar o policiamento em 28 localidades durante a Operação Verão, como as ilhas de Mosqueiro, Outeiro e Cotijuba, pertencentes a Belém, e municípios de Salinópolis, Marapanim (Marudá), Maracanã (Algodoal), Vigia de Nazaré, Barcarena, Cametá, Mocajuba, Bragança (Praia de Ajuruteua), Ourém, Peixe-Boi, Barcarena, Curuçá e Colares.

A Polícia Militar também realizará a Operação Visibilidade, em Belém e demais municípios da Região Metropolitana, por meio do reforço do policiamento ostensivo e preventivo em pontos estratégicos; fiscalizará locais de possível aglomeração, bem como atividades não essenciais; fará o policiamento nos balneários; apoiará as ações do Detran; atuará com o programa de atenção à saúde policial e odontomóvel, além do monitoramento de inteligência para coibir o tráfico de drogas e outras ameaças à segurança pública.

Grupamento Aéreo – A operação inclui ainda 85 agentes do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) nas ações durante o veraneio, mobilizando pilotos, operadores aeronáuticos, mecânicos e apoio de solo. A equipe contará com três aeronaves.

Grupamento Fluvial – O Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu) atuará com cinco embarcações na Operação Verão – três delas utilizadas estrategicamente para rondas nos portos da Região Metropolitana de Belém, a fim de coibir roubos e outros crimes nos rios. Uma embarcação será disponibilizada para a Polícia Militar, no município de Salinópolis, e outra ficará disponível para o pronto-emprego, na sede do Grupamento Fluvial, em casos de acionamento pelo Centro Integrado de Operações (Ciop). O GFlu mobilizará 25 agentes de segurança.

Corpo de Bombeiros – O Corpo de Bombeiros Militar do Pará atuará com um efetivo de 814 militares, distribuídos por 49 municípios em todas as regiões. Durante a operação, equipes de guarda-vidas estarão a postos nas praias.

O Corpo de Bombeiros atuará também nas rodovias com seis viaturas, nos municípios de Santa Maria do Pará, Santa Luzia do Pará, Nova Timboteua, Curuçá e Salinópolis, e na Ilha de Mosqueiro (em Belém). Mobilizará ainda 52 embarcações, disponíveis 24 h durante a Operação, para serviços de resgate. Os militares distribuirão 30 mil pulseiras de identificação para crianças nas praias de Outeiro, Mosqueiro e Salinópolis. Devido ao decreto municipal, em Salinópolis o CBM também fará a comunicação das restrições (fonte sonora) nas praias do Atalaia e Farol Velho.

Polícia Civil – A Polícia Civil vai reforçar as Delegacias de Polícia dos balneários mais procurados pelos veranistas. A DPA fiscalizará registros e licenciamentos de estabelecimentos, realizando a Operação Disque-Silêncio e fazendo o atendimento à mulher.

A cada final de semana, a Operação Verão terá o reforço de 158 policiais civis, que atuarão conjuntamente com os policiais civis lotados nas Delegacias dos municípios. A operação será coordenada pelos titulares da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV), Diretoria de Polícia Especializada (DPE), Diretoria de Polícia do Interior (DPI) e Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM), e da Diretoria Estadual de Combate à Corrupção (Decor).

No ato de lançamento da Operação Verão também foi assinado um termo aditivo do convênio firmado com a Guarda Municipal de Belém, destinado à aquisição de armamento e munição, conforme previsto em plano de trabalho. (Walena Lopes?Foto: Bruno Cecim)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Assaí Atacadista está com vagas de emprego abertas

Publicado

em

O Assaí Atacadista está com vagas de emprego abertas para as cidades de Parauapebas, na região de Carajás no estado do Pará e Manaus, no Amazonas. As oportunidades são todas efetivas e abrangem diferentes áreas em loja, tais como Chefe de Cafeteria, Atendente de Cafeteria, Chefe de Manutenção, Operador de Perecíveis, Operador de Caixa, Chefe Administrativo, Fiscal de Frente de Caixa, Operador de Loja FLV, Operador de Mercearia, Cozinheiro e Atendente Passaí (plataforma própria de serviços financeiros).

Para se candidatar as vagas, os interessados precisam ter concluído o Ensino Médio e devem se inscrever exclusivamente no site AQUI até o dia 3 de março. Para iniciar a participação no processo seletivo, é necessário ter em mãos RG, CPF, número de telefone, endereço do e-mail e descrever suas experiências anteriores.

Como medida de prevenção contra a Covid-19, o processo seletivo da rede foi adaptado para ser realizado 100% on-line, junto com uma série de medidas para garantir a segurança dos colaboradores e clientes da rede em todo o Brasil. O Assaí oferece remuneração e pacote de benefícios compatíveis com o mercado. A rede possui, ainda, um plano estruturado de carreira e investe constantemente em capacitação e no desenvolvimento profissional de seus colaboradores em todo o país.

Sobre o Assaí Atacadista

O Assaí é um atacado de autosserviço que atende pequenos e médios comerciantes e consumidores em geral que buscam economia em compras de grande volume. Atacadista com taxa de crescimento anual composta nos últimos seis anos de 28,3%, a rede está presente nas cinco regiões do País com 184 lojas distribuídas em 22 estados e no Distrito Federal. É um dos dez maiores empregadores do país com mais de 50 mil colaboradores e, mensalmente, recebe 30 milhões de clientes em suas lojas. A empresa conta ainda com uma plataforma própria de serviços financeiros, o Passaí, composta por cartão próprio e uma maquininha de cartão de crédito e débito. Em 2020, o Assaí esteve entre as 20 marcas mais valiosas do país em ranking anual promovido pela Interbrand, apareceu em 1º lugar como empresa mais eficiente do varejo no Empresa Mais Estadão e foi a empresa mais admirada do Brasil no voto popular no ranking Melhores e Maiores da revista Exame.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Defesa Civil e Corpo de Bombeiros definem logística assistencial às famílias atingidas por enchentes

Publicado

em

As estratégias de atendimento às famílias atingidas pela enchente deste ano foram discutidas durante reunião realizada na sexta, 26, na cidade de Marabá, na região de Carajás, com o coordenador da Defesa Civil do município, Jairo Milhomem e representante do Corpo de Bombeiros Militar.

Durante a reunião ficou estabelecida a manutenção da parceria entre corpo de Bombeiros e Defesa Civil nas ações de atenção às famílias com uso da logística dos Bombeiros e na ajuda assistencial às famílias nos abrigos.

“Como todos os anos o Corpo de Bombeiros vem prestando esse apoio a Defesa Civil, e este ano não será diferente. No ano de enfrentamento à pandemia pensar estratégias para conter o avanço da doença nos abrigos se torna uma preocupação a mais”, pontuou o tenente Emílio Rodrigues, do Corpo de Bombeiros Militar.

Foi discutida a instalação de placas de orientação nos abrigos e informações a respeito da Covid-19, como o uso de álcool em gel e uso de máscaras, além da manutenção da higiene pessoal.

De acordo com Jairo Milhomem, a preocupação com a Covid-19 neste período de cheia e aglomeração nos abrigos já havia sido tema de discussão com a Secretaria de Saúde, onde ficaram definidas as visitações médicas todas as semanas nos abrigos, teste rápido de Covid aos desabrigados e vacinação para os servidores envolvidos diretamente no atendimento a essas famílias.

“Podemos reduzir a possibilidade das pessoas se contaminarem com uso de máscaras e álcool e também a higiene pessoal, as pessoas serão orientadas. Também pensamos em reduzir o número de famílias nos abrigos”, esclareceu Jairo Milhomem, coordenador da defesa civil do município.

A Defesa Civil já contabilizava o atendimento a 35 famílias que estão no abrigo do ginásio de esportes da Obra Kolping, no bairro Belo Horizonte. (Victor Haôr / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: PROSAP amplia canais de comunicação com lançamento de site

Publicado

em

Manter um bom relacionamento com as comunidades, baseado num diálogo direto e transparente, é um dos compromissos do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). Nesse sentido, o programa amplia seus canais de comunicação, com o lançamento de mais uma importante ferramenta: o site prosap.parauapebas.pa.gov.br

Com layout simples e fácil navegação, o site pode ser acessado a partir de diferentes dispositivos tecnológicos, como smartphones, notebooks e computadores, mantendo suas características e funcionalidades.  

Na plataforma, o usuário tem acesso a imagens, vídeos institucionais, documentos, legislação e estudos relacionados ao programa, bem como, a toda estrutura administrativa do Prosap, entre outros conteúdos.   

O site foi desenvolvido pelo analista de sistemas do Prosap, João Melo, com o acompanhamento da gestão e equipe de comunicação do programa. “Ele é parte de um conjunto de ações de comunicação que tem como objetivo aproximar a população do programa, oferecendo à comunidade informações sobre a importância das obras de saneamento ambiental e todos os benefícios que serão gerados para Parauapebas”, diz a jornalista Jéssica Borges.

“Estamos lançando agora, mas entendendo que as melhorias serão realizadas continuamente para que essa plataforma atenda aos nossos diversos públicos”, completa João Melo. 

Canais de relacionamento

Com o site, o Prosap amplia e fortalece seus canais próprios de relacionamento com a comunidade. Atualmente, o programa disponibiliza contato de Whatsapp (94) 9 9973-0476 para dúvidas, perguntas e manifestações da comunidade, além de e-mail: [email protected], e dos atendimentos presenciais realizados nos escritórios do programa nos bairros Rio Verde e Vale do Sol.

O Escritório de Gestão Socioambiental na Rua Minas Gerais, n° 65, bairro Rio Verde, atende ao público no horário das 8h às 18h (sem interrupção para almoço), de segunda a sexta-feira. 

Enquanto que o Escritório Social no Residencial Vale do Sol, localizado na Rua Sebastião Leite, Quadra 08, Lote 01, atende ao público do reassentamento no horário das 8h às 12h e das 13h às 18h, de segunda a sexta-feira. O público do reassentamento abrange as 250 famílias retiradas de áreas de risco compreendidas por obras da primeira fase do Prosap.  (Jéssica Borges)

Continue lendo
publicidade Bronze