Connect with us

Bico do Papagaio

OPINIÃO: Estadualização do Hospital Municipal de Araguatins, a cada eleição um estelionato eleitoral

Publicado

em

O ano era 2010, mas, precisamente dia 26 de setembro, milhares de pessoas lotaram a Praça da Rodoviária de Araguatins para ouvir o Velho Siqueira Campos, que buscava seu quarto mandato como governador do estado do Tocantins e naquela ocasião encerrava sua campanha no Bico do Papagaio.

Apaixonada por Siqueira como sempre foi, Araguatins recepcionou o então candidato a governador, que com discurso esperançoso prometeu promover melhorias na saúde e no ponto alto de sua fala garantiu a construção de um Hospital Regional em Araguatins, convictos disso os araguatinenses foram ás urnas e depositaram 9.906 votos em Siqueira Campos, que obteve 74% dos votos válidos da cidade, maior votação proporcional do estado naquele pleito dada a ele, que diga-se de passagem só se sagrou vitorioso após a apuração da maior cidade biquense.

Em 1º de janeiro de 2011, aos 82 anos Siqueira Campos sobe a rampa do Palácio Araguaia pela quarta vez, naquele mesmo ano volta a Araguatins, lança a pedra fundamental do hospital regional que havia prometido, mais uma vez a cidade ficou esperançosa de ver o sistema de saúde melhorar, passaram-se os anos, Siqueira renunciou ao mandato, Sandoval Cardoso assumiu, e o tão sonhado hospital não saiu do papel. Nesse meio tempo única coisa vantajosa foi a estadia do Hospital Regional em Araguatins, inclusive a maternidade, enquanto se reformava o de Augustinópolis. Na ocasião se prometia que parte dos equipamentos ficaria no hospital municipal, uma vez que se compraria novos equipamentos para o estadual, Araguatins mais uma vez foi enganada, toda a estrutura foi devolvida a Augustinópolis.

Logo em seguida vem Marcelo Miranda, que não prometeu hospital regional, mas prometeu melhorias na saúde, decorreram se os anos, teve o mandato cassado e nada de concreto aconteceu que melhorasse a saúde pública de Araguatins, nem mesmo um convênio com o Hospital Municipal.

Após Marcelo Miranda ser apeado do Palácio Araguaia, assume o governo o então presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Mauro Carlesse, sangue novo na política, que ao iniciar o mandato se comprometeu em estadualizar os hospitais municipais de Araguatins, Colinas e Tocantinópolis, o deputado Rocha Miranda foi o autor do requerimento para que Araguatins fosse contemplado, o referido deputado encerrou o mandato e Araguatins não viu se concretizar a estadualização.

Iniciaram os estudos, fizeram divulgações e até propagaram incluir no orçamento recursos para estadualização dos hospitais acima citado, e em Araguatins apareceu um personagem chamado Jair Farias, ex-prefeito de Sítio Novo e deputado estadual representante do Bico do Papagaio, o mesmo apresentou requerimento na Assembleia e se comprometeu a brigar pela estadualização do Hospital Municipal de Araguatins, o tempo passou, Carlesse foi afastado do governo e nada sobre o assunto avançou.

Surge Wanderlei Barbosa, vice-governador e que agora está ocupando a cadeira maior do Palácio Araguaia, neste curto tempo ainda não houve movimentação e nem anúncio sobre o tema, mas certamente neste ano de 2022, especialmente no período eleitoral não faltarão promessas absurdas para tentarem ludibriar o povo de Araguatins, o eleitor deve ficar atento.

A estadualização do Hospital Municipal de Araguatins é um tema que merece atenção especial das autoridades, principalmente integrantes do executivo e legislativo. A nível de estado já se passaram Siqueira, Sandoval, Marcelo e Carlesse, no município já se passaram Rocha Miranda que também foi deputado, Lindomar Madalena e Cláudio Santana, e a pauta não avançou.

Araguatins precisa ganhar protagonismo, e as melhorias no sistema de saúde é uma grande necessidade, por isso é hora do executivo e legislativo comprarem a briga e reivindicarem do governo do estado a concretização da estadualização do Hospital Municipal de Araguatins.

Elisvan é funcionário público.
publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

SEAGRO vistoria áreas de lavouras alagadas pelas chuvas no Bico

Publicado

em

O titular da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (SEAGRO), Jaime Café, vistoriou neste fim de semana, sábado, 15, e domingo, 16, lavouras que foram alagadas pelas fortes chuvas que se intensificaram no Bico do Papagaio. Com o excesso de chuvas, pequenos, médios e grandes produtores já perderam parte de suas lavouras, outros estão com animais ilhados e com as vias de escoamento da produção comprometidas.

a visita também foi acompanhada pelo deputado estadual, Amélio Cayres (SD).

“Além de prejudicar o ritmo dos trabalhos no campo, as intensas chuvas estão acarretando prejuízos para a agricultura e a pecuária”, afirmou o secretário após percorrer lavouras, assentamentos, fazendas e estradas vicinais nos municípios de Esperantina e São Sebastião.

Na oportunidade, o secretário pontuou as ações que o Governo do Tocantins, via SEAGRO e Agência Tocantinense de Transportes e Obras (AGETO), está colocando em prática. “Estamos na linha de frente e atendendo os agricultores atingidos de várias formas, seja com combustível, distribuindo cestas básicas e até auxiliando no transporte de animais ilhados”, destacou Jaime Café, descrevendo cenários de muito prejuízo.

Agricultura familiar 

Pequenos agricultores da região do Bico do Papagaio e que foram beneficiados com sementes do programa Mesa Farta, do Governo do Tocantins, também contabilizam prejuízos, pois perderam suas lavouras. “É uma situação preocupante. Além das plantações perdidas, muitos agricultores estão com gado ilhado e sem alimento. A solução tem sido transportar bois e vacas de barco”, detalhou Jaime Café, adiantando que o Governo do Estado já estuda uma forma de socorrer esses pequenos agricultores com auxílio financeiro, além de mais sementes para  novas lavouras. 

Quanto à melhoria e à recuperação de estradas para escoamento da produção, o secretário destacou o trabalho da AGETO no atendimento às demandas. “Temos um levantamento de todos os acessos que ainda estão submersos ou que precisam de reparos. Vamos trabalhando em parceria e estamos todos juntos, dando todo um suporte necessário e possível para o setor do agro. A solidariedade entre os agricultores também é gigante e tem feito a diferença”, finalizou Jaime Café.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Nome de rua não homenageia ex-governador Siqueira Campos

Publicado

em

Ontem, segunda-feira, dia 17, o webjornal Folha do Bico, recebeu diversas mensagens comentando sobre a dúvida do nome da rua popularmente chamada de Siqueira Campos, principal via comercial não só de Araguatins, mas do Bico do Papagaio, após o senador Eduardo Gomes (MDB), espalhar nas redes sociais e em veículos de imprensa ligados a ele, que a referida via, seria uma homenagem ao ex-governador Siqueira Campos. O estranhamento, veio principalmente por parte de moradores mais antigos do município, que imediatamente reagiram a “mancada”.

O vídeo do senador foi gravado para ele alegar, que foi o responsável por viabilizar a obra de recapeamento, por meio de recursos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), do Governo Federal, feitas ainda em 2018, na gestão do ex-prefeito Cláudio Santana.

Acontece, que a informação espalhada pelo senador, realmente não procede. O nome da rua não se refere ao ex-governador, mas sim ao militar e político Antônio de Siqueira Campos, que se tornou conhecido como Tenente Siqueira Campos. Ele foi um dos heróis da Revolução do Forte de Copacabana, na Revolta Tenentista. Foi um dos militares que marcharam na Avenida Atlântica, na orla marítima de Copacabana, no Rio de Janeiro, em direção aos cerca de três mil soldados legalistas e que, após intenso tiroteio em um combate totalmente desigual (18 revoltosos), acabaram sendo derrotados. Siqueira Campos e os movimentos aos quais era ligado, buscaram frear vícios da política brasileira da época, em que grupos elitistas se perpetuavam no poder. O tenente acabou sendo exilado, mas depois voltou a participar como um dos seus principais líderes, da famosa Coluna Prestes-Miguel Costa. Durante mais de três anos a Coluna percorreu o interior do Brasil do Sul ao Nordeste no prosseguimento da luta para derrubar a República Velha, que viria a cair em outubro de 1930 com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder.

Não só em Araguatins, mas em diversas cidades importantes do Brasil, existem homenagens como a de Araguatins. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o popular Parque Trianon, tem como nome oficial Parque Tenente Siqueira Campos. Na cidade do Rio de Janeiro, em Copacabana, também existe uma Rua Siqueira Campos, ela começa na junção com a Avenida Atlântica. Em Belém, no estado do Pará, tradicional Praça do Relógio, próximo ao Mercado do Ver-o-Peso, também se chama Praça Siqueira Campos.

Outras ruas importantes da área central de Araguatins, também são batizadas com nomes de militares históricos, como: Floriano Peixoto, Castelo Branco e Marechal Rondon.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Confira as vagas de emprego no SINE para esta terça, 18

Publicado

em

SINE – ARAGUATINS
Rua 13 de outubro, n° 1073, Centro.
Fone: 3474-3003 / 1100
CEP: 77.950-000 – Araguatins – TO
Veja as vagas de emprego em Araguatins e outras cidades do estado clicando AQUI

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze