Connect with us

Bico do Papagaio

OPINIÃO: Ser julgado por sete ou carregado por seis? Uma análise sobre o dito popular

Publicado

em

Pois bem, hoje trago aos senhores uma reflexão, reflexão crítica a fim de esclarecer, advertir e encorajar a todos os cidadãos de bem sobre seu direito de defesa. Longe de querer causar polêmica ou incitar violência, quero aqui analisar, mesmo que de forma superficial dado o tempo que temos, o dito popular “Melhor ser julgado por sete do que carregado por seis”. Quem nunca ouviu falar a respeito? Hora ou outra sempre vimos e ouvimos tal frase dita por várias pessoas. Mas do que ao certo o tal jargão se refere? É possível concluir que o autor se referia à preferência de ser submetido a um julgamento pelo tribunal do júri (composto por sete jurados) por ter matado alguém, do que ser seu corpo levado por seis (pessoas que carregam um caixão).

Não é novidade para ninguém que os níveis de violência têm crescido cada dia mais. Também não é novidade que o Brasil optou por desarmar a população de bem sob o argumento de que diminuiria a criminalidade. Ocorre que a tal política do desarmamento de nada adiantou, aliás, adiantou sim. Desarmou o cidadão e armou ainda mais o criminoso. Este, diga-se, comete boa parte dos crimes por ter a certeza que sua vítima está indefesa. Além de estar indefesa, a vítima (cidadão e cidadã de bem) é recomendada pelas autoridades a não reagir e esperar que o “pior não aconteça”. Ora, se arma não traz segurança, por que as autoridades fazem questão de andar armadas? Há, pois, um contrassenso imenso. Mas Renato, o que fazer diante disso? É preciso entender que o cidadão de bem tem por lei o direito de defender a si, aos seus e a seu patrimônio desde que, para isso, não cometa excessos.

O revide a uma agressão pode e deve ser feito a altura. Legítima defesa! Só assim teremos uma sociedade mais preparada, menos vitimada, pronta a tirar de seu meio aqueles que em nada contribuem. E não adianta falar em criar pena de morte, alterar o Código Penal, aumentar penas, tornar crimes hediondos etc. A lei não consegue evitar crimes. Estatuto do desarmamento diminuiu os crimes com arma de fogo? Lei Maria da Penha diminuiu a violência contra a mulher? Criação do Feminicídio evitou morte de mulheres? Nós não podemos ser uma população de “ovelhas” em meio a tantos “lobos”! Informe-se! Corra atrás! Tenha o direito de poder se defender! Prepare-se com meios legais para isso.

Para finalizar repito parafraseando aqui outro dito popular. Se alguma mãe infelizmente tiver de chorar, que não seja a sua!

Renato Ferraz. Advogado Criminalista. Professor de Direito Penal. Colunista da Folha do Bico.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

ITAGUATINS: Oficializada novas mortes por Covid-19

Publicado

em

Neste quinta, dia 4, a Secretaria de Estado da Saúde confirmou duas novas mortes por Covid-19, no município de Itaguatins, no Bico do Papagaio. Agora, segundo a SES, são 4 vítimas da doença.

Conforme a SES, só agora foi computada uma vítima ainda do mês de junho de 2020, que era homem de 69 anos, que morreu no Hospital Dom Orione, em Araguatins. A quarta morte aconteceu no dia 22 de fevereiro deste ano, era homem de 75 anos e estava no Hospital Materno Infantil Imperatriz, na região Tocantina Maranhense.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Bebê de apenas 11 dias é salvo pela PM após engasgar

Publicado

em

Um bebê, de apenas 11 dias de nascido, foi salvo pela equipe de policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), na tarde dessa quarta-feira, 03, no Assentamento Indiana, no município de Araguatins, no Bico do Papagaio. A mãe da criança, 20 anos, ligou no telefone 190 relatando que seu bebê estava engasgado e pedia socorro da PM.

Ainda segundo a mãe da criança, o bebê havia acabado de mamar e começou a se engasgar com o próprio vômito assim que ela deitou a criança. O policial militar que atendeu a ligação na Central de Operações da PM (Copom), percebendo o desespero da mãe deu início a diversas orientações no intuito de acalmar a mãe e como deveria proceder com os primeiros socorros até a chegada da viatura da PM que já estava a caminho para o local.

A criança foi salva quando os policiais militares chegaram e realizaram o procedimento conhecido por Manobra de Heimlich, técnica de primeiros socorros utilizada em casos de emergência por asfixia, provocada por um pedaço de comida ou qualquer tipo de corpo estranho que fique entalado nas vias respiratórias, impedindo da pessoa respirar.

Durante o trajeto para o hospital de Araguatins, através da sequência das manobras os militares perceberam que as vias respiratórias do bebê já estavam desobstruídas, respirava normalmente e foi entregue à equipe do Corpo de Bombeiros que também já estava a caminho em atendimento da solicitação e assumiu os trabalhos levando o bebê para a Unidade Hospitalar de Araguatins.

“Dá orgulho essas ações, pois demonstram que a nossa atividade vai muito além de prender ladrão, mas também proteger o cidadão de bem, principalmente aquele mais necessitado. Parabéns a cada um dos militares, desde o Copom até a guarnição, pela dedicação nesta ocorrência”, afirmou o comandante do 9º BPM, tenente-coronel Valdemi Reis.

Continue lendo

Bico do Papagaio

ARAGUATINS: Confira as vagas de emprego no Sine para esta quinta, 4

Publicado

em

SINE – ARAGUATINS
Rua 13 de outubro, n° 1073, Centro.
Fone: 3474-3003 / 1100
CEP: 77.950-000 – Araguatins – TO
Veja as vagas de emprego em Araguatins e outras cidades do estado clicando AQUI

Continue lendo
publicidade Bronze