Connect with us

Bico do Papagaio

Ossadas em Brejo Grande podem ser da guerrilha do Araguaia

Publicado

em

Restos humanos que podem ser de um guerrilheiro do Araguaia foram encontrados nesta semana na região conhecida como Tabocão, em Brejo Grande do Araguaia-PA.

A descoberta da ossada foi feita por parentes do guerrilheiro Antônio Teodoro de Castro (que usava o codinome Raul na guerrilha) após um informante, que prefere não se identificar, indicar vários locais onde poderiam estar sepultados guerrilheiros.

Com base nas informações, os parentes iniciaram as buscas em um dos pontos no último sábado. Durante as escavações, foram encontrados restos humanos –pedaços de crânio, dentes, tecidos.

Os familiares entraram em contato com o Ministério Público Federal, que solicitou o apoio da Polícia Federal, do Instituto de Perícias Científicas do Pará e do Instituto Médico Legal de Marabá.

Uma equipe de especialistas se deslocou para Brejo Grande na terça-feira. Todo o material recolhido foi encaminhado ao Instituto Médico Legal em Marabá, onde o será analisado.

“Como estávamos a agir diante de fato urgente e imprevisível, as ações da equipe tiveram o objetivo de adotar as providências preliminares e emergenciais para garantir o resgate dos restos e a integridade do local”, explicou o procurador Tiago Modesto Rabelo.

Registros

Além de trabalhar no resgate da ossada, outros especialistas ainda registraram depoimentos de moradores da região que possam ajudar na investigação sobre os restos mortais encontrados em Tabocão.

Os agentes e peritos da Polícia estão preparando um relatório e dossiê fotográfico sobre o material recolhido para encaminhar o documento à Brasília, onde poderá passar pelo processo de identificação.

Segundo o informante da família, o local que foi escavado poderia conter os restos dos guerrilheiros Pedro Carretel (Carretel), Rodolfo de Carvalho Troiano (Manoel do A), Gilberto Olímpio Maria (Pedro) ou Maurício Grabois (Mário).

O Tabocão sempre foi apontado como possível área de enterros de guerrilheiros mortos durante os combates da década de 70 e chegou a ser escavado em outubro do ano passado pelo Grupo de Trabalho Tocantins, formado pelo Ministério da Defesa para procurar as ossadas desaparecidas, sem que tenham sido encontrados restos.

Moradores de Brejo Grande prestaram depoimentos ao MPF informando que as escavações do ano passado teriam sido feitas em pontos incorretos.

“Toda a população de Brejo Grande e redondezas comentou que as escavações realizadas no Tabocão foram feitas em local errado”, disse uma moradora em depoimento à Procuradoria.

O local onde foram encontradas as ossadas nessa semana fica a cerca de 30 metros do local escavado em 2009.

O Ministério Público está trabalhando para organizar uma equipe multidisciplinar que deve ficar de prontidão para continuar as buscas com base nas novas informações que estão surgindo a partir da descoberta da nova ossada.

A Guerrilha do Araguia foi um movimento guerrilheiro que atuou entre fins da década de 60 e meados de 70 e pretendia derrubar o governo militar a partir da criação de uma base rural. O grupo era composto por cerca de oitenta guerrilheiros, dos quais menos de 20 sobreviveram após os combates com o Exército. (BBC Brasil)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bico do Papagaio

TOCANTINÓPOLIS: 36ª vítima da Covid-19 é oficializada

Publicado

em

Uma mulher de 73 anos, é a 36ª vítima da Covid-19, no município de Tocantinópolis, no Bico do Papagaio. Óbito foi oficializado neste sábado, 8, pela Secretaria de estado da Saúde.

A vítima tinha hipertensão e morreu na terça, dia 4, no Instituto Sinai em Araguaína.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Estelionatário que aplicava golpes em comerciantes do Bico é preso em Goiânia

Publicado

em

Um homem de 18 anos, suspeito de praticar dezenas de golpes contra comerciantes do Bico do Papagaio foi preso na tarde desta sexta-feira, 7, em Goiânia.  A prisão aconteceu após ação realizada pela Polícia Civil do Tocantins, através da 15.ª Delegacia de Sítio Novo, com apoio do serviço de inteligência da Polícia Militar daquela cidade.

Capturado, mediante cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do Tocantins, o homem foi localizado por policiais do serviço de inteligência do 7º Batalhão da PM goiana enquanto se encontrava em uma residência no Parque Santo Antônio. Durante a prisão, os policiais localizaram em poder do homem, 37 cartões bancários, em nome de terceiros, além de várias máquinas de cartão de crédito.


Coordenada pelo delegado-chefe da 15.ª DP, Antônio Bandeira, a operação teve início há alguns meses quando comerciantes das cidades de Sítio Novo do Tocantins, Axixá e São Miguel registraram boletins de ocorrência, relatando que haviam sido vítimas do rapaz.

 “Após inúmeros registros de ocorrências, começamos a investigar os fatos e constatamos que o indivíduo, apesar da pouca idade, se especializou em aplicar golpes de estelionato e também extorsão. Ele abria empresas e, por meios fraudulentos, se apoderava dos dados dos comerciantes e então começava a ameaçá-los, afirmando que os mesmos tinham uma dívida com a empresa dele e que se não pagassem, teriam seus nomes incluídos no cadastro de inadimplentes”, disse o delegado.

Na grande maioria dos casos, os comerciantes não pagavam. Porém, de alguma maneira, o golpista incluía o nome da vítima nos órgãos de proteção ao crédito e, novamente, insistia nas ameaças, exigindo dinheiro para retirar o nome da lista de inadimplentes. As investigações da Polícia Civil do Tocantins apontaram que, em muitos casos, o investigado conseguiu auferir lucro, por meio das extorsões.

 O delegado Antônio Bandeira representou, junto ao Poder Judiciário, pela prisão do indivíduo, a qual foi deferida. Contudo, antes que pudesse ser capturado no Tocantins, o homem fugiu para Goiânia. “Mesmo com a fuga do investigado, intensificamos as diligências e descobrimos que ele tinha fugido para Goiânia. Mediante compartilhamento de informações com o serviço de inteligência PM goiana, repassamos cópia do mandado judicial e, na tarde de ontem, o homem foi encontrado e preso”, ressaltou.

A autoridade policial ressalta, ainda, que o homem já responde a mais de 10 inquéritos policiais por crimes como extorsão e estelionato e que, muito provavelmente, estava aplicando golpes também em Goiás. Depois de ser conduzido até a Central de Flagrantes de Goiânia, o suspeito foi levado para a Casa de Prisão Provisória daquela cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário do Tocantins.

Para o delegado, a confirmação da prisão do homem traz um imenso alívio aos comerciantes das cidades do Bico do Papagaio, uma vez que eles foram vítimas do homem preso, sendo que alguns, mais de uma vez. “A melhor resposta que a Polícia Civil poderia dar era aprofundar as investigações, localizar o paradeiro do indivíduo e efetuar a prisão do mesmo, pois se trata de uma pessoa que causou muitos transtornos e prejuízos por onde passou”, afirma.

Continue lendo

Bico do Papagaio

Acidente na BR-226 deixa motociclista morto entre Palmeiras e Darcinópolis

Publicado

em

Um acidente de trânsito deixou um motociclista morto na BR-226, no norte do Tocantins, na tarde desta sexta-feira (7). A moto dele teria sido atingida por um carro de passeio. O impacto acabou destruindo a moto e deixando o carro bastante danificado. A ocorrência foi entre as cidades de Darcinópolis e Palmeiras do Tocantins.

O corpo da vítima, que ainda não foi identificada, acabou ficando caído no meio da pista. Imagens feitas no local do acidente mostram que o homem foi arremessado a uma grande distância. O carro tinha danos consideráveis no lado do passageiro e teve até uma das rodas arrancadas com a força do impacto. Ainda não há informações sobre se houve outros feridos.

O Instituto Médico Legal foi chamado para levar o motociclista até Tocantinópolis, onde seria feita a identificação. O trânsito ficou em meia pista durante a maior parte da tarde. No final do dia, a rodovia acabou sendo interditada pela Polícia Rodoviária Federal por alguns minutos para que os veículos pudessem ser retirados.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze