Connect with us

Bastidores

Pagamento de Auxílio Emergência começa na próxima terça, 6

Publicado

em

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (31) a volta do auxílio emergencial. O pagamento do benefício está previsto para iniciar na terça-feira (6) da próxima semana. O anúncio foi feito após reunião entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro da Cidadania, João Roma, e os presidentes da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e da Dataprev, Gustavo Canuto.

Segundo Bolsonaro, apesar de o auxílio voltar a ser pago à população, o Brasil precisa acabar com a política de lockdown. Além disso, o chefe do Executivo afirma que o país avança nos projetos de aplicação de vacinas contra a Covid-19 e defendeu a retomada das atividades de forma segura.

“O governo sabe que não podemos continuar por muito tempo com esses auxílios, que gera custos para toda a população e pode desequilibrar a nossa economia. Nós queremos, realmente, voltar à normalidade o mais rápido possível. Mas, fazemos o possível para atender a população com vacina. Agora, repito, o Brasil tem que voltar a trabalhar”, pontuou.

Restrições

O auxílio concedido em 2021 conta com mais restrições do que o fornecido no ano passado. A previsão é de que sejam pagas quatro parcelas, com valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, a depender da situação de cada família. Haverá, ainda a limitação de um benefício por família.

A projeção é de que a medida abranja mais de 45 milhões de pessoas, ou seja, cerca de 22 milhões a menos do que no auxílio emergencial de R$ 600, pago em meados de 2020, quando 68,2 milhões foram beneficiados. Como explicou o ministro da Cidadania, João Roma, durante o anúncio da continuidade do auxílio.  

“Aqueles que estavam aptos, em dezembro, permanecem recebendo o auxílio, com exceção dos que foram identificados com itens que não permitem o ingresso na lista para receber o auxílio em 2021. Mas, sem dúvida nenhuma, mais de 40 milhões de famílias que passam por situações muito sofridas nesse momento, poderão ter acesso ao benefício do auxílio emergencial em 2021”, salienta.

Um dos critérios para receber o benefício é ter feito parte do auxílio anterior e, portanto, já estar inscrito nos cadastros públicos usados para a análise dos pedidos. Sendo assim, a pessoa que não faz parte dos cadastros não receberá uma das quantias previstas.

Ao avaliar os critérios, o governo deve aprovar se trabalhador atende as exigências para ter acesso ao benefício automaticamente, sem a necessidade de se manifestar. Para fazer o pagamento, o governo deve depositar o dinheiro nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa em nome dos beneficiários do auxílio em 2020.  (Brasil 61)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Bastidores

Em solenidade bastante prestigiada, Edison Tabocão recebe Título de Cidadão Araguainense

Publicado

em

A Câmara Municipal de Araguaína concedeu o Título de Cidadão ao empresário Edison Dutra, presidente do Grupo Tabocão. A sessão solene de entrega da homenagem aconteceu na noite desta quinta-feira, 25, no auditório do Fórum da cidade e foi prestigiada por lideranças políticas, empresários, familiares e amigos de Edison, entre eles, o prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, a deputada estadual Valderez Castelo Branco e o secretário de Ações Estratégicas do governo do Estado, Lázaro Botelho. O Título de Cidadão Araguainense é concedido a pessoas que contribuíram com o desenvolvimento da cidade. A homenagem ao empresário Edison Tabocão foi concedida por Decreto Legislativo do vereador Terciliano Gomes.

“Não poderia deixar de conceder este título ao Edison, que começou a história do Grupo Tabocão em Araguaína e muito contribuiu pelo desenvolvimento, não só da nossa cidade, mas do Estado, como vem fazendo até hoje”, destacou o Vereador. O prefeito Wagner Rodrigues, afirmou que “a homenagem é mais do que justa. Edison Tabocão merece ser reconhecido, é um grande empreendedor e faz parte da história de Araguaína, contribuiu de forma significativa com nossa cidade”.


Prestigiando a solenidade, o empresário, Thiago Dutra, filho de Edison e diretor do Grupo Tabocão, também se sentiu homenageado. “É um prazer muito grande ver meu pai receber esse título, pois é um legado que vai passando gerações e nos motiva a seguir o mesmo caminho de empreender e de contribuir com esse Estado”, ressaltou Thiago.

Emocionado com a homenagem, Edison Tabocão agradeceu ao vereador Terciliano e aos demais legisladores de Araguaína, a presença das lideranças, amigos e familiares e falou do seu amor pelo Tocantins. “Não preciso dizer que eu sou um dos pioneiros apaixonados por esse Estado e tenho muito orgulho e gratidão pela cidade de Araguaína, onde tudo começou. O Tocantins é a nossa casa, a casa da minha família e fazer parte da história do mais novo estado brasileiro nos honra muito. É grandioso ver o Tocantins crescer e poder contribuir com esse desenvolvimento”, disse Edison Tabocão.

Cidadão Tocantinense

Em 2019, Edison Tabocão foi homenageado pela Assembleia Legislativa do Tocantins com o Título de Cidadão Tocantinense, concedido por indicação da deputada Valderez Castelo Branco. “O Edison Dutra promove geração de emprego e renda para centenas de famílias tocantinenses e é um exemplo de trabalho a ser seguido em prol do desenvolvimento do Tocantins”, afirmou Valderez.

Continue lendo

Bastidores

Com Queiroga, Wanderlei inicia tratativas para implantação de máquina de radioterapia no Hospital do Amor

Publicado

em

O governador em exercício do Estado do Tocantins, Wanderlei Barbosa, reuniu-se na manhã desta quinta-feira, 25, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; e o presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, para tratar da implantação do serviço de radioterapia no Hospital de Amor, na Capital. A reunião ocorreu no gabinete do ministro em Brasília e contou com a presença do senador Davi Alcolumbre e do presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Hercy Filho.

“A nossa visita ao Ministério da Saúde, junto com o doutor Henrique Prata, é para tratarmos dessa questão de possibilitar ao cidadão tocantinense, um tratamento mais próximo de sua residência, levando esse serviço para o Hospital de Amor. Esse tratamento será de forma mais eficaz e nós vamos obter muito mais sucesso e salvar mais vidas, com fé em Deus, e proporcionar a essas pessoas que hoje estão se tratando em Barretos, um tratamento mais perto de casa, já a partir de março, quando será inaugurado o Hospital de Amor em Palmas”, ressaltou o Governador. 

O governador Wanderlei Barbosa informou que o ministro Marcelo Queiroga “concorda que o atendimento no Hospital de Amor vai ser a melhor solução por ter um serviço de excelência somando ao atendimento oncológico do Estado. Então essa agenda foi importantíssima para saúde do Estado, o Hospital Geral de Palmas também poderá aumentar o seu atendimento, porque a ala inteira da oncologia irá para o Hospital de Amor, melhorando os serviços de saúde aos pacientes”.

Na ocasião, o governador Wanderlei Barbosa assegurou, ao presidente da Fundação Pio XII, Henrique Prata, que o Governo do Estado vai liberar, o mais breve possível, os R$ 9,921 milhões referentes às emendas impositivas estaduais. “São emendas destinadas pelos nossos deputados estaduais e que nós, enquanto Governo, temos que liberar para que esse recurso seja investido no Hospital de Amor e que resultará na melhoria dos serviços prestados à população tocantinense”, finalizou o Governador.

Continue lendo

Bastidores

Damaso vota a favor de 14º salário a aposentados e pensionistas

Publicado

em

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (24) proposta que assegura, excepcionalmente nos anos de 2020 e 2021, o pagamento em dobro do abono anual devido aos segurados e dependentes do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O abono será limitado ao valor de até dois salários mínimos, e as parcelas serão pagas no mês de março dos anos de 2022 e 2023. Também chamado de “14º salário” , o abono é devido aos aposentados, pensionistas e beneficiários da Previdência Social que, durante o ano, receberam auxílios diversos (por morte, doença, acidente ou reclusão).

A favor da proposta, o deputado Osires Damaso (PSC/TO) disse que é uma medida mais que necessária em virtude da crise pela qual o país vive. “Com a alta do desemprego em virtude da pandemia, nada mais justo que conceder esse benefício temporário, uma vez que foram os aposentados e pensionistas que conseguiram garantir a comida na mesa de seus familiares”, disse.

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Se aprovada, seguirá para o Senado. (Com informações da Agência Câmara)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze