Connect with us

Tocantins

PALMAS: Passageiro de Santarém-PA que morreu de infarto em voo da Latam iria visitar filhos no DF

Publicado

em

O passageiro que morreu após passar mal dentro de um avião, nesta segunda-feira (16), havia saído de Santarém-PA e seguia para Brasília onde iria visitar os filhos que não via há 12 anos. A aeronave ainda fez um pouso não programado no aeroporto de Palmas-TO, mas Raimundo Nonato Lima Queiroz já estava morto.

Waydina da Silva Queiroz, filha de Raimundo Nonato, disse que o pai morava em Rurópolis-PA e não conhecia os três netos – um menino de 6 anos e duas meninas gêmeas, de 3 anos.

A suspeita é que o pedreiro, de 63 anos, tenha sofrido um infarto durante o voo. Segundo a família, Raimundo Nonato será sepultado nesta quarta-feira (18), em Sobradinho, no Distrito Federal.

Waydina, a filha de Raimundo Nonato que mora na região de São Sebastião, no DF, contou que o pai era hipertenso e viajava sozinho. Segundo a farmacêutica, ele queria passar o Natal em Brasília para poder abraçar os filhos e os netos.

Waydina disse que o pedreiro havia comprado passagem somente para a viagem de Santarém até Brasília e não sabia, ao certo, quanto tempo ficaria no Distrito Federal. “Ele estava muito ansioso para vir para Brasília”, afirmou.

O corpo de Raimundo Nonato Lima Queiroz, de 63 anos, foi liberado pelo Instituto Médio Legal de Palmas na tarde desta terça-feira (17). Ele deverá chegar ao Distrito Federal durante a madrugada de quarta-feira (18). (G1)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

ARAGUAÍNA: Crime de estupro e roubo solucionado com a ajuda de análise de material genético deixado na cena do crime

Publicado

em

A Polícia Civil do Estado do Tocantins, por intermédio da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR) de Araguaína, com apoio do Laboratório de Genética Forense da Superintendência da Polícia Científica, concluiu o primeiro caso de crimes de Estupro e Roubo apurado pelo exame de DNA de vestígio encontrado na cena do crime.

Conforme o delegado Breno Eduardo Campos Alves, o crime ocorreu no mês de março de 2020, quando a vítima e o namorado foram abordados no momento em que se encontravam no interior de um veículo, no período noturno no Bairro JK, em Araguaína. Na ocasião, as vítimas foram amarradas e roubadas, tendo o autor do crime violentando sexualmente a vítima mulher.

A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos encampou a investigação e, diante do exame de local direto e indireto do crime, foi possível realizar a coleta de vestígios que foram encaminhados ao Laboratório de Genética Forense.

Ainda segundo a autoridade policial, o árduo trabalho de investigação resultou na identificação de um suspeito e seu perfil genético foi colhido, tratado e comparado com amostras coletadas do vestígio recolhido na cena do crime pelo LGF, confirmando cabalmente ser ele o autor do crime.

O Delegado Breno Eduardo ressaltou que “se tratou de investigação complexa que culminou na prisão preventiva do autor do crime, bem como do partícipe, um indivíduo que emprestou ao autor a arma utilizada no crime e a motocicleta com a qual se aproximou e fugiu após o ato”. O autor do crime foi preso no Estado do Piauí e o partícipe preso pelo mesmo crime, no Estado do Pará.

Genética

O Laboratório de Genética Forense informou que esse foi o primeiro caso de apuração de crimes de estupro e roubo que foi elucidado por meio de investigação genética de vestígio coletado na cena do crime, marco pioneiro do processo de investigação moderna que a Polícia Civil vem construindo. 

O Delegado Breno Alves ainda informou que o autor se encontra preso preventivamente e já responde a mais de uma dezena de processos por crimes de estupros, roubo e homicídios nos estados do Pará, Tocantins, Piauí e Maranhão, sendo que na época do crime se encontrava foragido.

Além do trabalho técnico da DRR – Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e do Laboratório de Genética Forense, a investigação teve auxílio da Polícia Civil dos estados do Piauí, Pará e Goiás.

O perito Paulo Henrique Teixeira ressaltou que o isolamento do local do crime e a consequente preservação dos vestígios foram de fundamental importância para a realização da análise contundente do perfil genético do suspeito, o que contribui sobremaneira para a elucidação do crime.

Já o perito Marciley Alves Bastos ressaltou a importância do Banco Nacional de Perfis Genéticos. Segundo ele, com a inserção dos dados e dos vestígios do suspeito nesse banco outros crimes passados ou futuros poderão ser solucionados. O perito também frisou que através da colocação dos dados, bem como dos vestígios do suspeito preso, não somente crimes sexuais, mas também, roubos, homicídios sequestros, enfim, uma série de outros delitos que podem deixar vestígios poder ser desvendados trazendo mais segurança à população. Por fim, Marciley agradeceu o apoio recebido da Polícia Científica do estado de Goiás. (Rogério de Oliveira)

Continue lendo

Tocantins

Estagiário aplica golpe de mais de R$ 40 mil em agência bancária do Tocantins

Publicado

em

Na tarde desta terça-feira, 27, a Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1ª Delegacia de Palmas, em ação conjunta com policiais do Sistema Integrado de Operações (SIOP), efetuou a apreensão de cerca de R$ 40 mil, que estavam na residência de um homem de 21 anos, o qual foi detido e conduzido até a sede da 1ª DP, por suspeita de crimes de estelionato e falsificação de documento público.

Conforme os delegados Ricardo Real e Túlio Pereira, as investigações estavam sendo realizadas pela Polícia Civil, há algumas semanas, pois havia a suspeita de que o indivíduo, que é estagiário de uma empresa que presta serviços jurídicos a instituições financeiras, estaria desviando dinheiro de uma agência bancária em Palmas.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o referido estagiário estaria, em tese, falsificando documentos referente ao pagamento de emolumentos cartorários para obter valores ilícitos junto à instituição. Restou apurado ainda que o estagiário vinha praticando as atividades criminosas há cerca de um ano e pode ter obtido aproximadamente R$ 170 mil.

A atuação da Polícia Civil e do SIOP teve como objetivo principal evitar que o estagiário obtivesse êxito ao retirar valores nesta terça-feira, 27, bem como tentar recuperar valores que ele, porventura, estivesse ocultando. “No momento em que o suspeito deixava a agência bancária, fizemos a abordagem e o conduzimos até a sede da 1ª DP, onde ele acabou confessando a prática delituosa”, disse o diretor do SIOP, delegado Ricardo Real. Ao mesmo tempo, outra equipe de policiais civis foi até a residência do suspeito, onde foram localizados e apreendidos cerca de R$ 40 mil, dinheiro que jovem confessou ser produto de desvio do banco.

O delegado-chefe da 1ª DP, Túlio Pereira Motta esclareceu que a Polícia Civil aprofundará às investigações no sentido de individualizar as ações criminosas do estagiário, que aguardará as apurações em liberdade. “Ao final das investigações, o indivíduo pode ser indicado pela prática dos crimes de estelionato e falsificação de documento público e crime contra a fé pública”, disse o delegado Túlio Pereira Mota.

O diretor do SIOP, delegado Ricardo Real, ponderou que a atuação integrada e imediata interrompeu as atividades criminosas, recuperou e devolveu cerca de R$ 40 mil que haviam sido subtraídos da agência bancária. “Com o aprofundamento das investigações, será possível esclarecer todas as circunstâncias do crime e apurar se há outras pessoas envolvidas na ação”, frisou a autoridade policial. A Polícia Civil reitera que tem intensificado a atuação no combate aos crimes contra o patrimônio em Palmas e em todo o Estado e que novas ações podem ser deflagradas nos próximos dias.

Continue lendo

Tocantins

São 74.500 casos confirmados de Covid-19 no Tocantins até esta terça, 27

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta terça-feira, 27 de outubro, foram contabilizados 282 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 106 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 230.724 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 74.500 casos confirmados da doença. Destes 62.105 pacientes estão recuperados e 11.306 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.089 óbitos.

Confira o boletim completo clicando AQUI.

Continue lendo
publicidade Bronze