Connect with us

Tocantins

PALMAS: Polícia identifica “motorista punheteiro” que alegou problemas psicológicos

Publicado

em


 Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 2ª Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Menor Potencial Ofensivo (Deimpo), identificou nessa quarta-feira, 12, o homem suspeito de cometer o crime de ato obsceno, em Palmas. O homem, segundo denúncias divulgadas em redes sociais, teria sido flagrado por moradores enquanto se masturbava dentro de um veículo, no centro da Capital, há algumas semanas.

De acordo com o delegado Leandro Risi, titular da Deimpo e responsável pelo caso, tão logo foram informados acerca dos fatos, foi lavrado um Boletim de Ocorrência e os policiais da unidade especializada passaram a diligenciar no sentido de identificar e localizar o indivíduo a fim de que o mesmo prestasse esclarecimentos sobre a conduta a ele atribuída.

Após alguns dias de investigações, os policiais identificaram o suposto autor e passaram a diligenciar no sentido de encontrar o paradeiro do homem. Nesse sentido, os agentes foram em alguns locais, incluindo a residência do suspeito. No entanto, ele não foi encontrado. Dessa forma, ele foi intimado a comparecer na sede da Deimpo, sendo que nesta quarta-feira, ele compareceu na unidade, acompanhado de seu advogado.

Ao ser ouvido pela autoridade policial, o homem disse que sofre de um transtorno de comportamento sexual desviante e que não tinha noção de que estava fazendo e muito menos que sua conduta estaria sendo filmada por transeuntes. Para comprovar os fatos, ele apresentou um relatório médico, afirmando, inclusive, que faz uso de medicação controlada e que está em tratamento psiquiátrico.

Após a conclusão das investigações, o delegado lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) em desfavor do suspeito pelo crime de ato obsceno. O procedimento então foi concluído e enviado ao juizado especial criminal de Palmas.

Veja o vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=04ha1a_6KXE

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins sobe para 5.182 casos de Covid-19 com 90 mortes

Publicado

em

O 82º Boletim Epidemiológico Notificações da Covid-19, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta sexta-feira, 05 de junho, foram contabilizados 301 novos casos confirmados para Covid-19.

Desta forma, hoje o Tocantins contabiliza 5.182 casos confirmados da doença, destes, 1.933 pacientes estão recuperados e 3.160 estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar, além de 89 óbitos.

O Boletim da SES ainda não contabilizou 1 óbito, informado na noite desta quinta, 4, pela Secretaria Municipal de Saúde de Sítio Novo, no Bico do papagaio, por meio de seu Boletim. O paciente estava internado na cidade de Imperatriz-MA.

Continue lendo

Tocantins

Tocantins se aproxima dos 5 mil casos de Covid-19

Publicado

em

Segundo 81º Boletim Epidemiológico Notificações da Covid-19 no Tocantins, o estado registra nesta quinta-feira, 04 de junho, 187 novos casos confirmados para Covid-19.

Desta forma, o Tocantins contabiliza 4.881 casos confirmados da doença, destes, 1.828 pacientes estão recuperados e 2.966 estão ainda em isolamento domiciliar ou hospitalar, além de 87 óbitos.

Araguaína, Palmas e Xambioá, são os municípios com maior registros de casos, com 2025, 685 e 220 respectivamente. Já em quantidade de mortes, segue Araguaína, Araguatins e Palmas, com 20, 12 e 8, respectivamente.

Continue lendo

Tocantins

PF desarticula associação criminosa envolvida em tráfico de entorpecentes no Tocantins e Goiás

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (04), a “Operação Breaking” visando desarticular associação criminosa envolvida em tráfico de drogas nos Estados de Goiás e Tocantins.

Cerca de 30 Policiais cumprem 12 mandados de prisão preventiva, com apoio da Polícia Militar do Estado de Goiás. Os mandados foram expedidos pelo Juízo Criminal da 1ª Vara Criminal da Comarca de Colinas do Tocantins.

A Polícia Federal encontrou indícios de que os investigados têm relação com facção criminosa e praticavam diversos outros crimes, como roubos e homicídios, além do tráfico de drogas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de roubo, homicídio e tráfico de entorpecentes, cujas penas somadas podem ultrapassar 40 anos de reclusão.

O nome da operação simboliza a “quebra”, a “ruptura” dos crimes praticados pela organização criminosa. (Ascom)

Continue lendo
publicidade