Connect with us

Tocantins

Palmas tem média de dois veículos roubados por dia

Publicado

em

Mais de 300 veículos, entre motos e carros, foram roubados ou furtados na Capital, até o último mês de maio. Segundo a Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores, 339 veículos foram roubados ou furtados em 151 dias, o que corresponde a cerca de duas ocorrências por dia. Segundo o delegado Reginaldo Menezes Brito, aproximadamente 95% dos veículos roubados são motocicletas.

Para o delegado, o roubo de motocicletas é mais comum pela falta de acessórios de segurança. “Só travar a motocicleta com a chave não é suficiente, porque os bandidos têm artimanhas para burlar essas travas”, frisou. “O recomendável é instalar alarme e colocar travas nas rodas”, reforçou.

Segundo o delegado, grande parte dos casos é resultado da negligência dos proprietários. “Muita gente deixa a chave na ignição e os documentos no bagageiro, ou seja, facilita a ação do criminoso”, disse. Segundo ele, outro hábito comum é estacionamento em lugares ermos, sem muita segurança.

Ocorrências

De janeiro a maio deste ano, foram registrados 281 furtos de veículos, além de 29 roubos e 19 casos de apropriação indébita. “A apropriação indébita é quando você empresta seu veículo para alguém e ele não é mais devolvido, por exemplo”, explicou o delegado. Por outro lado, também de janeiro a maio de 2013, 160 veículos foram apreendidos e 118 devolvidos aos proprietários.

Uma autônoma, que não quis se identificar, residente no Jardim Aureny I, Sul de Palmas, já teve veículos roubados na porta de casa três vezes. “A última vez foi há cerca de um mês, quando roubaram a moto que era usada pelo meu filho, mas conseguimos recuperar cerca de dez dias depois, intacta”, afirmou.

A proprietária de um salão na Quadra 210 Sul, que também preferiu não divulgar seu nome, contou ao Jornal do Tocantins que já foi assaltada três vezes, em menos de um ano. “As duas primeiras vezes foram em um intervalo de três dias. Roubaram celulares, dinheiro e equipamentos do salão. O prejuízo foi de quase R$ 2 mil”, disse. Da última vez, há três dias, a motocicleta dela, uma Fan CG 125, placa MWO-5262, que estava na calçada em frente ao salão, foi levada. “Eu estava aqui dentro e não vi movimentação nenhuma. Eu tinha entrado há menos de vinte minutos, e quando saí a moto já não estava lá”, afirmou.

Para a cabeleireira, o problema não é a falta de policiamento. “Sempre vejo viaturas passando por aqui, mas acho que os bandidos sabem até os horários da polícia”, disse. “Na hora em que estava registrando o meu boletim de ocorrência outra moto tinha acabado de ser roubada na quadra vizinha, e na delegacia fiquei sabendo que tinham sido oito ocorrências no mesmo dia”, contou. “O pior é ter que continuar pagando algo que o bandido vai usar”, desabafou.

Procedimento

Para Brito, não há em Palmas uma quadrilha especializada em roubo e desmanche de veículos, mas os crimes geralmente estão associados ao tráfico de drogas. “Geralmente são menores de idade que praticam esses delitos, com o intuito de trocar os veículos roubados, em especial as motos, por drogas”, disse. “Essas motos são utilizadas por um tempo pelos receptores e depois abandonadas, sendo, posteriormente recuperadas pela polícia”, afirmou.

O delegado explicou que o primeiro procedimento do proprietário, que teve seu veículo roubado, deve ser o registro de boletim de ocorrências (BO). “A partir do registro do BO o veículo fica cadastrado em um banco de dados nacional”, informou, acrescentando que “assim que o veículo é recuperado, passa por perícia e o proprietário é avisado para proceder à recuperação, que só pode ocorrer mediante apresentação de documentos do veículo e do proprietário, e no caso de ser recuperado por terceiros, é necessária ainda a procuração pública assinada pelo dono”, disse. (JT)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Tocantins

Tocantins acumula 113.924 casos de Covid-19 com 1.526 óbitos

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que neste domingo, 28 de fevereiro, foram contabilizados 338 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 97 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 359.932 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 113.924 casos confirmados da doença. Destes, 101.612 pacientes estão recuperados e 10.786 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.526 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo

Tocantins

PALMAS: Rumo ao Lockdown. “Se organizem”

Publicado

em

Continue lendo

Tocantins

Seis mortes por Covid-19 são confirmadas no Tocantins nesta sexta dia 26

Publicado

em

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, foram contabilizados 788 novos casos confirmados para Covid-19.

Deste total, 215 foram registrados nas últimas 24 horas e o restante por exames coletados em dias anteriores e que tiveram seus resultados liberados na data de ontem.

Desta forma, hoje o Tocantins registra um total de 357.025 pessoas notificadas com a Covid-19 e acumula 112.823 casos confirmados da doença. Destes, 101.042 pacientes estão recuperados e 10.272 estão ainda ativos (em isolamento domiciliar ou hospitalar), além de 1.509 óbitos.

Clique AQUI e veja o boletim completo.

Continue lendo
publicidade Bronze