- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 22 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: 7 pessoas são presas durante operação em Marabá

Mais Lidas

Sete pessoas foram presas durante a operação Mutamba, realizada pela Polícia Civil no município de Marabá, sudeste paraense. Eles são acusados de destruir o patrimônio da fazenda Mutamba, distante 30 km do centro do município.

No local foram encontradas armas, munições e roupas camufladas. Na fazenda Cedro, que fica às margens da BR-155, a mais de 50 km de Marabá, a polícia encontrou mais armas e munições.

Segundo a polícia, as armas encontradas na fazenda Cedro teriam sido tomadas de vigilantes do local sob a alegação de que funcionários da fazenda estariam ameçando os acampados. Como as armas foram entregues pelos acampados sem resistência, ninguem foi preso. A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar o caso.

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Liberdade

REFORMA AGRARIA ATROFIADA. Enquanto esse país não implementar uma reforma agrária de verdade, sempre iremos ver mortes no campo e não raramente prisões de acampados como desculpas de combate a violência na luta pela posse da terra, o que só reforça o poderio dos latifundiários que travam suas conquistas de terras começando pelos gabinetes corporativos do Congresso, onde as bacadas dos ruralistas impurram a mídia para a produção de matérias voltadas para descredibilizar os movimentos que lutam pelo acesso a terra aos mais necessitados, os verdadeiros sem-terras. Portanto, enquanto sem-terras portam espigardas bate-bucha, os segurança dos latifundiários portam carabines e pistolas, inclusive com ar de legalidade, precisamos repartir a terra, o território do Brasil é de todos, pois se 20% (Vinte por cento) continuarem possuindo 80% (oitenta por cento) das terras, corremos o risco de continuarmos em desigualdade até na produção e distribuição de alimentos. Carajás e Tapajós, a esperança de um povo e a certeza da igualdade mais próxima de todos.

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias