Connect with us

Pará

PARÁ: Amarradas antes da morte

Publicado

em

Duas mulheres foram assassinadas no Bengui com tiros de escopeta no rosto. As vítimas escutavam música em volume alto quando os pistoleiros chegaram. Os vizinhos nada ouviram e a polícia não tem pistas que possam levar os assassinos à prisão.

Duas mulheres foram assassinadas na madrugada de ontem, no Bengui, em Belém. Os corpos foram encontrados por volta de 8 horas de ontem, no interior da residência localizada na passagem Alegre, nº 35, entre São José e São Clemente, próximo ao cemitério do bairro. As vítimas foram executadas com tiros no rosto. Os assassinos amarraram as mãos e pés das mulheres antes de atirarem. Os cadáveres estavam em dois sofás da casa, cobertos por lençóis.

Ninguém no local soube informar nada sobre o crime. A viatura 2083, comandada pelo sargento Edioberto, da 22ª Zona de Policiamento (Zpol), foi a primeira guarnição a chegar ao local. ‘Fomos comunicados dos crimes e nos deslocamos até a área. Trata-se de uma execução, já que elas receberam tiros no rosto e ainda foram amarradas. Vamos aguardar o trabalho dos peritos e as investigações no local para poder identificar o que realmente ocorreu’, disse o policial.

De acordo com informações policiais, as vítimas foram executadas com tiros disparados por uma arma tipo escopeta. Uma das vítimas foi identificada apenas como Rosiane, a dona do imóvel onde os corpos foram encontrados. A outra vítima era a dona de casa Elenildes da Silva Gaia que, segundo familiares, estava residindo no local havia dois meses. ‘Ela tinha uma filha pequena e se separou do marido recentemente. Depois, pediu abrigo na casa dessa moça, mas fazia pouco tempo que estava morando no local. A única coisa que sei é que a dona da casa se chamava Rosi’, contou um homem que se identificou como tio de Elenildes. (O Liberal)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

JACUNDÁ: Jovem faz cachorro inalar fumaça de maconha e caso vai parar na Polícia

Publicado

em

Um vídeo de uma influencer digital de Jacundá, na região de Carajás, Pará, publicado nas redes sociais foi alvo de denúncias por maus tratos à polícia.

Nas imagens, a jovem aparece tragando um cigarro de maconha e expirando na boca de um cachorro, o obrigando a inalar a fumaça.

Ainda no vídeo, uma pessoa que está com a jovem pede para ela parar, avisando que seria maus-tratos, o que é crime por lei: “Não faz isso não, mano. Coitado do animal. Isso aí é maus-tratos”.


A denúncia foi parar na Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Polícia Civil (PC), que informou, em nota, ter instaurado um Auto de Investigação (AI) para apurar o caso.

De acordo com a PC, informações preliminares apontam que o vídeo foi gravado há cerca de um mês, quando a investigada ainda era adolescente.

“A investigada e o amigo, dono do animal, compareceram à unidade policial para prestar esclarecimentos e aguardam a conclusão da investigação”, segundo a PC.

O crime de maus-tratos a animais é previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e, com atualização, pode ser punido com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Continue lendo

Pará

Tuna bate Paysandu e se aproxima do título do Parazão 2021

Publicado

em

Deu Tuna Luso nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Paraense 2021. Em partida no Estádio do Souza, a Águia Guerreira derrotou o Paysandu por 4 a 2 e chega com boa vantagem para o jogo de volta no próximo domingo, dia 23, na Curuzu. Na primeira etapa, os laterais Léo Rosa e Alexandre Pinho marcaram os dois primeiros para a Lusa. Na volta do intervalo, Lukinha ampliou. O Papão diminuiu com Perema, de cabeça. Paulo Rangel fez valer a lei do ex e marcou o quarto dos donos da casa, mas Gabriel Barbosa diminuiu o prejuízo para os bicolores minutos depois. No segundo jogo, a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim fica com a taça, feito que não acontece desde 1988.


Antes da partida começar, a Tuna já tinha o melhor ataque da competição e disparou ainda mais nesse quesito hoje. A equipe cruzmaltina tem 29 gols em 13 jogos no Parazão, uma média de 2,2 por partida. Paulo Rangel, com sete gols, é o artilheiro do time, o vice da competição, atrás de Cris Maranhense, com oito. Outro destaque é o lateral-direto Léo Rosa e o meia-atacante Lukinha, que têm cinco e três gols respectivamente.

O Paysandu chegou à final com a melhor defesa do campeonato, tendo sofrido apenas sete gols. A equipe chegou a ficar sete jogos sem ter a defesa vazada. O então ponto forte do Papão não funcionou hoje e levou quatro gols da Tuna, deixando as coisas complicadas para a volta na Curuzu.

O jogo de volta da final do Campeonato Paraense 2021 está marcado para o próximo domingo, dia 23, às 17h, na Curuzu. O Papão precisa vencer por dois gols de diferença, se quiser pelos menos levar a decisão para os pênaltis, ou mais, se quiser o título no tempo normal. Já a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim conquistará o 11° título estadual.

Continue lendo

Pará

BREU BRANCO: Chamonzinho leva ações do Mais Saúde

Publicado

em

Neste sábado, 15, o deputado Chamonzinho (MDB), levou até Breu Branco, na região de carajás, Pará, ações do Mais Saúde, promovidas pelo Instituto Miguel Chamon, com atendimentos de saúde para fortalecer o combate à pandemia.

Chamonzinho esteve acompanhado de vereadores, vice-prefeito e prefeito da cidade, onde também visitaram a Praça São Cristóvão, que será reformada e revitalizada, através de uma emenda destinada pelo parlamentar.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze