Connect with us

Pará

Pará apresenta projetos aos chineses

Publicado

em

Missão paraense apresenta projetos na ChinaO Pará será, durante os próximos 10 anos, um dos principais mercados do mundo para a construção de hidrelétrica e para a produção, venda e distribuição de energia. Um mercado que envolverá nada menos que 50 bilhões de dólares. Como os governos federal e estadual não dispõem do montante de recursos para financiar os projetos, buscam parceiros privados, no Brasil e no exterior. Na noite de sábado passado, estes parceiros foram prospectados na China, em reunião envolvendo o governo estadual, a Eletronorte, a Companhia das Docas do Pará e empresários do setor da mineração.

O secretário estadual de Desenvolvimento, Ciência e Energia, Maurílio Monteiro, e o diretor de Novos Negócios da Eletronorte, Wilson Fernandes de Paula, lideraram o grupo que se reuniu com o primeiro secretário da embaixada brasileira na China, Marco Túlio Cabral, e apresentaram 10 projetos envolvendo oito hidrelétricas e duas termelétricas a ser construídas no Pará na próxima década. A reunião, em Chengdu, capital da província de Sichuan, oeste chinês, faz parte dos objetivos da missão que o governo paraense enviou à China com o objetivo de prospectar mercados, assinar acordos de irmandade e buscar investimentos privados para grandes projetos.

Além dos projetos, o grupo apresentou as duas formas de os empresários chineses participarem: como sócios-investidores (com recursos próprios, chamados de equity, e não emprestando dinheiro) e também como fornecedores de suprimentos e serviços. A hidrelétrica de Belo Monte, cujo leilão está previsto para dezembro próximo, é o principal projeto do pacote, a investimentos de 10 bilhões de dólares e previsão de geração de 80 mil empregos diretos e indiretos. Outro destaque é o complexo Tapajós, envolvendo cinco usinas hidrelétricas: duas no rio Tapajós – a São Luís e a Jatobá – e três no rio Jamanxin – a Jamanxin, a Caí e a Cachoeira dos Patos.

“A construção das usinas demandará 30 bilhões de dólares de investimentos e as linhas de transmissão, outros 20 bilhões”, informa o diretor da Eletronorte Wilson Fernandes de Paula. “A estimativa é gerar 238 mil empregos diretos e indiretos”. As duas termelétricas, em Barcarena e Marabá, vão gerar um total de 1,2 milhão de megawatts e serão movidas a gás natural, num projeto que envolve também a construção de um terminal de regaseificação de gás natural liquido em Vila do Conde e que já tem assinado, a partir de iniciativa do governo do Estado, um acordo de viabilidade técnica e econômica entre a Eletronorte e grupos privados da Bahia e do Sudeste brasileiro.

“O presidente Lula se define como um caixeiro viajante e envolveu as embaixadas brasileiras nessa tarefa de divulgar nossas potencialidades e oportunidades de negócios”, disse o secretário Maurílio Monteiro. “É nesse contexto que a embaixada do Brasil na China apoia a missão paraense aqui em Chengdu e se comprometeu a apoiar a busca de parceiros para concretizar os projetos. A China, além de reservas de 2,3 trilhões de dólares, tem know-how na construção de hidrelétricas e distribuição de energia e é um parceiro potencial.”

O secretário Maurílio Monteiro lembrou que o modelo do leilão é seguro, já que a compra da energia estaria garantida pelo mercado brasileiro, e a preços já estabelecidos por três décadas, reduzindo qualquer surpresa. O embaixador Marco Túlio Cabral se comprometeu a apresentar os projetos aos investidores chineses, explicando em detalhes o modelo de leilão praticado no Brasil, e também a disponibilizar no site da entidade as principais informações sobre os empreendimentos e a forma de participação de entes internacionais. Ele também informou que, no início de novembro, o diretor de energia do Itamaraty estará na China e se envolverá pessoalmente nos projetos.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Helder tem celular clonado e Toni Cunha dispara, “Será que fez bobagem pelo telefone…?”

Publicado

em

Esta semana o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), disse por meio de suas redes sociais, que mais uma vez, teve seu telefone clonado. “Boa noite, pessoal. Fui vítima de crime cibernético. Meu número de telefone foi clonado. Já fiz boletim de ocorrência e estou tomando as providências para resolver o problema”, escreveu.

Encabulado, com a quantidade de vezes que o governador já teve seu aparelho alvo de ataques cibernéticos, o deputado estadual, Toni Cunha (PTB), seu adversário, escreveu. “De novo!! Será que o governador está mal orientado por quem cuida de sua privacidade!!? Toda vez é isso!! Acho que é o governador que mais teve telefones “clonados” na história do Brasil. Vá ser clonado assim “lá na China”!!. Será que fez bobagem pelo telefone e quer dizer que não foi ele?”

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Morre aos 68 anos Faisal Salmen

Publicado

em

Faisal Salmen, médico e primeiro prefeito de Parauapebas, município da região de Carajás, Pará, morreu na noite desta sexta, 23.

Faisal vinha lutando contra as sequelas de um câncer.

Faisal Faris Mahmoud Salmen Hussain, tinha 68 anos e era paulista de Agudos. Foi eleito prefeito de Parauapebas, em novembro de 1988 e cumpriu o mandato de 1989 a 1992.


O atual prefeito de Parauapebas, Darci Lermen (MDB), comentou sobre a morte. “Obrigado Faisal Salmen, nosso primeiro prefeito, por ter compartilhado, com todos nós, tanto carinho e dedicação. Nesse momento doloroso em que a natureza subverte o curso da vida. Parauapebas terá sempre muito orgulho desse cidadão parauapebense. A força de Faisal Salmen vem do seu exemplo e do seu caráter. leal à família, aos amigos, ao povo de Parauapebas, sua garra nos inspira e seu trabalho nos motiva”, disse o gestor.

O corpo de Faisal Salmen será velado na Câmara Municipal de Parauapebas a partir das 15 horas deste sábado e seu sepultamento está marcado para as 18 horas no Cemitério local.

A Prefeitura de Parauapebas decretou luto oficial de três dias.

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 24 e 25

Publicado

em

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze