Connect with us

Pará

PARÁ: Bela criminosa transportava quilos de cocaína pura

Publicado

em

073818bela_e_criminosaJovem, bonita e bem vestida. Alessandra Vilhena, de 22 anos, reunia boas condições para não levantar nenhum tipo de suspeita. Entretanto, ela foi presa ontem, com 3,4 quilos de pasta base de cocaína, em uma barreira montada por policiais da Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE), na rodovia Transmangueirão, no bairro do Bengui, em Belém.

Após receber uma informação através do Disque-Denúncia (181) de que uma mulher desembarcaria no Aeroporto Internacional de Belém, em um voo proveniente do município de Santarém, com uma significativa quantidade de droga, os delegados Henninson Jacob Azevedo e Oceone Guidão, da DRE, articularam um esquema para prender a transportadora da droga. Todas as mulheres que estivessem sozinhas eram suspeitas.

Alessandra foi monitorada desde o seu desembarque até o momento em que pegou um táxi, que ao sair do aeroporto entrou na rodovia Transmangueirão, onde estava montada uma barreira de averiguação, formada por três viaturas da DRE e da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Por volta das 12h30, o táxi que transportava Alessandra foi interceptado e ela submetida a uma vistoria. Em meio às suas malas, nada foi encontrado. Porém, uma policial percebeu algo de estranho quando passou a mão ao longo do corpo de Alessandra.

Depois de checar um pouco melhor, a policial verificou que se tratava de uma espessa cinta, revestida de esparadrapo (fita de curativo) e enrolada por uma fita isolante. E na parte interna da cinta, colado ao corpo de Alessandra, estava a cocaína.

Ao ser flagrada, Alessandra começou a chorar e imediatamente foi conduzida para a DRCO para prestar depoimento. Lá, ela disse que era a primeira vez que fazia esse tipo de atividade e recebeu a droga em Manaus, mas não quis mencionar o nome da pessoa que forneceu a cocaína. “Ela revelou que iria entregar a droga para uma terceira pessoa, em uma passarela que fica localizada em frente ao Detran, na rodovia Augusto Montenegro”, contou o delegado Hennison Jacob.

A polícia informou ainda que Alessandra reside no conjunto Benjamin Sodré, no bairro Parque Verde, em Belém. “Segundo nos consta, ela tem um filho, estava desempregada e já trabalhou como consultora de vendas em um shopping de Belém”, comentou a delegada Oceone Guidão. De acordo com a polícia, Alessandra é viúva de Madson de Paula Melo Saraiva, um traficante que há quatro meses foi assassinado em Marituba, em virtude de disputas por áreas de tráfico de drogas. (Diário do Pará)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
1 Comment

Pará

Remo, Paysandu, Tuna e Castanhal ficam no empate nas semifinais do Parazão 2021

Publicado

em

As semifinais do Campeonato Paraense 2021, ficaram empatadas. As duas partidas aconteceram neste domingo, 9.

Tuna vs Remo

Tuna e Remo fizeram um bom jogo na manhã deste domingo, dia 9, no estádio do Souza, em Belém. Ambos os times vieram com posturas ofensivas para o jogo, mas quem aproveitou melhor as chances no começo foi o Remo, que abriu o placar com Uchôa, aos 20 da etapa inicial. Em seguida, Léo Rosa marcou de pênalti, aos 34, e empatou a partida. Na segunda etapa, o Leão foi superiou, criou mais chances, levou mais perigo, mas parou em uma atuação de gala do goleiro tunante Gabriel Bubniack. Vaga na final precisará ser definida na quarta-feira, no jogo de volta, no Baenão.

Com o resultado, nenhuma das equipes obteve vantagem para o jogo de volta das semifinais. A vaga na final será decidida na quarta-feira, dia 12, às 19h30, no estádio do Baenão. Caso o segundo jogo termine em empate novamente, a classificação será definida nos pênaltis.

Castalhal vs Paysandu


Castanhal e Paysandu realizaram uma partida fraca tecnicamente e de poucas oportunidades. O destaque do primeiro tempo foi para o atacante Marlon, responsável pelas principais chances no jogo, acertando o travessão de Axel Lopes. O Castanhal tentava chegar à meta de Victor Souza, mas não conseguia dar o último passe de forma correta, ficando a maioria das vezes sob o domínio da defesa bicolor. As coisas melhoraram um pouco mais na etapa complementar, principalmente com a entrada do atacante Fidélis, do Castanhal. Ele deu maior dinamismo ao time, que conseguiu levar certo perigo à meta bicolor. Desta forma, cedeu a oportunidade de ataque do Papão trabalhar no contra-ataque, como foram nas chegadas do volante Elyeser e do lateral-esquerdo Bruno Collaço, que finalizaram bem, mas viram o goleiro Axel evitar que o gol.

Definição da vaga para a final do Parazão 2021 fica para a próxima quarta-feira, dia 12, na Curuzu, em Belém. (Fotos: Samara Miranda/Remo e John Wesley/Paysandu)

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste fim de semana – 8 e 9 de maio

Publicado

em

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Infraestrutura do Novo Terminal de Integração avança

Publicado

em

As obras da construção do novo Terminal de Integração de Marabá não param. O novo espaço pretende reduzir o tempo de espera nos pontos de ônibus e também reduzir custos para o usuário.

O engenheiro civil, Alex Amoury, da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), é o responsável por acompanhar o andamento da obra. Ele conta que no momento os serviços se concentram nos dois blocos onde irão funcionar o setor administrativo e comercial do novo Terminal.

“Nos dois, as fundações foram executadas, assim como a estrutura de concreto, laje pré-fabricada (treliçada), o fechamento em alvenaria com blocos cerâmicos, tubulação de água e esgoto, laje para a caixa d’água, contrapiso dos dois blocos”, explicou o engenheiro.

Além desta etapa, os operários já iniciaram a construção da plataforma de embarque e desembarque que liga o bloco comercial e administrativo, além da construção de banheiros e outros setores.

“O prédio administrativo terá duas lojas na parte inferior, recepção da administração, banheiros masculino e feminino. No piso superior teremos a administração do terminal. Teremos também uma plataforma de aproximadamente 50 metros até o bloco comercial que será composto de seis lojas”, afirmou Alex Amoury.

A proposta é fazer com que a partir do funcionamento do Terminal os veículos possam ter um percurso menor, tendo em vista que serão planejadas novas linhas, num total de 14, atendendo os usuários em todos os bairros, com um tempo de espera bastante reduzido.

Está é uma das obras mais aguardadas para quem utiliza o transporte público em Marabá..

“Com o terminal de integração, numa área central da cidade, todas as linhas irão convergir e dar maior rapidez ao usuário, pois irá diminuir o tempo de viagem. Com o sistema integrado teremos melhor atendimento com conforto e mais segurança”, relatou Jair Barata Guimarães, secretário de segurança institucional e presidente do Conselho Municipal de Transporte do município. (Victor Haor / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze