Connect with us

Pará

PARÁ: Belo Monte avança e inicia desvio do rio Xingu

Publicado

em

Apesar de uma dúzia de ações movidas pelo Ministério Público Federal, polêmicas internacionais envolvendo a Organização dos Estados Americanos (OEA), levantes indígenas e vídeos de protesto estrelados por atores globais, a mais cara e polêmica obra do governo Dilma conseguiu avançar. Seis meses depois de o Ibama ter liberado a licença de instalação da hidrelétrica de Belo Monte, a usina em construção no rio Xingu, no Pará, já deixou de ser apenas um projeto.

Em junho, quando o consórcio Norte Energia recebeu o sinal verde para tocar a obra, a empresa tinha apenas 40 funcionários na área administrativa. Hoje, 4,2 mil funcionários estão dentro da floresta amazônica, tocando as operações de terraplenagem. Nos próximos seis meses, mais 3,5 mil pessoas deverão ser contratadas. Para reduzir custos e evitar os transtornos com o deslocamento de pessoas, a Norte Energia tem treinado a população local para preencher as vagas, mas nem sempre isso é possível. Do quadro de funcionários atuais, apenas dois terços vêm de Altamira e região. Os demais 33% são de cidades distantes ou de outros Estados.

Nos próximos dias, os operários de Belo Monte começarão a atuar na operação que prevê o desvio do rio Xingu. Será erguida a primeira “ensecadeira”. Trata-se de uma barreira de pedra e terra que altera o curso do rio, para que seja feita erguida a primeira das duas barragens previstas para Belo Monte. Até duas semanas atrás, o consórcio estava proibido de mexer nas águas do rio, por conta de uma liminar movida em setembro pela Associação dos Criadores e Exportadores de Peixes Ornamentais de Altamira (Acepoat). A Justiça Federal do Pará, no entanto, derrubou a liminar e abriu caminho para que o consórcio entre no Xingu.

Com milhares de funcionários e máquinas em plena atividade, a rotina de Belo Monte tem esvaziado cada vez mais o efeito de protestos como o realizado por atores e representantes do movimento Xingu Vivo Para Sempre, contrário à construção da hidrelétrica. Na semana passada, numa audiência com os ministros da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho; do Meio Ambiente, Isabella Teixeira; e de Minas e Energia, Edison Lobão, foi feita a entrega de 1,35 milhão de assinaturas colhidas pelo Movimento Gota D”água, pedindo a paralisação imediata da usina. A conversa teve um ar amistoso, mas, em termos práticos, os manifestantes tiveram de deixar a Esplanada com um sonoro “não” nos ouvidos, relatou uma fonte que participou do encontro.

Os protestos continuarão. Enquanto isso, as obras começam a avançar, inclusive, no entorno do futuro canteiro de obras da usina. O trecho de 60 quilômetros de estrada de terra da Transamazônica, entre Altamira e o canteiro de obras, já está quase todo asfaltado. Um grupo de empresários já desembolsou R$ 8 milhões por uma fazenda de 350 hectares que fica a apenas dois quilômetros de distância do canteiro. Outra área de 250 hectares já está em negociação. A fazenda à beira da rodovia Transamazônica, localizada no município de Vitória do Xingu, vai virar um grande loteamento. Será um tipo de entreposto para receber projetos de pequenas indústrias e comércio. Os lotes, cujo metro quadrado deverá custar entre R$ 40 e R$ 60, devem começar a ser vendidos em fevereiro.

A urbanização no entorno da usina é uma preocupação para o governo, principalmente em usinas da região amazônica. “Todas as hidrelétricas existentes e em construção na Amazônia ocupam apenas 0,32% da região. O problema é a ocupação desordenada que a obra induz”, diz uma fonte do alto escalão do Ministério do Meio Ambiente.

O pico das obras de Belo Monte é previsto para 2013, quando 20 mil pessoas estarão trabalhando na construção da hidrelétrica. Apesar de ter a sua conclusão estimada para 2019, a primeira turbina da usina deverá ser ligada já em fevereiro de 2015. (Valor Econômico)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
2 Comments

Pará

PARAUAPEBAS: Zacarias Marques é nome do PP para disputa de estadual

Publicado

em

O vereador parauapebense, Zacarias Marques, vem ganhando força na conjuntura política regional, para disputar uma cadeira de deputado estadual na Assembleia Legislativa do Pará (ALEPA), representando a região de Carajás.

Zacarias já não esconde a vontade de disputar a eleição do ano que vem, e aproveitar o espaço eleitoral que a região oferece.

O PP conta apenas com um deputado estadual na ALEPA, e trabalha para formação de uma chapa, com intenções de ampliar o número de cadeiras no Parlamento.

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Fiscalização de trânsito é intensificada no final de semana

Publicado

em

A fim de reduzir os índices de imprudência no trânsito, que vêm ocasionando diversos acidentes, a Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), por meio do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), está intensificando as operações de fiscalização de trânsito no município.

Durante o último fim de semana, foram realizadas mais de 200 abordagens e registradas 128 infrações de trânsito, além da remoção de 44 veículos irregulares. Uma das operações desencadeadas, foi a Operação Kadron, fundamentada no artigo 230, inciso VII do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que fiscaliza a utilização de escapamentos irregulares. A fiscalização também foi estendida para a zona rural, e nas entradas e saídas da cidade.

No último dia 5, foi publicado pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) o convênio de nº 064/2021 com o DMTT que tem como objeto a delegação recíproca de competências entre os participantes, como órgãos do Sistema Nacional de Trânsito, para fins de autuação, retenção, recolhimento de documentos vencidos, remoção, julgamento e processamento dos autos de infração lavrados por agentes de trânsito do Detran Pará e DMTT.

A fiscalização segue durante a semana com blitze em vários pontos da cidade com o apoio da Guarda Municipal, além da fiscalização por meio do sistema de videomonitoramento realizada pelo Centro de Controle e Operações (CCO). (Édila Nunes / Fotos: Irisvelton Silva)

Continue lendo

Pará

PARAUAPEBAS: Diário Oficial do município agora é 100% on-line

Publicado

em

A partir de agora a população ficará por dentro de todas as ações da gestão no Diário Oficial Eletrônico do Município de Parauapebas (E-Domp).

Para isso, basta acessar o novo portal da Prefeitura, que foi totalmente reformulado, proporcionando maior navegabilidade ao cidadão.

A Prefeitura informou que visa dar a gestão pública mais rapidez e inovação.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze