Connect with us

Pará

PARÁ: Bolsa Trabalho beneficia mais 7 mil jovens

Publicado

em

PA1“Em nome de todos os bolsistas, agradeço a nossa governadora a oportunidade de entrar no Bolsa Trabalho. Vou conseguir um emprego para ajudar a minha família. Com toda certeza, com o programa, muitos jovens vão sair dessa vida (de desemprego) e vão ser vencedores”. As palavras de Estelina Cunha Vieira resumem a satisfação dos cerca de 7 mil jovens que receberam cartões do programa, na manhã desta quinta-feira (10), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. A entrega foi comemorada com música, alegria e participação de um grande público. A governadora Ana Júlia Carepa, ao lado de outras autoridades, saudou o público e falou da certeza de que o Pará está no rumo certo para incrementar a geração de renda e emprego, dando oportunidade aos jovens de todo o estado.

“Nosso governo é um grande defensor das políticas públicas para a juventude”, destacou. “Eu quero que os filhos e as filhas de nosso povo tenham oportunidades porque essa é a nossa maior obra: cuidar das pessoas”, acrescentou a governadora, lembrando da época de lançamento do programa, em 2007, quando ouviu de muitos pais e mães que seus filhos, depois de concluírem o ensino médio, não conseguiam ingressar em um emprego porque não possuiam qualificação técnica para preencher as vagas oferecidas.

Quase 39 mil pessoas recebem, hoje, o benefício voltado para a faixa da juventude que está concluindo ou já possui o ensino médio. Os 7 mil novos bolsistas moram em Belém e vão receber um incentivo de R$ 70 por até dois anos, período em que passarão por cursos de qualificação profissional e serão inseridos no mercado de trabalho. Desde que foi criado pelo govermo Ana Júlia, via Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), o programa já cadastrou mais de 60 mil jovens, qualificando cerca de 40 mil jovens de 61 municípios e abrangendo todas as regiões do estado. Os cursos atendem às demandas de cada região, com o objetivo de oferecer mão-de-obra que possa suprir as ofertas. Atualmente, quase 20 mil jovens qualificados pelo programa trabalham com carteira assinada. “O Bolsa Trabalho é o maior programa de inclusão da juventude, na nossa esfera, em toda a nossa história”, comemorou o deputado Carlos Bordalo. Ele destacou, ainda, que a ação “está abrindo caminho para que nosso estado nunca mais tenha uma juventude tão abandonada”.

PA2A previsão é de que, até o final do ano que vem, mais 30 mil jovens sejam cadastrados no Bolsa Trabalho, totalizando quase 100 mil pessoas inseridas no programa, uma iniciativa inédita do governo estadual. Dessa forma, segundo a governadora Ana Júlia, o Bolsa Trabalho tem colaborado com o crescimento do emprego formal no estado. Além dos jovens trabalhando com carteira assinada, há os que optaram por trabalhar em associações solidárias e similares, incentivadas pela política de fomento à atividade, por meio do microcrédito solidário criado pelo governo, o CredPará.

O programa, segundo Ivanise Coelho Gasparim, titular da Seter, representa uma esperança para os jovens paraenses. “Estamos construindo um Pará que dá oportunidades para todos os jovens”, disse a secretária, lembrando a importância da disciplina dos bolsistas e do incentivo dos pais durante os cursos preparatórios.

Ana Júlia Carepa fez a entrega simbólica do cartão a uma das bolsistas e destacou outras políticas públicas voltadas para a juventude paraense, como o Bolsa Talento (na área dos esportes), os Infocentros (dentro do programa NavegaPará), a reforma de cerca de 650 escolas estaduais, a regulamentação da meia-passagem intermunicipal e o Projovem Urbano, que, em parceria com o governo federal, está atendendo a 8.500 mil pessoas por meio da formação do ensino fundamental. A governadora também anunciou que, dentro do programa de inclusão digital, a capital paraense receberá outros pontos de livre acesso à internet, como praças e orlas.

Parcerias

Os 22 postos dos Balcões de Emprego criados pelo governo em todo o estado e os convênios com empresas públicas e privadas têm garantido o sucesso do programa. Ana Júlia Carepa destacou que as parcerias são fundamentais para a inserção do jovem no mercado, exemplificando com as 40 vagas oferecidas por uma rede de restaurantes. Em um shopping inaugurado recentemente na capital, muitas vagas também foram oferecidas e preeenchidas por participantes do programa, como as de uma loja de departamento, que empregou Evyllen da Rocha Martins. Ela ingressou em 2007 no Bolsa Trabalho e contou sua história aos presentes.

“Foi muito importante participar do programa porque o mercado oferece muitas vagas, mas para quem tem qualificação. Estou empregada graças a essa oportunidade única dada pela nossa governadora. Aprendi que tudo que a gente faz com amor, a gente cresce. Espero que vocês possam terminar o curso e trabalhar, como eu”, falou, emocionada, Evyllen Martins.

Os bolsistas que concluem os cursos de qualificação podem se cadastrar no Sistema Nacional de Empregos (Sine) e se candidatar a vagas no mercado de trabalho. As informações sobre o perfil de trabalhadores para o mercado paraense são enviadas às Agências de Trabalho Emprego e Renda, que recolhem as demandas das empresas e dos usuários, além da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect). Os jovens também fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Para atender a estas demandas, os cursos do Bolsa Trabalho são direcionados a áreas com maior capacidade de absorção de mão-de-obra.

Também participaram da cerimônia de entrega dos cartões do Bolsa Trabalho, Cláudio Puty, chefe da Casa Civil da Governadoria, Teresa Cordovil, auditora geral do Estado, e a deputada Bernadete Ben Caten. O grupo musical Nosso Tom foi uma das atrações da festa de entrega, que também contou com a participação de Djs. (Luciane Fiúza)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
2 Comments

Pará

Remo, Paysandu, Tuna e Castanhal ficam no empate nas semifinais do Parazão 2021

Publicado

em

As semifinais do Campeonato Paraense 2021, ficaram empatadas. As duas partidas aconteceram neste domingo, 9.

Tuna vs Remo

Tuna e Remo fizeram um bom jogo na manhã deste domingo, dia 9, no estádio do Souza, em Belém. Ambos os times vieram com posturas ofensivas para o jogo, mas quem aproveitou melhor as chances no começo foi o Remo, que abriu o placar com Uchôa, aos 20 da etapa inicial. Em seguida, Léo Rosa marcou de pênalti, aos 34, e empatou a partida. Na segunda etapa, o Leão foi superiou, criou mais chances, levou mais perigo, mas parou em uma atuação de gala do goleiro tunante Gabriel Bubniack. Vaga na final precisará ser definida na quarta-feira, no jogo de volta, no Baenão.

Com o resultado, nenhuma das equipes obteve vantagem para o jogo de volta das semifinais. A vaga na final será decidida na quarta-feira, dia 12, às 19h30, no estádio do Baenão. Caso o segundo jogo termine em empate novamente, a classificação será definida nos pênaltis.

Castalhal vs Paysandu


Castanhal e Paysandu realizaram uma partida fraca tecnicamente e de poucas oportunidades. O destaque do primeiro tempo foi para o atacante Marlon, responsável pelas principais chances no jogo, acertando o travessão de Axel Lopes. O Castanhal tentava chegar à meta de Victor Souza, mas não conseguia dar o último passe de forma correta, ficando a maioria das vezes sob o domínio da defesa bicolor. As coisas melhoraram um pouco mais na etapa complementar, principalmente com a entrada do atacante Fidélis, do Castanhal. Ele deu maior dinamismo ao time, que conseguiu levar certo perigo à meta bicolor. Desta forma, cedeu a oportunidade de ataque do Papão trabalhar no contra-ataque, como foram nas chegadas do volante Elyeser e do lateral-esquerdo Bruno Collaço, que finalizaram bem, mas viram o goleiro Axel evitar que o gol.

Definição da vaga para a final do Parazão 2021 fica para a próxima quarta-feira, dia 12, na Curuzu, em Belém. (Fotos: Samara Miranda/Remo e John Wesley/Paysandu)

Continue lendo

Pará

Assista o Conexão Rural deste fim de semana – 8 e 9 de maio

Publicado

em

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Infraestrutura do Novo Terminal de Integração avança

Publicado

em

As obras da construção do novo Terminal de Integração de Marabá não param. O novo espaço pretende reduzir o tempo de espera nos pontos de ônibus e também reduzir custos para o usuário.

O engenheiro civil, Alex Amoury, da Secretaria de Viação e Obras Públicas (Sevop), é o responsável por acompanhar o andamento da obra. Ele conta que no momento os serviços se concentram nos dois blocos onde irão funcionar o setor administrativo e comercial do novo Terminal.

“Nos dois, as fundações foram executadas, assim como a estrutura de concreto, laje pré-fabricada (treliçada), o fechamento em alvenaria com blocos cerâmicos, tubulação de água e esgoto, laje para a caixa d’água, contrapiso dos dois blocos”, explicou o engenheiro.

Além desta etapa, os operários já iniciaram a construção da plataforma de embarque e desembarque que liga o bloco comercial e administrativo, além da construção de banheiros e outros setores.

“O prédio administrativo terá duas lojas na parte inferior, recepção da administração, banheiros masculino e feminino. No piso superior teremos a administração do terminal. Teremos também uma plataforma de aproximadamente 50 metros até o bloco comercial que será composto de seis lojas”, afirmou Alex Amoury.

A proposta é fazer com que a partir do funcionamento do Terminal os veículos possam ter um percurso menor, tendo em vista que serão planejadas novas linhas, num total de 14, atendendo os usuários em todos os bairros, com um tempo de espera bastante reduzido.

Está é uma das obras mais aguardadas para quem utiliza o transporte público em Marabá..

“Com o terminal de integração, numa área central da cidade, todas as linhas irão convergir e dar maior rapidez ao usuário, pois irá diminuir o tempo de viagem. Com o sistema integrado teremos melhor atendimento com conforto e mais segurança”, relatou Jair Barata Guimarães, secretário de segurança institucional e presidente do Conselho Municipal de Transporte do município. (Victor Haor / Fotos: Paulo Sérgio)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze