Connect with us

Pará

PARÁ: Búfalos ajudam no combate à criminalidade em Soure

Publicado

em

Dez búfalos são usados pela Polícia Militar para fazer o policiamento ostensivo em Soure, na ilha de Marajó. Os animais formam a chamada Bufalaria da PM, que há quase 20 anos atua de forma curiosa na cidade, garantindo a segurança de moradores e turistas.

O cabo da PM Cláudio Vitelli, que foi um dos primeiros policiais a montar na bufalaria da corporação, explica que o uso dos animais no policiamento da cidade ocorreu de forma natural. “Percebemos que a população usava os búfalos para fazer várias atividades. Pensamos, então, que esses animais fortes poderiam ajudar a desenvolver o trabalho da PM aqui na cidade”, conta.

No início, em 1992, apenas quatro búfalos participavam do trabalho. Alguns anos depois, outros animais e equipamentos, como carroças, entraram para o grupo. Os dez búfalos da PM são de quatro raças diferentes; dois são da mais forte dessas raças – a carabal.

 “Os búfalos carabais são os mais fortes, pois são uma raça selvagem. No habitat natural eles são violentos e não permitem outro macho no grupo deles, só fêmeas. Os dois que temos aqui já foram treinados e respeitam os nossos comandos”, revela o cabo, enquanto faz a ronda montado em um dos animais.

 “As pessoas, no início, não acreditavam que daria certo este tipo de policiamento, mas este animal é muito importante no nosso trabalho”, continua ele, informando que há casos em que a PM precisa percorrer terrenos alagados ou com lama, que só mesmo o búfalo aguenta.

Resistência

“Nos alagados, só os búfalos conseguem seguir sem problemas, pois eles têm uma tração muito forte, que o cavalo não tem”, compara. Assim, na cidade a bufalaria trabalha na ronda e, na zona rural, geralmente, em casos de roubo de gado.

Os cuidados com os animais são diários. Em uma pequena fazenda, próximo ao 8º Batalhão da PM, em Soure, fica o local onde os búfalos repousam, se lambuzam de lama para se refrescar e se proteger contra parasitas e também são preparados para trabalhar. Vitelli diz que antes de sair para as rondas, os animais recebem alimentação, são banhados e selados.

A rotina da bufalaria da PM, porém, não é apenas de rondas e combate ao crime. A PM, com este trabalho, acabou virando uma atração turística e exemplo de cidadania. “Recebemos muitos visitantes aqui no quartel que querem conhecer esse trabalho. Muita gente daqui também vem”, conta o policial, que dá palestras sobre o projeto para escolas e excursões que vão a Soure. A comunidade, que já está acostumada com os búfalos, de tantos animais que andam soltos pela cidade, já vê a bufalaria como uma parceira da segurança na cidade.

História

Baseado nas histórias que os mais antigos contam em Soure, o cabo Vitelli diz que há duas versões para o surgimento dos búfalos na região. Parte da cultura do arquipélago do Marajó, no Pará, os búfalos teriam chegado à ilha em 1890, quando um navio que carregava esses animais naufragou na costa. “Na hora do naufrágio, os búfalos, fortes, conseguiram nadar até a ilha e, desde então, se multiplicam aqui”, relata.

A outra versão também remete ao ano de 1890, quando uma tradicional família da época, a Vicente Chermont, teria trazido da Ásia os búfalos. Todos diziam naquele ano que o búfalo era uma espécie de gado. Sem demonstrar descrença, o policial acredita nas duas histórias. “Para mim, as duas versões são verdadeiras. Os animais chegaram na balsa que naufragou e conseguiram se salvar, e, no mesmo ano, a família trouxe mais búfalos para a ilha”, conclui.

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

PARAUAPEBAS: Empresários e advogado são presos suspeitos de prostituição e aliciamento de adolescentes

Publicado

em

Dois empresários e um advogado foram presos na primeira fase da operação “Book Rosa”, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), da Polícia Civil em Parauapebas, sudeste do Pará, nesta quarta (23). Eles são acusados de participação em um esquema de aliciamento e prostituição de adolescentes. Os presos devem responder por estupro e prostituição de vulneráveis.

Os presos são Mauro de Souza Davi, o Marola, empresário da área de shows; Eduardo Liebert Araújo dos Santos, empresário do ramo de segurança patrimonial e o advogado Antônio Araújo Oliveira foram presos. Três mandados de busca e apreensão também foram cumpridos pela operação.

Uma quarta pessoa com prisão decretada pela 2ª Vara Criminal de Parauapebas está foragida. Segundo as investigações, era quem aliciava as vítimas.

A delegada titular da Deam, Ana Carolina Carneiro, disse que os abusos eram corriqueiros. “Detectamos três alvos que abusavam dessas adolescentes de forma muito corriqueira, então eles estavam sempre incentivando, pedindo para elas levarem outras vítimas, outras meninas, menores, e quanto mais novas, mais dinheiro eles ofereciam”, detalha.

De acordo com a delegada, três adolescentes foram identificadas e encaminhadas para o acolhimento junto aos órgãos responsáveis. Outra adolescente citada em depoimentos ainda não foi localizada.

“Essa é a primeira parte da operação, terão outras onde nós vamos identificar outras pessoas, que exploraram sexualmente dessas adolescentes”, afirma a delegada.

O advogado Antônio Araújo nega todas as acusações. A reportagem ainda não conseguiu contato com a defesa dos outros dois presos.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Toni Cunha se encontra com Roberto Jeferson e reafirma total oposição a Helder

Publicado

em

Nesta quarta, dia 23, o deputado estadual Toni Cunha, esteve na sede nacional do PTB, onde foi recebido pelo presidente, Roberto Jeferson.

Toni Cunha disse que assim como o presidente estadual, deputado Josué Bengtson, Jeferson garantiu independência, na defesa das posições do parlamentar na ALEPA. O deputado paraense reafirmou absoluta oposição ao Governo Helder Barbalho (MDB), independente de decisões partidárias. Cunha chamou o Governo Helder de “O pior governo da história do Pará”.

A deputado ainda foi duro e reforçou os ataques ao governador Helder Barbalho. “De longe, o de maior número de escândalos de corrupção já visto em nosso Estado. Temos que virar, de vez, essa página triste da vida do Estado do Pará”, finalizou.

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Polo UAB DA UFPA retoma Processo Seletivo Especial 2021

Publicado

em

A Universidade Federal do Pará (UFPA) torna pública a reabertura dos procedimentos referentes ao primeiro Processo Seletivo Especial de 2021 (PSE 2021-1) destinado ao ingresso de discentes nos cursos de graduação da UFPA na modalidade de Educação a Distância. O processo seletivo teve suas atividades suspensas em virtude das restrições estabelecidas para atividades presenciais na Universidade, a partir da adoção da Bandeira Laranja, em todos os campi, na data de 28 de janeiro, conforme orientação do Grupo de Trabalho da UFPA sobre o Novo Coronavírus. A retomada do novo cronograma iniciará com a aplicação da prova de Conhecimentos Gerais, que ocorrerá em 27 de junho de 2021 (domingo), no horário das 14h às 18h30, respeitando todas as medidas de segurança sanitária exigidas pela OMS, bem como, acatando as orientações do Grupo de Trabalho da UFPA.

Após horário de início das provas, os candidatos deverão permanecer obrigatoriamente, pelo menos, por (1) uma hora na sala de aplicação antes de deixá-la em definitivo. O cronograma atualizado e os locais de prova serão divulgados no dia 21 de junho de 2021, na página de acompanhamento do candidato, no site do Centro de Processos Seletivos.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze