Connect with us

Pará

PARÁ: Comunidades do Xingu reivindicam políticas públicas para a região

Publicado

em

Diversas entidades representativas de segmentos empresariais e comunitários de Altamira entregaram à governadora Ana Júlia Carepa um documento pedindo soluções para problemas como a falta de regularização e documentação das terras públicas e o desenvolvimento de políticas públicas específicas para o crescimento da produção rural e a sua verticalização, que poderá gerar emprego, renda e agregar outros valores ao produto e à qualidade de vida do produtor. No ofício, também solicitam a eletrificação rural, com energia elétrica de qualidade às comunidades locais antes da construção da usina hidrelétrica de Belo Monte.

A celeridade na análise de processos de licenciamento ambiental, projetos de manejo, vistorias e reconhecimento de outros vínculos de detenção da terra, como a posse, para fins de regularização fundiária e florestal, são outras reivindicações das comunidades de Altamira à governadora, assim como o fornecimento de energia elétrica de qualidade. “O sistema elétrico atual em operação é antigo e os equipamentos, bem como, cabos e fiação de toda a sorte, já estão obsoletos e com sua capacidade prejudicada, gerando constantes panes elétricas nas cidades e no campo, com prejuízos à população, indústria e comércio”, dizem as entidades.

Eles reclamam que os investimentos prometidos pela Celpa não atendem a necessidade de consumo atual e não às necessidades de expansão do sistema. “Quanto aos projetos de eletrificação rural, é necessário repensar algumas ações e prazos, visto que o atendimento das populações rurais ainda não beneficiadas irá passar por longos anos até o seu final”, diz o documento.

Eles querem melhorias no sitema de distribuição de energia antes mesmo da construção da hidrelétrica de Belo Monte, “para que todas as comunidades rurais da região possam ser prontamente atendidas com a eletrificação rural, como medida antecipatória dos benefícios gerados à população em detrimento dos prejuízos sócio-ambientais que poderão advir com o empreendimento”.

As entidades querem ainda que a governadora interceda junto ao governo Federal para suspender de imediato a Operação Arco de Fogo, de combate à extração e venda clandestina de madeira na Amazônia Legal. Eles alegam que as ações da Policia Federal e Força Nacional de Segurança estão penalizando e prejudicando os trabalhadores e produtores da região.

Assinam o ofício entregue à governadora a Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Altamira (Aciapa), a Câmara de dirigentes lojistas (CDL) e o Fórum Regional de Desenvolvimento Econômico e Sócio Ambiental da Transamazônica e Xingu (Fort Xingu). (O Liberal)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

JACUNDÁ: Jovem faz cachorro inalar fumaça de maconha e caso vai parar na Polícia

Publicado

em

Um vídeo de uma influencer digital de Jacundá, na região de Carajás, Pará, publicado nas redes sociais foi alvo de denúncias por maus tratos à polícia.

Nas imagens, a jovem aparece tragando um cigarro de maconha e expirando na boca de um cachorro, o obrigando a inalar a fumaça.

Ainda no vídeo, uma pessoa que está com a jovem pede para ela parar, avisando que seria maus-tratos, o que é crime por lei: “Não faz isso não, mano. Coitado do animal. Isso aí é maus-tratos”.


A denúncia foi parar na Superintendência Regional do Lago de Tucuruí, da Polícia Civil (PC), que informou, em nota, ter instaurado um Auto de Investigação (AI) para apurar o caso.

De acordo com a PC, informações preliminares apontam que o vídeo foi gravado há cerca de um mês, quando a investigada ainda era adolescente.

“A investigada e o amigo, dono do animal, compareceram à unidade policial para prestar esclarecimentos e aguardam a conclusão da investigação”, segundo a PC.

O crime de maus-tratos a animais é previsto no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e, com atualização, pode ser punido com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Continue lendo

Pará

Tuna bate Paysandu e se aproxima do título do Parazão 2021

Publicado

em

Deu Tuna Luso nos primeiros 90 minutos da decisão do Campeonato Paraense 2021. Em partida no Estádio do Souza, a Águia Guerreira derrotou o Paysandu por 4 a 2 e chega com boa vantagem para o jogo de volta no próximo domingo, dia 23, na Curuzu. Na primeira etapa, os laterais Léo Rosa e Alexandre Pinho marcaram os dois primeiros para a Lusa. Na volta do intervalo, Lukinha ampliou. O Papão diminuiu com Perema, de cabeça. Paulo Rangel fez valer a lei do ex e marcou o quarto dos donos da casa, mas Gabriel Barbosa diminuiu o prejuízo para os bicolores minutos depois. No segundo jogo, a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim fica com a taça, feito que não acontece desde 1988.


Antes da partida começar, a Tuna já tinha o melhor ataque da competição e disparou ainda mais nesse quesito hoje. A equipe cruzmaltina tem 29 gols em 13 jogos no Parazão, uma média de 2,2 por partida. Paulo Rangel, com sete gols, é o artilheiro do time, o vice da competição, atrás de Cris Maranhense, com oito. Outro destaque é o lateral-direto Léo Rosa e o meia-atacante Lukinha, que têm cinco e três gols respectivamente.

O Paysandu chegou à final com a melhor defesa do campeonato, tendo sofrido apenas sete gols. A equipe chegou a ficar sete jogos sem ter a defesa vazada. O então ponto forte do Papão não funcionou hoje e levou quatro gols da Tuna, deixando as coisas complicadas para a volta na Curuzu.

O jogo de volta da final do Campeonato Paraense 2021 está marcado para o próximo domingo, dia 23, às 17h, na Curuzu. O Papão precisa vencer por dois gols de diferença, se quiser pelos menos levar a decisão para os pênaltis, ou mais, se quiser o título no tempo normal. Já a Tuna pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim conquistará o 11° título estadual.

Continue lendo

Pará

BREU BRANCO: Chamonzinho leva ações do Mais Saúde

Publicado

em

Neste sábado, 15, o deputado Chamonzinho (MDB), levou até Breu Branco, na região de carajás, Pará, ações do Mais Saúde, promovidas pelo Instituto Miguel Chamon, com atendimentos de saúde para fortalecer o combate à pandemia.

Chamonzinho esteve acompanhado de vereadores, vice-prefeito e prefeito da cidade, onde também visitaram a Praça São Cristóvão, que será reformada e revitalizada, através de uma emenda destinada pelo parlamentar.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze