- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 25 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Concursados voltam às ruas para pressionar nomeações

Mais Lidas

Um ato público realizado ontem, pela Associação dos Concursados do Pará (Asconpa), em frente à Basílica de Nazaré, reuniu cerca de 60 pessoas que aguardam nomeações no Estado. O objetivo do encontro foi pressionar novamente o governo através da manifestação popular. Segundo a direção da Asconpa, pelo menos 5,8 mil concursados aguardam convocação. Os coordenadores do movimento afirmam ainda que, somente este ano, já ocorreram três reuniões com representantes do Estado – a primeira delas com o chefe da Casa Civil, Zenaldo Coutinho; e outras duas com os secretários estaduais de Educação, Nilson Pinto e Administração, Alice Viana -, todas sem alternativas para solucionar o caso dos aprovados nos certames da gestão anterior.

Entre os quase seis mil concursados que esperam pelas nomeações, 3,2 mil são da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) – e pelo menos 1,9 mil deles são técnicos em formação. Segundo explica o presidente da Asconpa, Emílio Almeida, estão sendo tratadas três pautas junto ao governo. “O primeiro passo é conquistar as nomeações. Depois, queremos montar uma comissão, com a participação popular, para acompanhar a elaboração dos concursos públicos. E por último, queremos que novos concursos sejam realizados”, pontua. Almeida destaca que o governo sinalizou a convocação de 1,5 mil concursados no início deste mês, porém, até o momento não foi confirmada nenhuma nomeação. “Os resultados não são imediatos, temos que continuar esperando”, acrescenta.

No meio da manhã, os concursados caminharam do Centro Arquitetônico de Nazaré (CAN) até o Centro Integrado de Governo (CIG), porém não foram recebidos pelo secretário Sérgio Leão. “Vamos estar no dia 7 de abril em frente à Assembléia Legislativa, durante a sessão especial”, garante Emílio Almeida.

Promessa

O Governo do Estado promete nomear 48% dos concursados, com a convocação de 1.523 aprovados até o final de abril. Segundo confirma a secretária de Administração do Estado, Alice Viana, existem 3.801 classificados habilitados a serem chamados pelo Estado, e não 5,8 mil conforme declarado pela Asconpa. De acordo com a secretária, o governo fez um levantamento detalhado das vagas ofertadas nos concursos e as nomeações feitas até então. “Esse levantamento considerou o Diário Oficial e o banco de dados da Sead, o que torna improvável um erro nesses números. Nós convidamos o presidente da Asconpa para que ele tivesse acesso a esse banco, mas ele não nos procurou para isso”, afirmou Viana.

A secretária também lembrou que a convocação de concursados deve ser dosada com o distrato de temporários. De acordo com as orientações do governador Simão Jatene, o primeiro critério é dispensar os temporários com menor tempo de serviço. Em seguida, serão tomadas medidas compensatórias, como programas de qualificação dos mesmos para o mercado de trabalho e a abertura de crédito especial.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias