- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 07 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Emprego formal no Pará tem saldo positivo em janeiro de 2010

Mais Lidas

Um balanço divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese-PA) nesta quinta-feira (18) mostra que o emprego formal voltou a crescer em todo o Estado neste início de ano. No mês de janeiro de 2010 houve 20.860 admissões contra 19.180 desligamentos, gerando um saldo positivo de 1.680 postos de trabalho no setor formal da economia. Isto representa um crescimento de 0,29% no número de empregos em relação a dezembro de 2009, quando o Pará havia perdido cerca de 5 mil postos de trabalho.

Segundo o Dieese, este foi um dos melhores resultados alcançados nos últimos 10 anos no Pará, já que, normalmente, o mês de janeiro apresenta saldos negativos devido a fatores sazonais (chuvas, principalmente). No mesmo período de 2009, por exemplo, durante o pico da crise econômica mundial, o saldo foi de -3.532 postos de trabalho, com queda de 0,64%. Os números mostram a retomada do crescimento do emprego após um período de fortes quedas motivadas pela crise e que atingiram com maior impacto o primeiro semestre de 2009.

Desempenho

Os setores que mais contribuíram para o bom desempenho do emprego formal neste início de ano são extrativismo mineral (crescimento de 1.16%), agropecuária (1.05%), serviços industriais de utilidade pública/setor elétrico (1.015%), construção civil (0,77%) e serviços (0,54%).

Para Célio Bordallo, diretor de Trabalho e Emprego da Secretaria de Estado de Trabalho Emprego e Renda (Seter), os percentuais positivos são reflexos de investimentos em obras públicas, sobretudo de infraestrutura, por parte do governo do Estado. “Nos meses de janeiro temos a sazonalidade tradicional do período chuvoso, em que reduzem as vagas na construção civil. Mas este ano vemos o contrário. Crescemos, e é um ótimo sinal de que em 2010 será o ano para o emprego no Pará”, afirmou.

Além dos investimentos diretos do governo do Estado, ele citou os estímulos aos setores produtivos – reduções de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) -, e os eventos de início de ano, como o Carnaval, que movimentam o setor de serviços. “Quando avaliarmos o mês de fevereiro, com certeza o setor de serviços também despontará”, ressaltou Bordallo.

Outra análise do Dieese, com base em dados do Ministério do Trabalho, comprovou que, considerados os últimos 12 meses, o Pará também teve resultado positivo. Entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2010, o Estado ganhou mais 12.592 postos de trabalho – um crescimento de 2.29%. A Região Metropolitana de Belém também apresentou saldo positivo, tanto no mês de janeiro de 2010 como no último ano. (Jussara Kishi)

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias