Connect with us

Pará

PARÁ: Enchentes podem atingir mais de 30 mil em Marabá

Publicado

em

Com base no relatório de vazões da Eletronorte, a Defesa Civil de Marabá prevê que a enchente deste ano possa atingir mais de 30 mil pessoas no mês de fevereiro. Ontem, o nível do Rio Tocantins já havia chegado aos 8,40 metros, quase três metros acima do registrado no mesmo período de ano passado.

Em 2009, a régua fluviométrica chegou a marcar 12,70 metros e as águas atingiram 7.800 famílias. Este ano, caso alcance mais de 13 metros, poderá aumentar esse número em até 30%, quando o Marabá poderá declarar Estado de Calamidade Pública. Desde o final do ano, a média que vem sendo registrada é de 60 centímetros de aumento por dia.

Ainda segundo o boletim divulgado no final do ano passado, o nível do rio pode chegar à casa dos 12,55 metros no mês de fevereiro, com uma margem de erro de 1,10 metros para mais ou menos.

A situação vem sendo encarada com preocupação por causa do nível que o rio já alcançou ainda no início do mês de janeiro, quando o período de chuva está apenas começando. A enchente já é vista pela população como uma questão cultural, mas a Defesa Civil alerta que o fenômeno precisa ser visto de uma forma diferente.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Joab Pontes, por estar habituado a lidar com as enchentes todos os anos, o marabaense vê a situação com naturalidade por se tratar de um efeito natural de um rio. Entretanto, para a Defesa Civil, o fenômeno acontece na maioria dos casos porque foi a população que construiu suas casas numa área baixa, além de atribuir a outros efeitos como o desmatamento na beira do rio, que acaba causando o assoreamentos das margens e, consequentemente, a invasão das águas. “Em 1980 quando foi criada a área da Nova Marabá definiu-se uma área segura, que acabou não sendo respeitada por algumas famílias. Se a população tivesse seguido os níveis estipulados, hoje não sofreria, mas o crescimento do município de maneira descontrolada acabou causando os transtornos de todos os anos”, lembra o coordenador, ressaltando que a Secretaria de Planejamento definiu um novo limite, com a cota 82 que compreende uma área segura onde o nível do rio dificilmente alcança.

O órgão garante que a população que está fora do limite também será assistida, advertindo que a estrutura que a prefeitura monta para quem está numa área legal não será a mesma porque seria uma forma de incentivar a ocupação irregular.

Ele lembra que somente as pessoas desabrigadas receberão apoio total, inclusive com cestas básicas, enquanto aquelas que foram apenas atingidas pela cheia terão a disposição um caminhão para fazer o transporte da mudança para acomodação em outros lugares.

Baseado na cooperação, que é tida como fundamental no momento de desespero das famílias, o tema dos trabalhos deste ano é “A Defesa Civil somos todos nós”, que busca envolver todos os setores de Marabá. “Nosso papel é trabalhar na prevenção, atuar no desastre e agir na reconstrução durante as enchentes, mas precisamos da colaboração de toda a sociedade para, mais uma vez, enfrentarmos essa época difícil”, salienta o coordenador. (Diário do Pará)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

MARABÁ: Mercado Municipal em Morada Nova é inaugurado

Publicado

em

O Mercado Municipal de Morada Nova Lúcia Mendes foi entregue pela Prefeitura de Marabá, na sexta-feira (30), em meio a uma cerimônia que teve a presença do prefeito Tião Miranda, do vice Luciano Dias, do deputado federal Cristiano Vale, dentre outras autoridades políticas e lideranças comunitárias, inclusive a família da professora Lúcia Mendes, a homenageada. Os feirantes e comerciantes do mais novo equipamento público do distrito já iniciaram as atividades. 

“Aqui é um mercado que vai suprir as necessidades de Morada Nova e dessa região. É um mercado muito bom, com uma boa estrutura, estacionamento, acesso fácil. É mais um ganho pra Marabá, pra Morada Nova”, destaca o prefeito Tião Miranda. 

Luciano Dias, vice-prefeito, também enfatiza a valorização daquela região pela prefeitura que vem investindo em diversas frentes em Morada Nova, a exemplo da reforma do ginásio Erlon, e da pavimentação de ruas como a Piauí. 

“Esse todo faz parte de um plano de melhoramento das condições de Morada Nova que a prefeitura vem fazendo, aliado, a outras obras que vieram pra cá e estão em execução na região. Já reformamos todas as escolas com exceção da Arco Íris que em breve será reformada também, iluminação pública e asfalto”, salienta. 

Continue lendo

Pará

MARABÁ: Bairros Cidade Nova e Bom Planalto recebem recuperação de vias

Publicado

em

A manhã desta segunda-feira (2) foi de muito trabalho para as equipes de recuperação de vias do SSAM (Serviço de Saneamento Ambiental de Marabá). As máquinas, caçambas, motoniveladora e rolo compressor estavam a todo vapor no trabalho de manutenção de vias públicas.

De acordo com Nilton Amorim, responsável pelas equipes, o objetivo é permanecer durante toda a semana em um trecho entre os bairros Cidade Nova e Bom Planalto. “Estamos com a equipe nossa ideia é fazer a manutenção do máximo de ruas aqui na Cidade Nova e Bom Planalto”, disse.

Somente nesta segunda-feira (02), três ruas receberam os serviços, são elas: Vital Brasil, Manoel Abreu e Marechal Rondon. Em todas elas foram utilizadas aterro, retirada de entulhos e limpeza de meio-fio. As máquinas também realizaram a terraplanagem da pista recuperando alguns trechos danificados.

Os moradores ficaram satisfeitos com a realização dos serviços. De acordo com o morador Jair Sepulcro de Souza, muitos trechos estavam bastante difíceis de passar e alguns pontos os buracos apresentavam um risco para os motoristas e os ciclistas.

“Os serviços chegaram em boa hora porque aqui antes era muito ruim e estava ficando pior aqui tinha trecho que até de moto estava difícil e todos os vizinhos estão satisfeitos com as máquinas nas ruas”, disse Jair Sepulcro.

As máquinas devem continuar nos bairros até sexta-feira (06) com a finalização dos serviços de manutenção de ruas. (Victor Haôr / Fotos: Sérgio Barros)

Continue lendo

Pará

Paragominas e Palmas empatam na Arena Verde

Publicado

em

Daylon marcou para o Paragominas, aos 24 minutos do primeiro tempo e aos 29, também da etapa inicial, Tchô empatou para o Palmas, a partida que terminou empatada por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. A partida foi válida pela nona rodada do Grupo 2 do Brasileiro da Série D.

SITUAÇÃO NO CAMPEONATO

Com o resultado, as equipes não avançam na competição. O Paragominas segue na sexta colocação com dez pontos, enquanto o Palmas permanece na sétima colocação com oito pontos.


O JOGO

A partida não foi movimentada até pouco mais da metade do primeiro tempo, quando as duas equipes buscaram e conseguiram fazer os gols. Mas no segundo tempo a partida caiu de produção, a marcação forte foi amarrando a partida e praticamente nenhuma chance clara foi criada. Apenas chutes sem muito perigo de fora da área.

PRÓXIMOS JOGOS

Na décima rodada, no próximo sábado (7), o Palmas recebe em casa, às 16 horas, no Estádio Nilton Santos, o último colocado da chave, o Tocantinópolis, que soma sete pontos. A partida ocorrerá no Estádio Nilton Santos, na capital tocantinense. É o clássico regional tocantinense.
Já o Paragominas recebe no domingo (8), o Juventude Samas (MA), às 16 horas, no Estádio Arena Verde, em Paragominas. (Futebol Interior / Foto: João Botelho)

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze