- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
quarta-feira, 18 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Festival Cultura de Verão é aberto no Píer das Onze Janelas em Belém

Mais Lidas

O 5º Festival Cultura de Verão foi aberto na noite desta terça-feira (5), com música, cinema e moda. A abertura aconteceu no Píer das Onze Janelas, na Cidade Velha. Mesmo com a chuva, o público compareceu para prestigiar a programação do primeiro dia de festival, que começou às 19h30, com a exibição do curta “Admirimiriti”, de Andrei Miralha, e o documentário “Tocando a Rabeca”, de Luiz Arnaldo Campos.

Por volta das 20h30, os músicos do Pedreira’s Quartet, a primeira apresentação musical da noite, subiram ao palco do píer. Em seguida, a cantora Iva Rothe apresentou o show que também fará no município de Anapu, sudoeste do Pará, no próximo dia 24. O carimbó do Pinduca encerrou a primeiro dia de festival.

A professora Elisangela Moraes, 30, chegou cedo para conferir a programação. “Sempre acompanho o festival, desde as outras edições. Essa é uma grande oportunidade de conhecermos nossos artistas e os novos músicos paraenses”, opinou. Os cantores Felipe Cordeiro e Adriana Cavalcante também circulavam pelo píer para prestigiar a programação.

Nesta quarta-feira (6), as atrações serão o Grupo de Tubas da Amazônia, Pedrinho Callado e Gente de Choro, com participação de Andréia Pinheiro e Lívia Rodrigues. A Rede Cultura de Comunicação, por meio da rádio, TV e portal Cultura, transmite os shows, que começam a partir das 20 horas. Antes, às 19 horas, serão exibidos mais dois curtas: “O rapto do peixe-boi”, de Cássio Tavernard, e “Chama Verequete”, de Luiz Arnaldo Campos e Rogério Parreira.

Retomada – Criado em 2003, na primeira administração do governador Simão Jatene, o Festival de Verão volta após quatro anos e chega à sua quinta edição, integrando a política de difusão cultural do Estado. “O legal dessa retomada é que voltamos a estabelecer o píer como um ponto de circulação cultural. Desde o primeiro festival este é o cenário. É muito bom voltarmos ao local que nos abrigou há quatro anos”, observou a presidente da Rede Cultura de Comunicação, Adelaide Oliveira.

O Festival de Verão, para ela, reafirma a política pública do governo de difusão e circulação da música paraense. “Ele se estabelece em Belém no píer, mas também circula em Salinas, Abaetetuba, Bragança e Marabá, em parceria com as prefeituras e sempre valorizando o artista local”, lembrou.

O Festival de Verão, promovido pela Rede Cultura de Comunicação, vai acontecer em Belém (de 5 a 27 deste mês) e em Salinópolis (9 e 10), Abaetetuba (15 e 16), Bragança (22 e 23) e Marabá ( 29 a 31). O evento tem como parceria o Programa Estadual de Articulação de Políticas Públicas para a Infância, Adolescência e Juventude (Pró-Paz), do governo do Estado, e as grifes do “Caixa de Criadores”, que fazem desfile no intervalo dos shows e vestem os apresentadores da Cultura.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias