- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 22 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

PARÁ: Frentes pró e contra divisão têm até esta segunda-feira, 12, para se registrar no TRE

Mais Lidas

As frentes parlamentares pró e contra a criação dos Estados do Carajás e Tapajós terão que se registrar até, 12, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para que possam participar do plebiscito em dezembro próximo. O prazo derradeiro dado pela Justiça Eleitoral encerra nesta segunda-feira.

No sábado, 10, foi realizada na Câmara Municipal de Marabá a convenção da frente “A favor da criação do Estado de Carajás”. O deputado estadual marabaense João Salame (PPS) é o presidente da frente. O deputado federal Giovanni Queiroz (PDT), que estava indicado para presidir a frente, acabou assumindo a função de coordenador do conselho político.

Além dele, na convenção foram escolhidos como lideranças da frente Haroldo Silva (coordenador jurídico), Luciano Guedes (comunicação) e a vereadora de Marabá Júlia Rosa (mobilização municipal). O deputado João Salame disse estar “absolutamente convencido de que essa divisão vai possibilitar melhoria de qualidade de vida para as três regiões”.

Segundo ele,os estudos demonstram que, do ponto de vista da arrecadação de ICMS, o novo Pará vai arrecadar R$ 295 milhões a mais por ano. “Só Belém vai recolher R$ 125 milhões a mais de ICMS, que dá um pronto-socorro por ano”, conta.

O deputado federal Giovanni Queiroz informou que a frente dividiu as ações e responsabilidades. “Vamos dedicar uma boa parte do nosso tempo com as pessoas que moram hoje no Estado-mãe”.

Tapajós

O registro da entidade jurídica que representará a região oeste do Pará no plebiscito do dia 11 de dezembro será feito nesta segunda-feira no TRE. É o que garante o deputado federal Lira Maia (DEM), que preside a Frente Pró-Estado do Tapajós. Integram a frente todos os dez parlamentares eleitos pela região oeste paraense.

A determinação do tribunal é que cada frente pode gastar no máximo 10 milhões de reais em campanha. O deputado Lira Maia está na expectativa de que a Frente Pró-Tapajós possa conseguir esse valor. “Conseguir esse valor não é simples. Precisamos muito da população, das lideranças, dos empresários e de todos aqueles que queiram contribuir”. Ainda segundo o deputado, a campanha será intensificada na Região Metropolitana de Belém.

Após o indeferimento pela Justiça do pedido de registro do deputado estadual Eliel Faustino (PR) para uma frente contra a criação do Estado do Tapajós, o deputado Celso Sabino, do mesmo partido, e que criou outra frente, afirma que busca agora o apoio de seu colega de legenda. “Queremos que o Eliel se junte a nós. Agora o momento é de união e de somar esforços”, disse Sabino. O problema é que Eliel Faustino anunciou que irá recorrer da decisão judicial. A frente terá como vice-presidente o deputado Carlos Bordalo (PT).

Contra Carajás

A expectativa é que a Frente contra a Divisão do Estado do Pará para a Criação do Estado do Carajás realize um grande evento no dia 14, em Castanhal, nordeste paraense, para o lançamento oficial da campanha. (Correio Tocantins)

- Publicidade -spot_img

1 Comentário

Assinar
Notificar-me
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Alberto

PRECISO COM URGÊNCIA DOS PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA DIVISÃO OU NÃO DO ESTADO DO PARÁ, PARA FAZER O TRABALHO ESCOLAR VALENDO A 3º AVALIAÇÃO (10 PONTOS), NA MATÉRIA DE ESTUDOS AMAZÔNICOS, QUE DEVERÁ SER ENTREGUE NA ESCOLA, ASSIM QUE O GOVERNO DECIDA SE ACERTAR COM OS PROFESSORES. SE AUGUEM DISPOR DESTE MATERIAL PARA CONSULTA, FICAREI GRATO, CASO ME ENVIEM O MESMO, ATRAVÉS DO MEU MSN, QUE É : carlosrodrigues92@hotmail.com GRATO, CARLOS

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias