Connect with us

Pará

PARÁ: Garoto entra no mundo do crime aos 12 anos

Publicado

em

Qualquer indivíduo que presenciasse o diálogo entre um menino de 12 anos e outro de 16 anos, ontem pela manhã na Seccional do Paar, em Ananindeua, inevitavelmente ficaria surpreendido, estarrecido, chocado, assustado, impressionado, enfim. Simplesmente, não faltariam adjetivos para classificar o fato.

O motivo pelo qual os dois encontravam-se na unidade policial, provavelmente, pode não surpreender algumas pessoas. Mas a forma cômica, que num primeiro momento, destaca-se pela inocência das declarações, logo é superada pelo sentimento de tristeza, à medida que revela a realidade socioeconômica, vinculada à criminalidade, em muitos bairros da Região Metropolitana de Belém.

Sentados em uma das salas da seccional, os dois meninos esbanjaram descontração e desenvoltura, enquanto Valdiney, de 30 anos, e a polícia aguardavam uma revelação de um dos dois, que indicasse onde encontra-se o vídeo game Play Station. O aparelho foi furtado da residência de Valdiney, na tarde de anteontem, na rua Forte Príncipe, próximo à loja Manolitto, no Paar.

De acordo com a vítima, vizinhos confirmaram que avistaram os dois meninos no portão da casa, quando o garoto de apenas 12 anos, entrou e depois saiu com o aparelho. Valdiney alega ainda que um mototaxista afirma ter realizado uma corrida com o garoto, sendo que ele portava o vídeo game.

Após o registro do furto, policiais da Seccional do Paar passaram a procurar pelo garoto. Na manhã de ontem, ele foi encontrado em sua casa, na alameda São Pedro, próximo da famosa rua da Morte, também no Paar. Ao ser detido, o menino disse que seu parceiro de 16 anos era quem estava com o vídeo game. Então, ele foi procurado e levado para a seccional.

Frente a frente, os dois meninos começaram a se acusar mutuamente, além de alternarem inocentes revelações. “Eu vendi o Play por R$ 180,00”, revelava o menino de 12 anos. Depois, ele voltava a atrás e desconversava. “A minha língua tá presa, não posso falar nada”.

Em outro momento, ele indagava seu parceiro de 16 anos. “Tu ‘poeirou’ o dinheiro da venda do Play? Nem compraste uma roupa de marca pra ti”. Mas, no final das contas, os dois nunca revelavam o que, realmente, foi feito com o aparelho.

Cláudia Gonçalves da Silva, 39 anos, mãe do menino de 12 anos que acompanhou a ida de seu filho à unidade policial, garantiu ao DIÁRIO DO PARÁ, sem titubear, que seu filho consome maconha há pelo menos dois anos. Ou seja, desde os 10 anos de idade! Entre uma brincadeira e outra, o menino fez o seguinte comentário: “tô doido para chegar em casa e fumar um ‘bagulho’ (maconha) que tá escondido no armário”.

A mãe do garoto, que é vendedora de amendoim, revelou que no ano passado conseguiu matriculá-lo em uma escola na estrada do Curuçambá, mas ele nem fez questão de frequentar.

Ela relatou ainda que o menino é fruto de uma relação com um homem, que atualmente é funcionário dos Correios, porém, não reconhece a paternidade do filho. Nesse momento, o garoto interrompe a mãe e diz: “eu não queria nem o dinheiro dele, só a pistola dele, para atirar que nem em filme de ‘bang bang’”.

Enfim, foi um turbilhão de comentários e revelações que se perderam em meio à dinâmica da conversa.

Por fim, diante das provas e confissões, os dois adolescentes foram encaminhados para a Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), da Polícia Civil, que fica em Belém. (Diário do Pará)

publicidade
FAÇA UM COMENTÁRIO
Atenção: Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: [email protected] que iremos analisar.
Faça um comentário

Pará

Assista o Conexão Rural deste final de semana – Dias 31 e 1ª

Publicado

em

Continue lendo

Pará

PALESTINA: Trânsito deve ser municipalizado

Publicado

em

Os Poderes Executivo e Legislativo palestinense começaram a discutir sobre a municipalização do trânsito.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê a divisão de responsabilidades e uma sólida parceria entre órgãos federais, estaduais e municipais. Para os municípios se integrarem ao Sistema Nacional de Trânsito (SNT), exercendo plenamente suas competências, precisam criar um órgão municipal executivo de trânsito com estrutura para desenvolver atividades de engenharia de tráfego, fiscalização de trânsito, educação de trânsito e controle e análise de estatística.


Conforme o porte do município poderá ser reestruturada uma secretaria já existente, criando uma divisão ou coordenação de trânsito, um departamento, uma autarquia, de acordo com as necessidades e interesse da municipalidade.

As conversas entre Legislativos e Executivo em Palestina, devem ser afuniladas, para a formalização de um projeto que terá de ser aprovado pelos parlamentares.

Continue lendo

Pará

Estado e prefeituras de Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia vão recuperar estradas vicinais

Publicado

em

O governo do Estado do Pará e a prefeitura da cidade de Santa Maria das Barreiras assinaram nesta quarta-feira (28), dois convênios para a recuperação de estradas vicinais e para o repasse de combustível ao município. O documento foi assinado pelo governador Helder Barbalho, pelo prefeito Adriano Salomão e outras autoridades que acompanharam a cerimônia oficial, realizada em Casa de Tábuas, distrito de Santa Maria das Barreiras.

“Hoje nós estamos liberando cerca de R$ 3,6 milhões para a prefeitura de Santa Maria das Barreiras usar com combustível e recuperação de estradas. Com isso, vamos escoar a produção e, se Deus quiser, retornaremos aqui para trazer mais asfalto para as ruas de Santa Maria das Barreiras e também para Casa de Tábua”, destacou o governador.

No primeiro convênio está previsto, no total, a recuperação de  mais de 100 Km de vias. O trabalho será realizado em três trechos que ligam comunidades as principais rotas dentro do território barreirense. O objetivo é melhorar a trafegabilidade na região, garantindo assim, mais segurança para quem utiliza as estradas e para o escoamento da produção local.

“Esses grandes convênios pautados na área viária do Estado nos deixam muito felizes pelos benefícios que vão trazer”, destacou o prefeito de Santa Maria das Barreiras, Adriano Salomão.

Para quem precisa andar de moto pelas vicinais, como o estivador Claudionor Pereira da Silva, a ação para melhoria das estradas é importante. “Eu passo por esses lados todos os dias, então digo que esse serviço está melhorando muito a nossa vida. Passar por aqui, com a estrada ruim, é terrível”, destacou.

O segundo convênio assinado entre a prefeitura de Santa Maria das Barreiras e o governo do Estado será para repasse de óleo diesel, que servirá para abastecimento de equipamentos de terraplanagem e para o restabelecimento da trafegabilidade de vicinais.

Ao saber das ações realizadas pelo governo do Estado em parceria com a prefeitura municipal, dona Edinelza da Silva comemorou. “Esse trabalho está ótimo, eu acho muito bom. O serviço tá ficando maravilhoso em comparação com o que era antes”, disse a lavradora.

Durante a programação, o governador Helder Barbalho também assinou um terceiro convênio, desta vez, com a prefeitura de Santana do Araguaia. No documento consta a parceria entre Estado e município para garantir a reconstrução de vias e combustível para execução do serviço.

“Em Santana não será diferente. Nós assinamos um convênio com valor perto de R$ 600 mil para combustível. Assim, o prefeito poderá trabalhar nas estradas vicinais. Além disso, estou esperando a equipe do gestor terminar o projeto do hospital e do terminal. Na hora que terminar, nós vamos lá”, explicou o governador.

“O governador está doando combustível para Santana do Araguaia e nós vamos levar mais estradas ao nosso município”, destacou o prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Da Machado”.

Continue lendo
publicidade
publicidade Bronze