- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
domingo, 07 / agosto / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

Pará gera mais de 23 mil novos postos de trabalho em 2010

Mais Lidas

O Idesp (Instituto de Desenvolvimento Econômico Social e Ambiental do Estado do Pará) divulgou, nesta quinta-feira, 11, o comunicado ‘Emprego e oferta qualificada de mão-de-obra no Pará: expectativas para 2010’, que apresenta a perspectiva da abertura de 23.236 novos postos de trabalho no mercado paraense.

‘Passada a turbulência vivida na economia mundial, evidenciada pela recuperação de diversos indicadores a partir do último trimestre de 2009, e em face à expansão prevista para a economia brasileira para este ano, que prevê crescimento no patamar de 5,5%, evidenciamos neste estudo as projeções e principais rebatimentos na economia paraense abordando como temática principal a geração emprego e quais setores mais suscetíveis a retomada econômica no ano de 2010’, afirma o presidente do Idesp, José Raimundo Trindade.

O Idesp torna público os resultados que utilizam como referenciais a PNAD (IBGE) e os dados do CAGED e RAIS (MTE), sistematizados a partir da análise do Ipea (Instituto de pesquisa Econômica Aplicada). As projeções foram elaboradas pelo Ipea com base na metodologia de Demanda Potencial de Mão-de-obra, composta pela previsão de novos postos de trabalhos gerados, adicionado aos empregos desocupados por demissões.

Os resultados apontam que o Estado do Pará está em destaque em relação aos demais Estados da Região Norte, seguido do Estado de Rondônia, com 19 mil novos empregos, aproximadamente, e o Estado do Amazonas, com 15.246 novos postos. Em 2009, apesar da crise financeira, dizem os especialistas do Idesp, o ano fechou com saldo positivo de geração de postos de trabalho (7.380 empregos), e no último mês de janeiro, o saldo foi positivo com 1.680 postos de trabalho.

O presidente do Idesp ressalta que as previsões de abertura de 23.236 novos postos de trabalho qualificados retoma o saldo de postos de trabalho criados em 2007, que foi de 28.003. ‘Com isso, nossa expectativa é que o conjunto de obras e investimentos de maior porte que estão previstos possam nos encaminhar para uma expectativa semelhante ou superior a daquele ano’, opina Trindade.

Os setores que deverão contribuir decisivamente para o incremento no ano de 2010 serão: comércio e reparação (11.420), alojamento e alimentação (4.834) e construção (1.687).

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias