- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
segunda-feira, 16 / maio / 2022
- Publicidade -spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
- Publicidade -spot_img
Array

MARANHÃO: Governadora lança mutirão emergencial da dengue em São Luís

Mais Lidas

A governadora Roseana Sarney e o secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, lançam nesta segunda-feira (21), às 10h, no Palácio Henrique de La Rocque, um mutirão de ações emergenciais para impedir uma epidemia de dengue em São Luís. Os trabalhos serão realizados nos próximos 90 dias, em todos os bairros da capital, e contarão com a parceria do Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro e Prefeitura de São Luís.

O mutirão será realizado com ações rotineiras de visitas domiciliares com inspeções prediais, eliminação e tratamento de criadouros pelas instituições, limpeza pública de terrenos baldios e recolhimento de materiais de grande porte não utilizáveis. Também serão desenvolvidas ações direcionadas em bairros e adjacências da Cidade Operária, Vinhais, Cidade Olímpica, Centro, Anjo da Guarda, Cohatrac, Cohab, Coheb Sacavém, Quebra Pote e Maracanã,  áreas de maior infestação de larvas de mosquito Aedes Aegypti.

Sob a coordenação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o mutirão mobilizará equipes do Exército, do Corpo de Bombeiros e 558 agentes de endemias; 20 carros fumacê para a borrifação nos bairros e 10 carros de som que divulgarão mensagens para alertar a população sobre a necessidade da participação de todos no combate à dengue. Todos os agentes receberão mochilas de lona fornecidas pela SES com material para o trabalho de campo, e será distribuído material informativo sobre ações necessárias para evitar focos do mosquito.

Para garantir que todos os agentes municipais de endemia participassem do mutirão, a SES assegurou o pagamento de uma ajuda de custo mensal de R$ 150,00 para cada agente, por três meses. Esse acordo com o sindicato da categoria a medida foi necessária porque eles estão em negociação trabalhista com o Município e, por decisão judicial, somente 50% deles estavam fazendo as visitas domiciliares que são vitais para a eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti.

Levantamento

De acordo com os registros oficiais da SES, até o início deste mês, foram notificados no Maranhão 2.797 casos de dengue, correspondente a um aumento de 370% em relação ao mesmo período do ano de 2010 – quando foram notificados 595 casos. Na capital, no mesmo período foram registrados 387 casos, o que representa um aumento de 614,8% em relação ao ano passado, quando foram registrados 38 casos.

O início precoce do período chuvoso em 2011 contribuiu para o aumento do número de casos, já que em 2010 as chuvas começaram em abril. O aumento da proliferação do mosquito transmissor acontece nos primeiros meses do ano, período considerado crítico, em decorrência do aumento de coleções hídricas (criadouros) proporcionados pelas chuvas.

- Publicidade -spot_img
Assinar
Notificar-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img

Últimas Notícias